03. Não Existem Posições ou Hierarquias no Reino

A única coisa que pode conduzir-nos a um lugar de bênçãos junto a Cristo é sermos "capazes de beber o cálice" que Ele bebeu, como foi dito a João e Tiago:Então, se chegou a ele a mulher de Zebedeu, com seus filhos, e, adorando-o, pediu-lhe um favor. Perguntou-lhe ele: Que queres? Ela respondeu: Manda que, no teu reino, estes meus dois filhos se assentem, um à tua direita, e o outro à tua esquerda. Mas Jesus respondeu: Não sabeis o que pedis. Podeis vós beber o cálice que eu estou para beber? Responderam-lhe: Podemos. Então, lhes disse: Bebereis o meu cálice; mas o assentar-se à minha direita e à minha esquerda não me compete concedê-lo; é, porém, para aqueles a quem está preparado por meu Pai.” (Mateus 20:20-23).

Podemos lucrar muito com esta mensagem - pois ela é bem simples - se você se encontrava meio ambicioso, buscando uma posição especial no grupinho fechado, nas panelinhas. É melhor nem pensar nisso agora: no Reino não existe nada disso. E mesmo que haja, e você o consiga, verá logo que é um relacionamento mais baixo do que o relacionamento que Deus pretendeu que tivéssemos juntos. É o que Satanás sempre vomita em cima de nós: "Então, vocês serão iguais a Deus, né?", como ele seduziu a Eva. (Gênesis 3:5). Nós podemos ser tentados ao pecado da ambição, da cobiça, do sectarismo, ao desejo de posses, ao de uma posição especial com pessoas especiais; tudo isso já faz parte da velha tentação. Pegue a sua cruz, negue-se a si mesmo, morra para a velha vida e siga a Cristo (Mateus 16:24). Serão os mansos e os humildes que terão êxito na hora de se possuir toda a terra (Mateus 5:5). Vamos crer nisso. Vamos crer de todo coração. Que estejamos preparados para o novo relacionamento que nos sobrevém nestes dias do Reino. Talvez levemos um tempo para aprendê-lo, mas aprenderemos JUNTOS.

Deus nos conduzirá a todos para um lugar de devastação e peneirada que destruirá qualquer conceito de orgulho e posição em nossas mentes. Quando a Bíblia fala das montanhas sendo rebaixadas e os vales aterrados (Isaías 40:4), significa que todos nós pisaremos um terreno nivelado. Não haverá ninguém no topo da montanha nem nos vales. No Reino todo monte será aplanado e todo o vale aterrado, e só o Senhor será exaltado naquele Dia (Isaías 2:11, 17). Esta verdade é revolucionária; significa a destruição dos falsos valores humanos da vida. Cada um de nós foi criado em um mundo onde há sempre alguém concorrendo à preeminência. É uma luta pelo poder, para ver quem pode dominar o outro. Maridos e mulheres, pais e filhos, família contra família, presbíteros e povo, concorrendo a uma posição; pastores e profetas, profetas e presbíteros, profetas e apóstolos - todos já participaram um pouco desta luta pela posição, ou pelo menos procuraram alcançá-la. Todavia, a

A única coisa que nos difere uns dos outros no Corpo de Cristo, não é a capacidade humana, nem as habilidades que temos, mas a graça que Deus reparte a cada um de nós: “Porque pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo, além do que convém, antes, pense com moderação segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um.” (Romanos 12:3). O Senhor distribui os Seus dons e os ministérios no Corpo de Cristo, segundo uma medida de graça a cada um. A graça é manifestada a indivíduos diferentes e esta é a única distinção que seremos capazes de ver.

No Corpo de Cristo as pessoas terão de se render e aceitar uns aos outros, pois o Corpo é um e, todavia, tem muitos e distintos membros, e todos os membros do Corpo, embora sejam muitos, formam um único Corpo. Este é o ensinamento apostólico: 1 Coríntios 12:12-31. Cristo é um Corpo multimembrado. As pessoas não consideram esse Corpo. Eles não vêem o que Deus está gerando no ministério do Corpo. Mais do que em qualquer outro mover da história da Igreja de Jesus Cristo, este mover do Senhorio de Jesus Cristo no Seu Corpo multimembrado é a maior revelação e a maior verdade que já vimos. Não existe mais lugar para o individualismo, para os figurões ou para os ministérios de um homem só. Seu poder está quebrado. Alguns deles têm uma certa dose de publicidade; um ou dois ainda têm reconhecimento nacional, mas esse dia passou. Nunca o veremos de novo. Haverá aqueles que aparecerão e se destacarão, mas não eficazmente.

Esse é um tempo para sermos dedicados à formação do Corpo de Cristo que é uma cruz para nós mesmos, que implica em renúncia e morte para todo individualismo. A perda de nossa individualidade é um preço difícil de pagar, mas, em outro sentido, é a verdadeira cora de Deus, porque o Corpo de Cristo é o que Deus está trazendo à luz nestes dias. As exigências do discipulado são colocadas sobre as pessoas quando o ministério do Corpo surge: “Então, disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me.” (Mateus 16:24). Quando você entra no ministério do Corpo de Cristo, sua individualidade é perdida de vista e o Corpo funciona como um em sua expressão na Terra. Perder sua individualidade requer renúncia pessoal. Como Paulo disse: “Este é um tempo em que não devemos agradar a nós esmos, mas agradar aos outros como Cristo também fez”. (Romanos 15:2, 3).

Se quisermos viver a glória do Ministério do Corpo de Cristo, todos nós deveremos desenvolver o mesmo sentimento que houve em Cristo Jesus: “Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, pois ele, subsistindo em forma de Deus não julgou como usurpação o ser igual a Deus; antes A SI MESMO SE ESVAZIOU, assumindo a forma de servo... a si mesmo se humilhou... Pelo que também Deus o exaltou sobremaneira...”. (Filipenses 2:5-11). No Reino, o caminho para cima começa com uma descida. Antes da glória, temos que passar pela cruz.

Muitos pregadores e membros de igrejas, hoje, não têm esta revelação do Corpo de Cristo e de que o Senhor está resistindo a todos os soberbos, mas dando graça aos humildes. Eles deveriam aprender com o apóstolo Paulo: “Eu, irmãos, quando fui ter convosco, anunciando-vos o testemunho de Deus, não o fiz com ostentação de linguagem ou de sabedoria. Porque decidi nada saber entre vós, senão a Jesus Cristo e este crucificado. E foi em fraqueza, temor e grande tremor que eu estive entre vós. A minha palavra e a minha pregação não consistiram em linguagem persuasiva de sabedoria, mas em demonstração do Espírito e de poder, para que a vossa fé não se apoiasse em sabedoria humana, e sim no poder de Deus.” (1 Coríntios 2:1-5). Nós não queremos palavras bonitas, queremos receber as Palavras que são espírito e vida para nossos espíritos. O Senhor está rejeitando os líderes segundo o coração humano, como foi Saul; e está estabelecendo os líderes segundo o Seu coração, como foi Davi. Davi possuiu o Reino, enquanto Saul foi rejeitado (Leia a “Mensagem do Reino”).

Não nos é possível preencher ou cumprir a vontade de Deus na Terra, nestes dias, como indivíduos isolados ou como uma pequena igreja sem conexão com a Ordem Divina do Corpo de Cristo. Deus gera uma dedicação para se mover como o Corpo de Cristo. Não podemos jamais estar preocupados com edificar uma organização. O Corpo de Cristo não é uma organização, mas um organismo VIVO, onde há um fluir do Espírito Santo sobre todos os membros. Todos fluem pelo Espírito; todos devem participar. Devemos ser dedicados ao Corpo de Cristo.

Leia em nosso site a mensagem: 
“O Reino - Mais Que Uma Coroa Na Cabeça”, CLIQUE AQUI!

www.reinonet.com.br
ReinoNet: Seu Portal da Restauração e das Pérolas do Reino
Email: reinonet@reinonet.com.br
MSN:  reinonet@hotmail.com

 

voltar para Presbíteros-Pastores

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||