19 - Os Ansiosos (Filipenses 4:6)

Se pudéssemos ter uma Palavra para todos aqueles que estão intercedendo e orando, esta seria extraída do quarto capítulo de Filipenses: “Não andeis ansiosos de coisa alguma, antes em tudo sejam os vossos pedidos conhecidos diante de Deus, pela oração e súplica com ações de graças”. Esta é a Palavra – “Não andeis ansiosos”. Há uma grande necessidade disto, porque o versículo seguinte está falando sobre como “a paz de Deus que excede todo entendimento, guardará os vossos corações e as vossas mentes em Cristo Jesus”. Filipenses 4:6, 7 (Versão Revisada de Acordo Com os Melhores Textos em Hebraico e Grego).

Seu coração ou sua mente são as duas áreas onde todas as batalhas são travadas podendo ser perdidas ou ganhas. Ao tornar-se ansioso você pode recuar de algo que Deus coloca à sua frente.

 

Penso numa batalha sobre um plano muito simples que envolveu uma irmã do Corpo. Todas as vezes que ela era movida por um sermão para ser mais dedica ao Senhor, Satanás sabia como atingi-la, e ela recuava completamente. O diabo sabia que tudo que tinha a fazer era apertar um certo botão – ele sabia onde estavam os medos daquela irmã – e ela recuava. Hebreus 2:14, 15 fala que Cristo destruiu aquele que tem o poder da morte, a saber, o diabo, para que pudesse livrar a todos que, pelo medo da morte, estavam sujeitos à escravidão por toda a vida. O medo congela toda a iniciativa de uma pessoa, a iniciativa da dedicação e da fé.

Nós trabalhamos isto com aquela irmã, e depois de dois ou três anos ela disse: “Mesmo que eu morra, eu vou confiar no Senhor”. Ela rompeu em dedicação pouco antes de ter toda a sua vida transformada. Deus lhe deu um marido e dois filhos lindos; tudo deu certo para ela. Mas ela poderia não ter tido nada disto; poderia ter ficado com medo de que alguma coisa lhe acontecesse, pois havia certas fraquezas nela que o inimigo poderia acionar o botão e derrota-la.

O verbo grego usada no texto de Filipenses, traduzido por “guardará”, é “proureo” e significa exatamente isso, “guardar”, “manter sob custódia”. A idéia é de manter guarda, para finalidade de proteção. A paz é pintada como a sentinela de Deus, que patrulha e guarda seu coração e mente em Cristo Jesus.

Tenho pensado sobre como Satanás age para perturbar a nossa fé. Antes de mais nada, somos constantemente atingidos com a ilusão de que Deus e Suas promessas são mutáveis – que elas mudam, se modificam. Salmo 119:89 e Malaquias 3:6 mostram que não é bem assim. Como Satanás cria esta ilusão em nossas mentes. O dia em que a compreendermos, nós o teremos derrotado; o teremos encurralado.

Por outro lado, Satanás cria a ilusão de que certas coisas que deveriam mudar são na verdade imutáveis (não mudam) até que um homem vacile em sua fé em Deus. Ele estará convicto de que absolutamente nada irá mudar em sua vida; que certas circunstâncias, relacionamentos, conflitos de personalidade ou certas necessidades nunca vão mudar, mas permanecerão exatamente como estão; ele estará preso a isto pelo resto de sua vida. Mas a verdade é que tudo está em um estado de fluxo de mudança. Faça uma retrospectiva e considere. Sua vida é hoje a mesma de um ou dois anos atrás? Quantas mudanças o Senhor já fez?

Você então pensa: “Bem, elas não acontecem rápido o suficiente para me satisfazer”. É exatamente neste ponto que o inimigo penetra em sua mente. Na sua falta de paciência, na sua ansiedade, ele lhe convencerá, e usará da impaciência para levá-lo a crer na mentira de que jamais haverá mudanças em sua vida. Sara, esposa de Abraão, perdeu a paciência e sua ansiedade fez com que se precipitasse e arranjasse um sucessor para Abraão – ela quis dar um jeitinho para que a promessa de Deus se cumprisse.

Se houver ansiedade, insegurança e medo em seu coração, Satanás usará falhas do passado, pois você pode ter criado um padrão em que todas as vezes que Deus lhe dava uma promessa você recuava com medo e nada mudava.

Você já parou para pensar que se cresse em Deus persistentemente por trinta dias sua vida seria completamente diferente? Você é capaz de apontar trintas dias nos quais andou sem vacilar por várias vezes? Bastou você ficar arrasado para então você começar a se retrair novamente.

Quando Satanás quer destruir a fé de uma pessoa ele trás ilusões e mentiras de muitas maneiras diferentes e sutis. São ilusões vindas direto do abismo. Você pode estar se movendo bem no limiar da maior vitória que já conquistou, mas certamente o inimigo, se fosse possível, induziria você a desistir, no último momento.

Estes são os problemas de andar por fé, e o Senhor diz: “Por nada andeis ansiosos. Não temam; não sejam ansiosos, não se aflijam”. Oh, como é fácil! Eu observo que, no momento em que estou no caminho certo, surge alguma distração que não tem nada a ver com o meu alvo ou objetivo da minha fé – uma pequena memória, reação e medo inconscientes ou a obsessão que perturba, que tenta me afligir.

Na verdade, é preciso muito tempo para aprender sobre medos. Eles podem ser comunicados; podem ser transferidos de outras pessoas para você; podem ser impartidos por outros. Tenho observado como crianças são atingidas em lares onde tem havido incertezas e confusão, onde há dúvida sobre que caminho tomar e qual será a próxima atitude. As crianças são atingidas. Mas, quando são tiradas desta situação e abençoadas, elas começam a mudar quase que imediatamente; começam a se relaxar, brincar e ser crianças. É algo lindo de se observar. Você pode aprender muito estudando uma criança. Você aprende o aspecto mortal do medo, e como você pode transmitir fé ao invés de medo às pessoas. Eu não sei se uma criança aprende mais de um pai sábio, ou se o pai torna-se mais sábio por observar a criança, mas o fato é que você aprende.

Você quer que sua vida seja alcançada? Você quer que Deus faça algo por você? Esta é a maneira de consegui-lo: creia e persista em crer. “... porque tudo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. Quem é o que vence o mundo senão aquele que CRÊ ser Jesus o Filho de Deus?” (1 João 5:4, 5). Não importa que tipo de oposição e resistência venham para impedir a mudança, permaneça firme em fé que ela virá. Você é capaz de crer em Deus por isso.

Romanos 4:16-24 alinha o foco da nossa fé. Este texto fala de Abraão. Em sua avançada idade, ele esperou contra a esperança e creu. Não levou em consideração a sua avançada idade nem a de sua esposa Sara, nem seu corpo amortecido (perto da morte física). Ele não enfraqueceu na fé, não duvidou, mas persistiu em crer. Lembre-se: Há uma porção de promessas nas Escrituras sem o menor cumprimento, enquanto alguém não chegar e persistir na oração e na fé. Fé é uma persistência para ver o cumprimento.

Não permita que a dúvida enfraqueça a sua fé. Faça orações com súplicas ao Senhor, com um coração alegre, e a paz de Cristo protegerá a sua mente para que ela não vacile.

Estraído de: Persistência (Parte II)

 

voltar para Pérolas Diárias

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||