11 - Gratos ou Ingratos?

TUDO VAI MELHOR COM A ADORAÇÃO

Colossenses 3:17 fala: “E tudo o que fizerdes, seja em palavras, sejam em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai”. Ainda, em 1 Tessalonicenses 5:18 o texto é mais difícil: “Em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco”.

Nós precisamos aprender a dar graças e sermos verdadeiramente gratos a Deus por tudo. E a razão de não o fazermos é porque não temos uma revelação ou compreensão da vontade soberana de Deus sobre as nossas vidas. Nós só seremos gratos a Deus por tudo, se tivermos uma revelação da Sua vontade para as nossas vidas.

Ser grato significa que você reconhece o quanto a presença de Deus está com você e quanta contribuição do Senhor existe sobre a sua vida. E você pode pensar: “Bem, mas eu só tive dificuldades e batalhas!”. É só isso que você vê? Você ainda não viu que tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus? “Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito”Romanos 8:28.

Às vezes o Senhor arrebenta o colar de pérolas falsas que uma garotinha usa de modo que possa lhe dar o verdadeiro colar de pérolas, genuíno. Às vezes Ele retira a ilusão de que você é alguma coisa a fim de poder fazer de você algo verdadeiro, de acordo com a Sua vontade.

Um homem que é verdadeiramente grato é aquele que é consciente da presença de Deus em sua vida, em todos os aspectos. Ele se torna um adorador incondicional porque está sintonizado com o próprio Senhor.

Nós precisamos ver as bênçãos e os dons como bons, como também devemos ver as adversidades como dádivas de bênção do Senhor. Deus sempre tem um propósito maior para as nossas vidas, mesmo na adversidade. Assim foi com a vida de Jó – Deus permitiu a adversidade sobre a sua vida para que ele pudesse conhecer o Senhor de uma forma mais plena. A disciplina de Deus sobre nós tem o objetivo de sermos participantes de Sua santidade, sermos justos como Ele é justo; é isso que nos fala Hebreus 12:10, 11.

A maior coisa que podemos fazer para uma pessoa é ajudá-la a perceber a presença de Deus em uma situação. Ela precisa chegar ao ponto de dizer: “Sim, ninguém explicou isso para mim, mas o Senhor se revelou a mim e entendi que Ele estava nesta situação”. Assim ocorreu com a vida de Jó. Seus amigos e até a sua própria esposa não o ajudaram no momento da adversidade, mas o criticaram e até incentivaram a abandonar a sua fé. Só depois de algum tempo é que Jó reconheceu a mão de Deus sobre tudo o que aconteceu em sua vida. A expressão de Jó foi: “Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem”Jó 42:5.

Um coração grato é um coração consciente da presença de Deus e isso é a base de uma verdadeira adoração.

Estamos vivendo em dias de muitas dificuldades e inconstâncias. Mas também estamos nos dias de grandes revelações do Senhor. Por causa disso podemos focalizar no positivo ou no negativo e não podermos focalizar no que Deus quer nos ensinar. A questão hoje não é saber se estamos pensando positiva ou negativamente. Será que você está pensando em Deus? Você está percebendo o Dia do Senhor? “Acautelai-vos por vós mesmos, para que nunca vos suceda que o vosso coração fique sobrecarregado com as consequências da orgia, da embriaguez e das preocupações deste mundo, e para que aquele dia não venha sobre vós repentinamente, como um laço. Pois há de sobrevir a todos os que vivem sobre a face de toda a terra. Vigiai, pois, a todo tempo, orando, para que possais escapar de todas estas coisas que têm de suceder e estar em pé na presença do Filho do Homem.” (Lucas 21:34-36).

Salmo 100 é maravilhoso. O versículo 4 fala: “Entrai por suas portas com ações de graças e nos seus átrios, com hinos de louvor; rendei-lhe graças e bendizei-lhe o nome”. Entrar na presença do Senhor pode ser expresso simplesmente por se estar consciente dEle, estar consciente do fato de que Ele está presente em todos os fatos de nossas vidas.

O louvor e ações de graças que damos a Ele é fruto da consciência que temos de Sua presença conosco. E, com isso, nos tornamos gratos por Sua contribuição, em todos os aspectos de nossas vidas. Ao passarmos por situações difíceis, temos a tendência de murmurarmos, ou mesmo nos tornarmos amargos, críticos ou julgando os fatos e pessoas. Isso acontece porque não vemos Deus nos fatos que estão acontecendo. Se percebêssemos o Senhor em tudo isso, chegaríamos à presença dEle com ações de graças.

Provérbios do Reino: A ingratidão e murmúrio nublam a nossa percepção da vontade de Deus para as nossas vidas. A gratidão e ações de graças mantêm nossa percepção aberta para o Senhor.

Um coração incrédulo não pode dar graças pelo que o Senhor o fez passar, mas tem a tendência de ser rebelde contra o Senhor por tê-lo feito passar por determinadas provações. Se ele não pode culpar a Deus, por conveniência, então, ele culpa outras pessoas pelos espinhos que encontrou pelo caminho. Os filhos de Israel murmuraram por causa da dificuldade no caminho do deserto. Então murmuraram contra o Senhor e contra Moisés. Se passarmos por adversidades e não aprendermos a ouvir a voz e vontade do Senhor nestas situações, então não entendermos o que o Senhor quer que nós aprendamos. Você fechou o coração para o Senhor por causa daquela situação.

O exemplo positivo nos foi dado por José quando reencontrou seus irmãos, que o venderam como escravo para os egípcios. Sua expressão foi: “Disse José a seus irmãos: Agora, chegai-vos a mim. E chegaram-se. Então, disse: Eu sou José, vosso irmão, a quem vendestes para o Egito. Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos irriteis contra vós mesmos por me haverdes vendido para aqui; porque, para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós”.Gênesis 45:4, 5. A gratidão de coração tem o poder de mudar os fatos adversos em bem.

A hora de nós darmos graças é agora. Porque se formos ingratos, estaremos rejeitando a revelação que o Senhor daria a nós. Se tivermos revelação, entraremos com ações de graças em Sua presença.

Ser ingrato significa que você está recusando qualquer revelação ou o que Deus está fazendo. Aliás, você vai até recusar ver Deus naquela situação. Isto é algo muito sério.

É algo perigoso não termos um coração que é sempre grato ao Senhor. Romanos 1:21a fala: “... porquanto, tendo conhecimento de Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças...”. Estas pessoas que conhecem a Deus e que não o glorificam como Deus, estão numa posição de perigo. Estas são pessoas que estão professando o seu caminhar com Deus, mas não O estão glorificando como Deus. E o que há de mortal na vida de uma pessoa que é ingrata é que seu coração se obscurece e a luz que havia em seu coração, através da Palavra, simplesmente desaparece. O texto continua: “... e se tornaram nulos em seus próprios raciocínios, obscurecendo-se-lhes o coração insensato. Inculcando-se por sábios, tornanram-se loucos”vss. 21b e 22. A ingratidão abre a porta para o engano espiritual.

Colossenses 3:16 e 17 enfatiza que a Palavra de Deus está vindo em abundância, mas que Ela não será ouvida por corações amargurados. A Palavra é raramente recebida por alguém que se encontra em amargura. O que acontece neste versículo é que a Palavra habita ricamente em nossos corações, então cantamos ao Senhor, oferecemos a Ele ações de graças e uma adoração verdadeira.

Em Colossenses 2:7b fala que “crescemos em ações de graças”. Um caminhar progressivo e desvendante com Deus se dá numa atmosfera de ações de graça. Deus se expande em um coração grato. Há muita riqueza e abundância na vida de um coração grato.

Há um último versículo que gostaria de citar: “Perseverai na oração, vigiando com ações de graças”Colossenses 4:2. Vamos ser vigilantes, jamais sejamos ingratos, porque a ingratidão abre a porta para o engano.

Deus está traçando a linha entre aqueles que são amargurados com suas dificuldades e perseguições e aqueles que são sempre gratos. Estes são gratos porque reconhecem o Senhor em todos os seus caminhos. Esta é a diferença entre a luz e as trevas. Agora o Senhor está produzindo aqueles que andarão em Sua presença e estes são os que andam em gratidão. Eles são conscientes da presença do Senhor em tudo o que aconteceu em suas vidas. Mas os que não têm a consciência do Senhor em suas vidas são ingratos e amargurados. Estes se entregam a uma ilusão ou a uma opressão satânica que toma conta deles facilmente. É por isso que temos de orar e vigiar com ações de graças.

 

voltar para Pérolas Diárias

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||