04. Governo com Deus

Governo Com Deus

Hebrom, Ribeirão Preto - SP
Kobus Swart
Tradução: Adiel Almeida de Oliveira

Textos Bíblicos: Juízes 13 a 16; Hebreus 4:1 a 6; Mateus 18:16; 2 Timóteo 2:2; Josué 19:49; 1 Samuel 16:13.

Eu estou muito emocionado com o que está acontecendo neste acampamento, nestes dias. Eu creio que uma cura está acontecendo, definitivamente. Está havendo uma interpenetração entre Deus e nós, no nível do espírito. Eu creio que este ensino que teremos nesta noite vai penetrar em todos os corações.

Estou pensando em algo que foi falado muitas vezes: Este movimento não terá líderes, no sentido humano desta palavra. Sabemos que Sião será um navio bem equipado, pronto para navegar, mas a velha forma de liderança acabou. Toda vez que a maneira antiga de governar a igreja entra no Reino, teremos problemas. Não estou dizendo que Deus não vai trazer velos líderes da velha ordem para o Reino. Primeiro eles terão que morrer, antes de serem usados, e se tornarem eficientes.

A história de Sansão ilustra o que estou dizendo. Sansão foi vocacionado para ser um Juiz, que tirou Israel de um período de opressão. Ele tinha características diferentes de todos os outros juízes. Podemos aprender muito sobre a vida de Sansão. Uma lição que fará sentido para nós é que Sansão falhou em muitas formas, por não ter “Timóteos”. E isso faz toda a diferença entre um líder da velha ordem e um líder da nova ordem. Preste atenção nos versículos que leremos.

Toda a história de Sansão está inteirinha em quatro capítulos da Bíblia – Juízes 13 a 16. Sansão tinha algumas fraquezas, uma delas eram as mulheres. Ele não podia suportá-las, sem primeiro se relacionar com elas. E ele era vencido por este espírito intimidador, por causa de seu espírito independente. Vemos que, na primeira fase da história de Sansão, n maioria das vezes em que ele conseguiu realizar uma coisa especial, encontramos uma frase características: “Então o Espírito do Senhor de tal maneira se apossou dele que...”. Precisamos lembrar que nem tudo o que Sansão fez foi erro, pois em muitas das coisas Deus estava presente, para fazer os filisteus saírem de suas tocas, para que ele pudesse matá-los. Mas, na medida em que prosseguia o seu período de juízo, que durou vinte anos, nós descobrimos que esta frase começou a desaparecer. E nós começamos a perceber que Sansão começou a falar por sua própria força.

Quantos já viram quadros e pinturas de Sansão, um enorme sujeito, com grandes músculos? Sabe que isso não é verdade? Ele era um homem como nós. Mas cada vez o Espírito do Senhor vinha sobre ele. Então, foi no último período de seus dias, que ele encontrou-se com Dalila. E os filisteus usaram-na para penetrar no segredo da força de Sansão. Aí há uma lição para todas as pessoas que estão numa posição de autoridade e liderança espiritual: Quando a sua obediência ao Senhor e ao seu comissionamento original é afetado, então a voz do Senhor já não alcança tão claramente o seu coração. Esta foi a chave do ministério de Cristo na terra: obediência àquilo que Ele via o Pai fazer.

Em Hebreus 4:1 a 6 também mostra a chave de que foi a falta de fé e desobediência do povo de Israel, que eles perderam as promessas de Deus. Até um líder é capaz de se tornar forte por si mesmo, e começar a pensar que não tem mais necessidade de confirmação (Mateus 18:16). Então ele se torna um alvo de Satanás. Pode ser que haja um período de transição em que ele tome algumas decisões corretas, mas geralmente este período é bem curto. Então ele comete um erro fatal. Nós temos visto isto na velha ordem da igreja. Os ministérios fortes eram rodeados por outras pessoas, geralmente administradores ou organizadores, mas não ministérios de revelação e confirmação. Nós podemos fazer uma lista de muitos nomes, mas não acho isso importante.

Alguns destes líderes nos Estados Unidos, na década de cinquenta e sescenta, que no início tinham realmente um ministério da parte de Deus, quando morreram eles deixaram apenas uma organização, uma fundação ou escola bíblica. O movimento todo morreu com o líder, eles não perpetuaram aquilo que Deus os havia comissionado originalmente para fazer. Estas organizações continuaram como boa organização, mas geralmente se transformou cheio de confusão, pois a visão original havia se acabado.

Porém, todo movimento que é caracterizado pela ênfase no Reino, como nós estamos, há um alargamento e um aprofundamento do rio. O princípio de “porção dobrada” se aplica. Por isso a impartição é uma chave, é como de Elias para Eliseu. Talvez possamos fazer a nós mesmos uma pergunta: Porque a igreja neotestamentaria primitiva não continuou nesta força? É porque, possivelmente, Timóteo, que foi comissionado por Paulo, possivelmente não teve sucesso em impartir a outros “Timóteos”, a porção dobrada do que Paulo tinha impartido a ele; 2 Timóteo 2:2. Isso é uma possibilidade, não é? Os teólogos têm as suas idéias do porque a Igreja Primitiva acabou entrando na apostasia da Idade das Trevas. Mas nós sabemos que a verdade é que a Igreja cristã acabou se tornando um sistema de posições, de hierarquias e de títulos. Em outras palavras, a “cabeça” da Igreja se tornou doente. E Satanás entrou nas fileiras daquela hierarquia.

Mas a coisa que Deus está fazendo neste movimento, durante estes três ou quatro últimos anos, é algo que nos dá muita segurança. É quando Ele põe o Seu dedo em todas as posições e traz uma nova ênfase para o comissionamento. E agora Ele adiciona o ingrediente da impartição. Porque uma pessoa que ministra “montado” numa posição, não consegue impartir e gerar nada. Só a pessoa que foi devastada, mas que agora está se movendo em um comissionamento, pode impartir. [Gerando outros em uma porção dobrada, assim como Elias gerou Eliseu, após a experiência numa caverna no Monte Horebe; 1 Reis 19].

Vamos ler o texto de Juízes 16:17, 20 - Descobriu-lhe todo o coração e lhe disse: Nunca subiu navalha à minha cabeça, porque sou nazireu de Deus, desde o ventre de minha mãe; se vier a ser rapado, ir-se-á de mim a minha força, e me enfraquecerei e serei como qualquer outro homem... E disse ela: Os filisteus vêm sobre ti, Sansão! Tendo ele despertado do seu sono, disse consigo mesmo: Sairei ainda esta vez como dantes e me livrarei; porque ele não sabia ainda que já o SENHOR se tinha retirado dele. 

Esta é a história trágica de Sansão. É a mesma história de todos aqueles ministros de Deus, que não conseguiram reproduzir-se, criando um Timóteo melhor do que ele mesmo. É bom que você conheça a diferença entre um Timóteo e um indivíduo que só sabe dizer “amém!”, só sabe concordar. Vou explicar isso brevemente. Um Timóteo precisa também ter um relacionamento e uma comunhão pessoal com o Senhor. Porque uma pessoa que só sabe dizer “amém!”, não pode ter uma palavra de confirmação. Mas, aqueles ministros que têm posição, aplicam a regra de que, ou você concorda com quem está na posição, ou você cai fora. Se você discorda, será considerado como rival ou como uma ameaça de quem está na posição.

A Ordem Divina nunca teve o objetivo de ser uma ditadura. É uma das coisas mais preciosas e fantásticas que o Senhor já trouxe para a Igreja - através da Ordem Divina. Canais comissionados que se relacionam uns com os outros mediante este comissionamento que têm. Todos são ovelhas. Alguns são pastores, mas continuam sendo ovelha, porque têm coração de ovelha, ele se permite pastorear. Esta interdependência sempre irá continuar. Sansão tinha um espírito muito independente. Ele sempre estava fazendo as coisas sozinho, ele sempre estava lutando sozinho e nunca usou o exército de Israel. Quando Dalila começou a praguejar a vida de Sansão, e começou a querer manipulá-lo, a Escritura diz:Importunando-o ela todos os dias com as suas palavras, e molestando-o, apoderou-se da alma dele uma impaciência de matar. Juízes 16:16.

Eu quero que você entenda, por um momento, este princípio da manipulação. A ideia de manipulação, de querer torcer o braço dos que estão em autoridade sobre você, para que façam a sua própria vontade. Este é um princípio que tem operado em todo o período da Igreja e até mesmo antes da Igreja existir. Acho que você entende o que é manipulação: é tentar fazer com que uma pessoa que está sobre você, em autoridade, faça a sua vontade. Quando uma igreja sustenta um pastor em tempo integral no ministério - o que não é errado, pois Paulo foi sustentado por algumas igrejas, mas no casa da igreja em Corínto, ele rejeitou o sustento dela, por razões específicas -, muitas das vezes Satanás vai querer que a igreja creia que, se eles sustentam um pastor ele deve pregar o que eles querem ouvir. Então a junta diretiva da igreja ou a diretoria, ou os presbíteros vão tentar dizer para o pastor o que ele deve pregar e o que não pode. Se este espírito continua a afetar um líder, pode vencê-lo e derrotá-lo, fazendo com que ele se submeta àquela manipulação. Ele perde o comissionamento de Deus e quebra a sua obediência a Deus e, é claro, a unção desaparece. Se a unção desaparece da vida dele, isto é fatal. E, geralmente, não existem sinais de advertência, pelos quais você possa identificar se a unção continua ou não em sua vida: “... porque Sansão não sabia ainda que já o Senhor se tinha retirado dele” versículo 20b. Sansão nem percebeu quando a unção se afastou dele. A salvaguarda é: um ministro de Deus precisa ter um coração penitente, arrependido diante de Deus, e está rodeado constantemente por ministérios de confirmação que sejam verdadeiros Timóteos.

Agora também vamos ver o versículo 30: E disse: Morra eu com os filisteus. E inclinou-se com força, e a casa caiu sobre os príncipes e sobre todo o povo que nela estava: e foram mais os que matou na sua morte do que os que matara na sua vida. Esta é a chave: “foram mais os que matou na sua morte do que os que matara na sua vida”. Deus está assegurando que, no Seu Reino que Ele está estabelecendo nesta terra, que nós funcionemos tão somente na Sua vida, e não na nossa vida, não na vida de nossa alma, não em nossos talentos naturais. De forma que quando as pessoas vejam as nossas boas obras, as pessoas glorifiquem o Pai que está nos céus. Que as pessoas glorifiquem e focalizem o doador, não o canal.

Isso é lembrado naquela palavra “COM”, que diz que nós funcionamos COM Deus, somos cooperadores COM Deus. Eu quero que vocês ouçam com bastante atenção, pois aqui está o coração desta mensagem. Você pode observar as falhas de muitos líderes, mas se olharmos cuidadosamente percebermos que o pecado foi o mesmo de Sansão: havia um espírito independente. Não existe uma Ordem Divina verdadeira. Existe uma falta de verdadeiros Timóteos que confirmem a Palavra. A arrogância entra, o ego (“eu”) cresce e grande é a queda. Você pode até cantar: como os poderosos caíram! Mas nós podemos declarar esta noite que isto foi uma fase, e esta fase terminou. Terminou aqui no Brasil! O Brasil nunca será o mesmo! Isso não é uma coisa que nós gostaríamos que acontecesse, é a verdade de Deus que está acontecendo. Existe potencial suficiente neste grupo aqui representado para virar o Brasil “de perna para o ar”, para parar todas as forças das trevas e quebrar o cativeiro religioso sobre o povo de Deus. Mas não só para o Brasil, mas para todo o continente. Existe fogo suficiente, violência suficiente aqui!

O fato de que Deus está purificando a liderança é uma indicação maravilhosa de que Ele quer fazer esta coisa ir até o fim. Deus não vai trazer vocês até aqui e fazê-los desaparecer no deserto. Não devemos olhar para os problemas que passamos: monte Sião falhou e eu acho que não vai acontecer mais nada. Não há uma justificativa, diante de Deus, para um mau espírito. Ninguém deve levantar, em tempo algum, o dedo diante de Deus.

Gostaria de dizer que, na maior parte do tempo, se um líder falha, o povo é que tem culpa. Eu creio que, quando Moisés feriu a rocha, em vez de falar com ela, foi porque o povo se relacionou erradamente com Moisés. Eles fizeram com que ele se irasse. Eles eram seguidores, ao invés de andarem COM Moisés. Sempre que um povo apenas segue um líder, em uma distância qualquer, ao invés de se tornarem cooperadores com o ministério, eles são culpados toda vez que o ministério cair. Vocês concordam com isso? Aceitam este princípio? Nunca digam: “É culpa do líder”. Não! Vocês precisam andar COM ele.

Nós ouvimos uma Palavra hoje aonde é declarado em termos bem clara: A Ordem Divina se tornou um abuso, muitas vezes. E povo foi suprimido, dominado. Isso fez com que o povo seguisse à distância e, por seu turno, isso resultou no fato do líder cair. Eu estou apreciando muito o que Deus está fazendo neste acampamento, Hebrom. O que estamos vendo, até agora, é um grande potencial nas mãos de Deus, que é fenomenal.

Eu creio que devemos orar muito a respeito da nossa participação pessoal no ministério. Não devemos ser seguidores passivos. Isso é verdade também no relacionamento conjugal. Caso a esposa seja apenas seguidora de seu marido, logo ela passará a ter problemas. Especialmente nesta revelação do fim dos tempos. Eu não sei se acontece isso aqui no Brasil, mas na África do Sul e nos EUA isso é verdade. Se um marido e uma mulher decidem sair de uma igreja fundamentalista e entrar em uma igreja pentecostal, o marido pode receber uma revelação do batismo nas águas e no Espírito Santo, e a esposa pede ser que não esteja inteiramente convencida ainda, mas ela segue o marido relutantemente. Ela é batizada nas águas e se torna membro da igreja, juntamente com o marido. E pode ser que, até mais tarde, ela venha a falar em línguas (ou falar uma frase em línguas, como dizem por aí. Mas eu creio que na igreja primitiva eles falavam dias em línguas estranhas). Então, aquela esposa passa por todas as mecânicas de uma mudança. Ela segue o marido. Ela é muito obediente à revelação que ele tem. Pode ser até que eles tenham um relacionamento bom. Tem que tapar um monte de buracos, mas dá. Mas, então, o marido recebe uma revelação deste mover do fim dos tempos, deste Caminhar com Deus. Como ela já estava acostumada a fazer, ela tenta seguir todas as mecânicas desta revelação. Mas, ainda há relutância em seu coração. Porque aí, neste Caminhar, há um requisito de agressividade ou violência no espírito (Mateus 11:12). Então, antes de você perceber, o casamento “feliz” está em problemas. Porque ela tinha sido uma seguidora, ao invés de andar com ele. Este é um princípio muito importante para nós.

E eu quero terminar com isso. Pois depois o irmão Ray Willians vai falar para vocês pelo resto da noite. Não pense que esta mensagem é apenas para os líderes. Pois também é verdade com relação a seus filhos, em sua casa. Vai influenciar todas as áreas da vida da igreja. Ela vai determinar o sucesso deste Caminhar aqui no Brasil. O povo já teve o suficiente de líderes que tropeçam. O povo não quer mais ver Sansões como líderes. Ele prefere, pelo contrário, ver Josué receber a sua herança “no meio de seus irmãos” e Davi ser ungido rei “no meio de seus irmãos”; Josué 19:49 e 1 Samuel 16:13.

Esta foi a diferença entre Moisés e Josué. Moisés teve que ir ao monte em favor do povo, teve que ser o porta-voz entre Deus e o povo. Todas as vezes que as coisas começaram a ficar erradas, Moisés é quem teve de interceder pelo povo. Moisés tinha um bando de seguidores relutantes. Mas, quando eles atravessaram o Jordão, a liderança mudou. Josué foi confrontado com uma espada apontada para a sua barriga e Deus disse: Eu vim para assumir a direção. A liderança foi tomada no Senhorio de Cristo. Eu repito aquele lindo versículo contido no livro de Josué:Deram os filhos de Israel a Josué, herança no meio deles. Isso é fantástico! É nisso que estamos agora mesmo. É aí que a bênção vai. Deus não vai ungir mais fortes indivíduos. Vai ser uma coisa sem nome. Você vai para Shalom, nos Estados Unidos, e se pergunta: mas quem está liderando este negócio aqui? Você não fica sabendo. Para mim este é um dos maiores cumprimentos que podemos receber. O culto já começou e faz horas que estamos lá e as pessoas perguntam: Quem é o líder aqui?

Quantos de vocês já foram membros de uma boa igreja da velha ordem? Você ver como entra no culto aquela hierarquia, de roupa preta e vestis bonitas, etc. A igreja está toda sentadinha ali no banco. Então vêm os líderes, chegam no culto e fazem aquela grande oração. E falam para a congregação: vocês são seguidores. Acabou esta época. Eu estou alegre porque não existe uma alta plataforma aqui neste salão. Não usamos mais estas plataformas, mesmo aonde ainda existam elas.

Você sabe, o ser humano é muito astucioso. Eu estive em uma igreja em Copenhagen, na Dinamarca, o líder não tem aquele terno preto, mas ele entra lá pelo fundo e manipula todo o culto de lá mesmo. Todo mundo tem medo de fazer um pequeno movimento, se ele não ordenar. É a mesma coisa.

Queremos ver o ministério do Corpo de Cristo, ninguém vai sobressair nem ser independente. Acabou a era da posição, do orgulho humano e da capacidade humana na obra do Senhor. Nós queremos ver a iniciativa ungida vir através de muitos Timóteos. É claro que vai haver confirmação, é claro que haverá a Ordem Divina. Não vai haver caos nem confusão. Nós não queremos a volta da Babilônia. Não haverá anarquia. Haverá unidade no espírito e aí Deus ordena a Sua bênção e vida; Salmo 133. Isso é lindo!

Em nossos cultos, na adoração, o líder fica no meio do povo, não sobressai. Vai ajudar até, se nos cultos tiverem dois ou três dirigentes, se revesando, trazendo a direção pelo Espírito. A parte da adoração, em um culto, é muito importante. Não pode deixar cair a unção. Por isso tem que haver aquele espírito unido, o tempo todo. Deve haver um espírito unido entre a pessoa que dirige a adoração e aquele que trará a palavra. De forma que o culto será um todo, só uma visitação do Senhor em todas as partes.

Eu quero abençoar vocês. Creio que vamos ver o “fogo” se espalhar muito rapidamente no Brasil. Se eu fosse brasileiro, desculpe-me, como brasileiro nós devemos estar muito animados agora, pois a coisa vai mudar. Agora é a hora de mudar de marcha. Nós precisamos ter muita fé pelo povo no Rio de Janeiro. O Rio vai nascer de novo. A igreja toda está apoiando o Rio de Janeiro com a intercessão. Em todas as áreas aonde houve problemas, nós vamos ver uma coisa totalmente nova vir à luz. E quando dizemos uma coisa nova, todas as coisas que existiam lá, não necessariamente precisarão ser rejeitadas, mas precisa haver uma experiência de nascimento em um novo nível. Eu tenho muita fé pelo Brasil e por isso abençoou vocês.

Esta é a minha sétima visita ao Brasil, mas nunca tive a alegria que estou tendo estes dias. Eu abençôo todos vocês do Brasil. Os fogos da purificação queimaram por todo o Caminhar no Brasil, desde 1977. Uma grande peneirada. Deus tem uma maneira muito engraçada de fazendo com que o remanescente continuar. Eu acho que o Senhor está cansado de começar novos movimentos. Oséias capítulo seis diz: “Eu os feri... e eu os curarei”. Há um espírito de cura que está atravessando todas as fileiras do Corpo. É uma experiência fantástica.

Comentário: Ray Willian

Eu confirmo a Palavra que o Senhor falou nesta noite. Vemos aqui no Brasil, como em toda a parte, uma coisa totalmente nova. Um movimento sem líderes. Há uma grande diferença que vejo entre a Igreja Restaurada, este Caminho, e a velha ordem. Antes, quando um líder queria algo de Deus, queriam guardá-lo em seu próprio coração, porque assim teriam mais poder e domínio. Eles sabiam de coisas, que ninguém mais sabiam. Eles sabiam pregar e ministrar, ninguém mais sabia. Eles queriam guardar suas posições. Agora é o contrário, queremos impartir a todos os outros. O irmão Stevens, por exemplo, disse que surgiram mil profetas que ministrariam em mais poder do que ele, porque ele crê na porção dobrada, que ele pode comunicar e impartir a porção dobrada.

Todo líder, todo presbítero ou líder de adoração, que tem comissionamento de autoridade, deve treinar outras pessoas que podem fazer o mesmo, pelo menos duas outras pessoas. Este é um princípio do Reino que todos devemos seguir. Quando sai de minha igreja, por exemplo, para vir ministrar aos irmãos do Brasil, os irmãos suprem minha ausência, pois vários irmãos assumem a responsabilidade e melhor que eu. Precisamos realmente ser uma família, uma Companhia Apostólica, que não é apenas os ministérios fundamentais, são todos nós outros, membros da Família de Cristo.

Todos podemos ver no espírito, todos podemos confirmar e participar. Amém!

Comentário: Adiel Almeida

Nós não queremos que aconteça conosco o que aconteceu com Sansão, que só conseguir realizar uma obra realmente grande quando morreu. Nós queremos que a obra seja realizada em nós agora. Que haja uma pureza em nossos corações, um espírito reto, para que possamos vencer os principados e potestades agora.

Eu sei que há um momento em que o Senhor fará uma grande obra. Mas eu sei que o Senhor está nos matando agora, para realizarmos esta obra. Não precisamos chegar a um fim e esperar por uma coisa milagrosa. Nós queremos, desde agora, nos preparar para realizar uma obra maior para o Senhor. Não vai haver em nós aquele espírito de Sansão que, embora estivesse lutando com os filisteus, por outro lado estava procurando uma aliança, por causa daquela inclinação que tinha por um “rabo de saia”, não foi? Ele estava matando os filisteus, mas ao mesmo tempo estava procurando uma unidade com as filistéias. Sabe, isso é um espírito de engano. Nós vamos ser íntegros. Vamos ter um espírito inteiramente reto. Vamos ser irredutíveis. Se o Senhor nos mandar matar todos os amalequitas, não vamos deixar nenhum Agague em pé. Vamos derrubar todos. Se o Senhor mandar nos matar todos os filisteus, não vamos amar nenhuma Dalila. Deve haver em nós esta inflexibilidade, não vamos nos deixar dobrar. O diabo quer nos levar a um compromisso de amizade e aliança com ele, como nos dias da restauração com Esdras: Deixai-me edificar convosco, (Esdras 4:1-3); e como foi Sambalá, Tobias e Gesém nos dias de Neemias (Neemias capítulo 6) que queriam fazer uma aliança com o povo de Deus. Nós não vamos ceder à manipulação do inimigo. Nós somos inflexíveis, só vamos ouvir a Palavra e direção do Senhor!

Nós só vamos ouvir apenas a Palavra do Senhor; só vamos ouvir a direção do Senhor: nós vamos ser como Jesus. Todo mundo pensou que Ele ia ser bonzinho: “Oh, sua Mãe ta ali fora, seus irmãos”, e Ele disse: “Quem é minha Mãe e meus irmãos? Minha Mãe, meu Pai e meu irmão é aquele que ouve a palavra de Deus e a observa”.

voltar para Presbíteros-Pastores

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||