07. Filhinhos, Andem Na Verdade

 

Não tenho maior alegria do que esta,

a de ouvir que meus filhos andam na verdade” (2 Jo 4)

João foi o mais jovem dentre os doze apóstolos que conviveram com Jesus. Ele tinha o hábito carinhoso de reclinar-se sobre o peito do Mestre. Esta atitude de aproximação do discípulo amado, permitia que ele perscrutasse os sentimentos e pensamentos de Jesus. Seu amor por Cristo era tão intenso que lhe deu coragem para permanecer ao pé da cruz, quando os demais discípulos O haviam abandonado (cf. Jo 19:26, 27).

João era jovem quando conviveu com o Senhor e sobreviveu até o tempo de se levantar uma outra geração, que não teve o privilégio de conhecê-Lo pessoalmente. Por isso, podemos afirmar que João foi um elo de ligação entre duas gerações do Reino.

Os ensinamentos do apóstolo João foram importantes para preservar pura a Palavra de Jesus, para aquela nova geração que estava surgindo em meio à apostasia. O discípulo amado era a testemunha viva de que Jesus era o Verbo de Deus, o qual Se manifestou em carne. Os ensinamentos transmitidos por João àquela nova geração foram recebidos diretamente de Jesus, sem intermediários, e a Palavra estava sendo transmitida sem contaminação, sem fermento. João afirmou: “... o que temos visto e ouvido anunciamos também a vós outros” (1 Jo 1:3a).

Em sua velhice, João participou do início da apostasia a qual foi profetizada por Jesus e confirmada pelo apóstolo Paulo. Durante este tempo, sua maior preocupação foi com os tenros na fé, os filhinhos, aqueles que estavam mais vulneráveis ao veneno dos falsos profetas e mestres. Como apóstolo do amor, conhecedor dos sentimentos mais íntimos de Cristo, João canalizava a graça de Deus para o coração dos filhinhos. Ele sabia que o legalismo estava penetrando o coração dos que foram salvos e experimentaram, anteriormente, a graça de Deus. João precisava fortalecer e proteger os filhinhos da APOSTASIA.

Os ensinamentos de João ministram confiança, graça e discernimento. Portanto, são fundamentais para todos os adolescentes e jovens que vivem nestes dias que antecedem à grande manifestação do Reino, e que também são tempos de engano e desvio da pureza do Evangelho por parte da cristandade.

Como adolescentes e jovens, vocês agora começam a enfrentar o mundo diretamente, sem estarem tão protegidos debaixo das “asas” de seus pais, como era na infância de vocês. Desta forma, apeguem-se aos ensinamentos do apóstolo, que lhe trarão confiança na Palavra e discernimento de espíritos, condições básicas para um caminhar puro e sem tropeços, nestes tempos do fim.

Diante de tanto engano, João se alegrava com seus filhos na fé, pois eles andaram nos ensinamentos de Jesus – verdades que o apóstolo ensinava arduamente.

Os ensinamentos de João, estudados a seguir, são muito importantes, pois mostrarão como você pode andar na LUZ, em meio às trevas que lhe cercam:

... para que vos torneis irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio de uma geração pervertida e corrupta, na qual resplandeceis como luzeiros no mundo; preservando a palavra da vida, para que, no dia de Cristo, eu me glorie de que não corri em vão, nem me esforcei inutilmente.” (Fp 2:15, 16).

Desenvolva um caminhar sincero com Deus
e com os irmãos

1 Jo 1:5-2:2 - Nestes versículos, João está ensinando uma das coisas básicas para o seu caminhar com Deus. Ele fala que você precisa aprender a se apropriar da graça e perdão que há em Cristo. Os filhinhos, as crianças em Cristo, por vezes cometem pecado(s), e Satanás pode aproveitar esta situação para lançar autocondenação e desânimo. Os jovens e adolescentes precisam aprender a se apropriar da purificação propiciada pelo sangue de Cristo, protegendo-se contra o dedo da autocondenação.

Quanto a esta questão, João ensina a importância da sinceridade para com Deus e os irmãos. Por isso, esteja sempre pronto a se arrepender e a reconciliar-se. Desde cedo você precisa desenvolver um espírito reto, pronto para reconhecer os erros cometidos e arrepender-se. Desenvolvendo um espírito humilde, tropeços serão evitados e a comunhão com os irmãos estará assegurada, e você andará na LUZ. Esta qualidade de espírito, que preserva a comunhão com o Pai e os irmãos, sem pecados e desavenças, lhe protegerá contra o engano que paira em nossos dias.

Desenvolvendo um caminhar sincero, com Deus e com o Corpo de Cristo, preservando a unidade, você estará andando na LUZ (Verdade) e estará livre de todo o engano, discernindo os falsos profetas e mestres enganadores.

Seja justo e honesto

1 Jo 2:3-6 Ser justo é ser verdadeiro. Aqueles que andam com Deus são os que praticam a Sua Palavra. João está ensinando que você precisa ser honesto, ou seja, agir segundo o que fala. A honestidade é outra atitude de coração que precisa ser desenvolvida. Você estará manifestando a luz de Cristo através de suas atitudes honestas. Ser corajoso é ser honesto e verdadeiro.

Provados pelo relacionamento com o Corpo

1 Jo 2:7-11 - Uma das principais causas das pessoas tropeçarem em seu caminhar com Deus, está nas desavenças com os irmãos. Muitas pessoas que saíram do nosso meio, o fizeram por problemas de pecado e/ou de relacionamento com os irmãos. Esta foi a razão do irmão Stevens afirmar centenas de vezes: “O Reino de Deus é relacionamento”. Quem não aprender a se relacionar no nível do Reino, não prevalecerá neste caminhar.

Muitas pessoas são atraídas a este caminhar por causa da beleza da Palavra Viva que Deus está dando. Assim também foi com Jesus (cf. Jo 2:23-25). Porém, com o passar do tempo, seus espíritos farisaicos são manifestos ao reagirem negativamente aos atritos de relacionamento com os irmãos:

Aquele que diz estar na luz e odeia a seu irmão, até agora está nas trevas” (vs. 9).

Elas provaram que não permitiram ser alcançadas e transformadas pelo amor de Deus. Através dos atritos de relacionamento, Deus expõe as verdadeiras motivações dos corações delas. Algumas não resistem a esta exposição e se afastam.

Portanto, é necessário que você se determine a sempre amar, perdoar e se esforçar para preservar a unidade com todos os irmãos:

Aquele que ama a seu irmão, permanece na luz e nele não há nenhum tropeço” (vs. 10).

A comunhão com o Corpo determina o seu futuro neste caminhar com Deus. Se uma pessoa rejeita um membro do Corpo, será rejeitada pelo próprio Corpo, banida da presença de Deus e entregue ao engano (cf. Mt 18:15-17).

Vença o maligno com a Palavra

1 Jo 2:12-14 - Nestes dias do fim, você precisa se equipar para esmagar a cabeça de Satanás. O que vimos anteriormente: a libertação dos pecados, a comunhão com Deus e com o Corpo, e a permanência na Palavra, são condições básicas para você vencer o engano. Agora, João ensina que a Palavra que permanece em você é a causa de sua vitória contra o maligno. Não se intimide, viva a Palavra, declare-A, proclame-A e cante-A.

Este mesmo ensinamento é repetido por João em Apocalipse 12:11 - "Eles, pois, o venceram por causa do sangue do Cordeiro e por causa da palavra do testemunho que deram e, mesmo em face da morte, não amaram a própria vida".

Discirna o anticristo e os falsos profetas

1 Jo 2:18-28 - O anticristo é um espírito que se manifesta através das pessoas que saíram de nosso meio (vs. 19a). Os “clones” de Cristo são os que um dia tiveram um conhecimento superficial da verdade, não desenvolveram um espírito humilde, nem corações sinceros, por isso foram rejeitados pelo Corpo e o engano que estava em seus corações veio a prevalecer.

Estas pessoas, ainda quando no Corpo, podem ser causa de contaminação, por isso, é importante desenvolver uma resistência no espírito contra o anticristo. Você está sujeito a mais contaminação por se relacionar com uma pessoa que se afastou da comunhão com Cristo e Seu Corpo, do que por se relacionar com um incrédulo. Desenvolva o discernimento desta verdade. É muito mais fácil ser contaminado com uma pessoa que esteve no Corpo, do que por uma que nunca conheceu a Cristo.

1 Jo 4:1-6 - Os falsos profetas procedem do mundo (vs. 5a); são formados no mundo, não na Igreja.

Não tenha medo dos falsos profetas, pois: “... maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo”. Desenvolva a percepção da presença de Deus em você. Faça isso através da adoração e da prática do esperar em Deus. Esta consciência lhe tornará imune e lhe fará vencer os falsos profetas que procedem do mundo. Muitos surgirão em nossos dias.

Os versículos 5 e 6 revelam uma verdade surpreendente. Deus dá carta branca aos falsos profetas para que enganem todas as pessoas que amam o pecado, as que têm o engano em seus corações. Aqui está uma chave para o evangelismo do Reino: “... aquele que conhece a Deus nos ouve; aquele que não é da parte de Deus não nos ouve. Nisto reconhecemos o espírito da verdade e o espírito do erro”. Você deve ministrar a Palavra para todas as pessoas que Deus coloca em seu caminho. Caso alguma dentre elas tenha o espírito da verdade, lhe ouvirá e será salva. Caso, porém, o espírito dela seja do erro, ela lhe rejeitará, e Deus enviará o espírito de engano que a fará seguir a falsos profetas e mestres.

Discirna o enganador pelo prumo da Palavra

1Jo 3:7-10 - Preste atenção, pois os falsos profetas, mestres e os enganadores são discernidos pelos seus FRUTOS: “... pelos seus frutos os conhecereis” (Mt 7:15-20). Os frutos, as atitudes que brotam do coração das pessoas com o passar do tempo, não são produzidos da noite para o dia. Leva-se tempoaté que o espírito das pessoas venha a ser manifesto. Por isso, tenha paciência, nunca se precipitepara andar em nenhum ensinamento - em qualquer área da vida -, antes que os frutos sejam produzidos pela pessoa – ou grupo de pessoas - portadora do mesmo.

A passagem de 2 Jo 7-11 nos ensina que conhecer a Palavra é fundamental para você se tornar imune ao enganador. Mais do que nunca você precisa apegar-se à Palavra e às doutrinas transmitidas pelos apóstolos, elas serão o instrumento para você discernir entre o verdadeiro e o falso, nestes dias do fim.

O enganador ultrapassa a doutrina de Cristo. É comum aos falsos profetas e mestres acrescentarem à doutrina conceitos humanos, tradições ou aquilo que a Bíblia chama de fermento. O apóstolo Paulo, em 1 Co 4:6, 7, chama a atenção sobre o perigo de “não ultrapassar o que está escrito”. Isso porque, quando alguém procura acrescentar seus conceitos e pensamentos à doutrina de Cristo, isso certamente provocará soberba e orgulho no coração, tanto de quem ensina como de seus ouvintes. A soberba ou orgulho é uma porta aberta para o engano: “A soberba precede a ruína, e a altivez do espírito, a queda” (Pv 16:18).

Segurança pela unção de Deus e

pelo phaneroo de Cristo

1 Jo 2:20-29 - Aqui estão duas chaves que lhe garantem segurança nestes dias do fim: a unção de Deus que permanece em você e as manifestações de Cristo no dia da Parusia.

Nos dias da Igreja primitiva, as aparições de Jesus a seus discípulos e o selo do Espírito - no dia de Pentecostes -, tornaram-se as bases sólidas para que a Palavra prevalecesse. Novamente João coloca estas bases para os nossos dias, afirmando que a unção de Deus e a parusia de Cristo serão a nossa segurança contra todo ataque e engano vindos do inimigo.

Desenvolva a percepção da unção de Deus que paira sobre você nestes dias. Há uma unção apostólica sobre você, esta lhe protegerá contra o engano e lhe capacitará a andar em toda a verdade. Também, assim como suspira a corsa por correntes d’água, anele os phaneroos de Cristo nestes dias da Parusia. A manifestação de Cristo em você servirá para revelar sua posição espiritual de imunidade, autoridade e VITÓRIA:  “... quando vier para ser glorificado nos seus santos e ser admirado em todos os que creram, naquele dia porquanto foi crido entre vós o nosso testemunho.”  (2 Ts 1:10).

Palavra Vivente
Reino Net

 

voltar para Para Jovens e Adolescentes

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||