06. Segredos do Crescimento

Ensino ministrado durante

os Encontros de Jovens e Adolescentes

no ano de 2005.

I. O crescimento espiritual dos cristãos está atrofiado.

Você anseia por ser um instrumento e ministério que Deus pode usar? Você está pronto para expor a sua vida ao Senhor, para que Ele possa mudar você? Então, aprenda a controlar a sua atmosfera espiritual, expondo-se a Deus, pois o conhecimento crescente e desvendante de Cristo é a maneira básica de mudar e crescer.

AS TENTAÇÕES QUE IMPERAM NO MUNDO, HOJE,
PROCURAM ATINGIR AS PESSOAS NO NÍVEL MENTAL

Há um paralelo entre o que tem acontecido no mundo e o que está acontecendo na Igreja (no Corpo de Cristo). No mundo, os cientistas e estudiosos estão descobrindo meios naturais para se alcançar, com maior rapidez, seus objetivos através de atalhos em várias áreas (agronomia, veterinária, ciências médicas, na área da educação, na tecnologia, etc.). Tem sido criado um sistema em que o aprendizado se dá de forma mais acelerada e a capacidade para reter o que está sendo ensinado é bem maior. Jesus disse que os filhos das trevas são mais prudentes e hábeis (Lucas 16:8).

Junto com todo esse progresso, o plano de Satanás também tem se desenvolvido. O jornalismo, os meios de comunicação e os sistemas de ensino das escolas, têm se tornado a ferramenta de Satanás para moldar e dominar as pessoas, implantando pensamentos, desejos e sofismas em suas mentes. Efésios 2:1 e 2 afirma que os crentes, antes de se converterem a Cristo, andavam seguindo a Satanás: “Ele (Cristo)vos deu vida, estando vós mortos nos vossos delitos e pecados, nos quais andastes outrora, segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe da potestade do ar, do espírito que agora atua nos filhos da desobediência...”. Aqui, Paulo chama Satanás de “príncipe da potestade do ar”.  A palavra “AR” indica a “atmosfera de pensamentos do mundo”. Entendemos, então, que há espíritos malignos, que inspiram pensamentos, e que atua no mundo e nos filhos da desobediência (confira as passagens: I Timóteo 4:1, 2; Efésios 6:10-13; João 13:2, 27; II Coríntios 11:3 e I Samuel 18:9, 10).

Estes pensamentos, conceitos e sofismas satânicos, de certa forma, têm alcançado até mesmo os cristãos comuns, que não têm sido treinados para serem livres das influências das forças satânicas. O verdadeiro cristão deve ser transformado pela renovação da sua mente, não tomando a forma do mundo.

“Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que apresenteis o vosso corpo por sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional. E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Porque, pela graça que me foi dada, digo a cada um dentre vós que não pense de si mesmo além do que convém; antes, pense com moderação, segundo a medida da fé que Deus repartiu a cada um”.(Romanos 12:1-3).

Você deve treinar sua mente a não se moldar (“conformar”, ou tomar a forma) das coisas do mundo. Assim você estará oferecendo seu corpo como um instrumento vivo e santo, que agrada ao Senhor e que Ele pode usar como instrumento para o Seu Reino. Com a mente transformada, renovada e santa, você terá o prazer e privilégio de experimentar a boa, agradável e perfeita vontade do Senhor.

Nós estamos na guerra das eras onde Satanás está batalhando as mentes e as consciências dos homens. As pressões psíquicas hoje estão nos levando ao fim da resistência humana. Leia atentamente a passagem de Lucas 21:34-36. Os maiores problemas, hoje, não são circunstâncias físicas, mas as forças psíquicas dos principados e potestades, do príncipe da potestade do “ar”. Nenhum povo tem tido uma lavagem cerebral tão sutil e bem sucedida como os povos das Américas nos últimos vinte ou trinta anos. Estamos vivendo os “tempos difíceis”, descritos em II Timóteo3:1-9, quando se levantarão homens corrompidos de mente e que resistem à verdade.

Por isso sua mente deve ser dirigida para que não seja mais alimentada com as coisas deste mundo pecaminoso. Seja transformado, pela renovação da sua mente, para que possa conhecer ao Senhor e Sua vontade. É importante que você discipline cuidadosamente sua mente quando estiver lendo jornais, revistas, livros e assistindo à televisão ou outro meio de comunicação. As forças satânicas estão governando os meios de comunicações, manipulando as informações, criando uma guerra psicológica sutil contra as mentes das pessoas. Sentar-se para assistir televisão, com uma mente aberta e desfocalizada, pode moldar você mais do que você pensa.

Deve haver um protesto contínuo e uma resistência em seu espírito às suas circunstâncias, quer você anuncie ou expresse isto ou não. Sua resistência silenciosa ao mal, que pode estar vindo através de pessoas que o rodeiam, provocará grande perseguição. Você deve resistir a esta época má! Recuse-se a assumir o padrão e a forma deste mundo; II Timóteo 3:12; Tiago 4:7 – “Sujeitai-vos, portanto, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós”.

“Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e, sim, poderosas em Deus, para destruir fortalezas; anulando sofismas (pensamentos, idéias e conceitos que se levantam como verdadeiras muralhas nas mentes das pessoas) e toda a altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, levando cativo todo pensamento à obediência de Cristo; e estando prontos para punir toda desobediência, uma vez completa a vossa submissão”II Coríntios 10:4-6.

Satanás, através dos meios de comunicação, tendo como canais os nefilins, tem levantado verdadeiros conceitos nas mentes das pessoas, que as bloqueiam contra as verdades de Deus. Estes conceitos envolvem diversas áreas: educação, ciência, moda, música, artes, religiões e até a as investidas satânicas contra as famílias.

Nossa percepção espiritual deve ser desenvolvida e treinada para discernir não somente o bem, mas também o mal. Isso é o que adverte a passagem de Hebreus 5:14 – “Mas o alimento sólido é para os adultos (os maduros), para aqueles que, pela prática, têm as suas faculdades exercitadas para discernir não somente o bem, mas também o mal”. Note que o discernimento apurado é uma característica de maturidade.

“... paa que Satanás não alcance vantagem sobre nós, pois não lhe ignoramos os desígnios”II Coríntios 2:11.

Durante o tempo em que nossos filhos começarem a falar, nós devemos ensinar-lhes como colocar os seus corações contra o mundo pecaminoso. Eles devem ser ensinados como ter domínio sobre seu ambiente e controlá-lo. Então eles estarão alertas às táticas de Satanás e serão capazes de resistir a elas. Se for da vontade de Deus que vocês façam parte no sistema escolar do mundo, vocês não estarão impedidos por isto. Em vez disso, deverão se tornar mais fortes por sua exposição ao ambiente hostil do mundo, que jás no maligno (I João 2:13, 14; 5:19).

Um dos segredos para o desenvolvimento espiritual é desenvolver uma imunidade contra o ambiente hostil ao nosso redor. Desgastamos-nos ao assumirmos uma posição defensiva, lutando pela nossa existência.

APRENDA A CONTROLAR A SUA
ATMOSFERA ESPIRITUAL

Nestes últimos cem anos, os cristãos, de uma maneira geral, têm feito pequenos progressos no seu crescimento espiritual, pois não conhecem os princípios para a apropriação da vida de Cristo e os segredos do desenvolvimento espiritual. O livro de Atos mostra que a igreja primitiva desenvolvia um jovem convertido a Cristo até ele se tornar um profeta, evangelista ou apóstolo em poucos meses. Assim foi o caso de Timóteo, Tito, João Marcos, Filipe, dentre outros.

Muitos cristãos estão atrofiados, infrutíferos e imaturos porque não criam uma atmosfera favorável para a sua mudança e o seu crescimento. O controle de um ambiente produz resultados calculáveis. Numa atmosfera natural, como numa estufa - onde se cultiva as mudas de plantas para a lavoura -, o crescimento e desenvolvimento das plantas podem ser acelerados ou retardados. Dentro de uma estufa você tem uma atmosfera controlada, no que se refere à quantidade de luz, umidade do ar e ventilação, dentre outros fatores.

Este princípio também se aplica espiritualmente, quando você deve aprender a controlar a sua atmosfera espiritual. A atmosfera espiritual pode fazer um pecador profetizar (I Samuel 19:18-24). Esta passagem mostra que o rei Saul e seus homens foram vencidos pela Escola de Profetas de Samuel. Aqueles profetas criaram uma atmosfera espiritual tão forte pelos seus cânticos, louvores e profecias que mudaram a força de um homem totalmente afastado de Deus; I Samuel 16:14. A passagem de I Coríntios 14:23-25 afirma que se uma igreja criar a atmosfera da presença do Senhor, através da profecia, entrando algum incrédulo no local de reunião, ele será alcançado por aquela unção e reconhecerá que Deus está naquele local.

Você se torna aquilo do que você se alimenta. Como tem sido a sua dieta espiritual, no seu dia-a-dia? O que tem lido, ouvido e em que tem dedicado sua mente e coração? Pare e pense. Você quer ser um vaso usado por Deus, um ministério eficaz? Então, aprenda a controlar sua atmosfera espiritual.

Sua atmosfera espiritual é a soma total de todas as condições, circunstâncias e influências que lhe rodeiam e agem sobre você. Você pode aprender a controlar sua atmosfera tanto natural como espiritual. Primeiro, elimine e evite o ambiente hostil e prejudicial à sua fé e consciência de Deus. Procure ocupar a sua mente com coisas boas, seguindo o conselho do apóstolo Paulo: “Finalmente, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é respeitável, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se alguma virtude há e se algum louvor existe, seja isso o que ocupe o vosso pensamento.” (Filipenses 4:8).

Se você não percebe o ambiente errado, você não tem imunidade contra ele. Sem imunidade, ele pode se infiltrar em todo o seu ser; I Coríntios 5:11; 15:33; II Pedro 3:17 (não se associe com os rebeldes); Mateus 24:12, 13. Neutralize os efeitos negativos do seu ambiente indo diante do Senhor e bebendo de Sua justiça. Deixe que a Palavra lave seus pensamentos e sentimentos, tirando a sujeira de seus “pés”, que estiveram recebendo algumas sujeiras provenientes do mundo, durante seu dia-a-dia.

O jovem Daniel, quando foi levado cativo para a Babilônia, sabia que seria exposto a um ambiente idólatra e mundano. Ele edificou defesas espirituais e mentais que o protegeram de todo o mal. Primeiramente, “Resolveu Daniel firmemente não contaminar-se com as finas iguarias do rei, nem com o vinho que ele bebia; então pediu ao chefe dos eunucos que lhe permitisse não contaminar-se”; Daniel 1:8

Segundo, ele mantinha uma disciplina de oração, adoração e sintonia em Deus, ele aprendeu a controlar a sua atmosfera espiritual: “Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa e, em cima, no seu quarto, onde havia janelas abertas do lado de Jerusalém, três vezes por dia, se punha de joelhos, e orava, e dava graças, diante do seu Deus, como costumava fazer.”; 6:10. O 
Senhor o fez vitorioso e o exaltou na Babilônia. O mesmo acontecerá com você.

Nós precisamos estudar e analisar as leis e os princípios da Palavra de Deus, para descobrir como promover nosso crescimento. Conhecer as histórias da Bíblia não é o bastante. Os adolescentes e jovens devem ser ensinados sobre os princípios por traz delas; vocês conhecerão como crescer em Deus.

Precisamos acelerar o nosso crescimento espiritual, pois os dias estão sendo abreviados por nossa causa (os eleitos) - Marcos 13:20 (temos pouco tempo).

II. Sua vida espiritual está se desenvolvendo ou se deteriorando?

Você está crescendo ou se deteriorando? Os sinais de crescimento ou deterioração não são visíveis, mas uma das duas coisas está acontecendo em sua vida. Crescimento e mudança vêm pelos tratamentos de Deus que o impelem para se expor a Ele. Esta exposição de sua vida ao Senhor traz à luz uma revelação dEle para você. Quando Ele é revelado, você é transformado em Sua imagem. Você é responsável por criar e manter sua atmosfera espiritual, que propiciará seu crescimento espiritual.

Crescimento não é necessariamente algo que você percebe tão facilmente. Quer você esteja crescendo ou se deteriorando, às vezes não há sinal nem percepção disto. 

Note alguns exemplos na Bíblia.

Quando os filisteus vieram para prender Sansão, ele não percebeu que o Espírito do Senhor tinha se afastado dele (Juízes 16:20). Nenhum sinal foi dado a Sansão de que o Espírito do Senhor estava para deixá-lo. Isso aconteceu porque Deus é paciente e permite que o homem encha a medida de seus pecados. Comumente, esse homem não percebe o que está acontecendo em sua vida (I Tessalonicenses 2:16).

Apocalipse 3:17 e 18 descreve o quadro de muitas igrejas deste fim dos tempos. Elas pensam que são ricas e abastadas, mas o Senhor as vê como miseráveis e pobres, sem santidade e sem percepção espiritual. Que nosso olhar para nós mesmos possa ser feito segundo a LUZ do Espírito Santo, segundo a Sua sondagem justa e misericordiosa.

Por outro lado, a Bíblia nos apresenta o lado positivo do crescimento. Moisés não sabia que a pele do seu rosto brilhava quando falava com Deus; Êxodo 34:29. Quando você louva, adora ao Senhor e expõe seu coração a Ele, mudanças sutis acontecerão dentro de você e nem sempre você notará estas mudanças tão rapidamente, elas serão perceptíveis algum tempo depois.

PARA MUDAR VERDADEIRAMENTE,
EXPONHA-SE AO SENHOR.

Os tratamentos de Deus são mais importantes do que experiências. Jacó lutou com o anjo do Senhor e nunca esqueceu a experiência. Ele se encheu de muita emoção por causa de sua determinação e vontade. Entretanto, foram os tratamentos do Senhor sobre ele que o fizeram lutar com o anjo em primeiro lugar. Foram os tratamentos que o mudaram.

Deus o faz atravessar testes, tribulações e experiências do deserto para que você aprenda a ir além dos recursos humanos e se dobrar totalmente diante de Sua força; Deuteronômio 8:2-7. Seus testes não são destinados a ver o quão forte você é, mas para levá-lo além da sua própria força. Extraia força do Senhor; estenda-se e toque a orla de Sua veste; Mateus 9:20.

Aja para entrar na presença do Senhor. Esta é a sua única fonte de força, transformação e crescimento. “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder.” Efésios 6:10.

III.  Seja transformado à imagem de Cristo.

Aproprie-se da Graça de Deus para ser transformado.

Se você se expuser a Deus, esse será o caminho para a sua perfeição total. A revelação do Senhor muda sua vida. Através da adoração, contemplação, meditação na Palavra e esperar no Senhor, o Espírito Santo faz Cristo tão real para você que você será mudado.

Proporcionalmente ao seu crescimento será a sua mudança de nível de habitação diante do Senhor. No Tabernáculo de Moisés havia três níveis de habitação: Pátio, Santuário e Santo dos Santos (Êxodo 38:18; Hebreus 9:1-3). Quanto mais maduro, espiritualmente falando, mais consciente e “perto” de Deus você se encontrará.

Por não estar no mesmo nível de habitação e maturidade, o nível de eficácia e frutificação é diferente em cada cristão (I Coríntios 3:1-3). Há cristãos que são carnais: são cheios de ciúmes, contendas, preferências e promovem divisões. Outros vivem no nível da alma (homem natural, no grego é psíquico), ainda sendo dominados por seus sentimentos, têm uma vida espiritual não consistente, cheios de altos e baixos. Há, porém, cristãos espirituais, que aprenderam a dominar seus instintos e sentimentos, e desenvolveram um caminhar espiritual com o Senhor.

A chave da nossa perfeição é conhecer a Cristo; veja o que Paulo diz em Filipenses 3:8 e seu objetivo em Filipenses 3:9-14.

A evidência de quem diz que conhece ao Senhor, está em andar como Cristo andou. (I João 2:3-6).

O crescimento homogêneo vem pela obediência à admoestação das Escrituras sobre crescer na graça e no conhecimento de Jesus (II Pedro 3:18; Lucas 2:40-52).

O verdadeiro propósito para o qual você é salvo, é para que você seja conforme a imagem do Filho de Deus (Romanos 8:29). O tipo de evangelismo tradicional prolonga a infantilidade do cristão, porque você não foi salvo apenas para ganhar almas (espíritos), mas sim para glorificar a Deus. Além de ganhar almas (espíritos), sua responsabilidade é fazer com que aquelas pessoas sejam levadas à perfeição.

SIGA OS PASSOS DE JESUS.

O caminho pelo qual Cristo foi aperfeiçoado é o mesmo pelo qual alcançaremos a glória e a maturidade. Ele foi aperfeiçoado pelo sofrimento (Hebreus 2:10). Precisamos seguir Cristo de glória em glória ou, de outra forma, nosso caminhar com Deus será medíocre e não progredirá até a maturidade e filiação.

Por isso você deve aceitar as disciplinas do Senhor, de seus pais e dos ministérios de autoridade do Corpo, pois estas disciplinas visam efetuar mudanças em sua vida, tornando-o participante da natureza divina. Sem disciplina, você se tornará um bastardo. Submetendo-se ao discipulado, você se tornará um filho. Você assimilará a justiça divina e outras de Suas características (Hebreus 12:4-13).

O propósito de Deus é que você se desenvolva até se tornar à semelhança absoluta de Cristo, e para isso Ele exige que você produza frutos (Hebreus 6:1-9).

O Pai tem como propósito fazer com que Cristo venha à luz, para ser admirado e glorificado em você (II Tessalonicenses 1:10). Se Cristo brilhar no seu interior, esse brilho refletirá também no seu exterior (II Coríntios 4:6, 7).

É O SENHOR QUEM EFETUA A SUA TRANSFORMAÇÃO.

Geralmente é ensinado, nas igrejas, a necessidade de haver um esforço pessoal para se obter mudanças, mas a verdadeira mudança vem pela APROPRIAÇÃO. A razão pela qual a Igreja do Novo Testamento funcionou tão eficazmente foi que lhes era ensinado a importância de se exporem a Deus, a fim de serem mudados e transformados.

Isaías foi mudado quando se expôs a Deus (Isaías 6:1-8). Jacó foi transformado após ter tido uma experiência profunda com o Senhor, durante uma noite inteira, no vau de Jaboque (Gênesis 32:22-32) – seu nome e caráter foram mudados, agora ele se chamaria Israel. Saulo, no caminho para Damasco, teve um encontro com Jesus. Ele se converteu, teve seu nome mudado para Paulo e recebeu profecias sobre sua vida e ministério (Atos 9:1-19).

Toda transformação vem de fora para você. Ela não é gerada no seu interior ou por esforço próprio. Ela vem e é colocada dentro de você; depois ela cresce e se desenvolve. Deus lhe transforma: “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie. Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus para boas obras, as quais Deus de antemão preparou para que andássemos nelas.” (Efésios 2:8-10).

A chave da transformação está em ser cheio do Espírito, buscar as coisas do Espírito, pensar nas coisas do alto. Assim, em suas mentes, não terá lugar para os desejos da natureza carnal.

Digo, porém: Andai no Espírito e jamais satisfareis
a concupiscência da carne”
Gl 5:16.

O que acontece à medida que entramos na esfera da graça e aprendemos a caminhar no Espírito do Senhor? O mecanismo para a satisfação da carne se desarma dentro de nós. A Bíblia nos diz como este mecanismo funciona: “Ao contrário, cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz. Depois de a cobiça haver concebido, dá à luz o pecado; e o pecado quando consumado, gera a morte (Tiago 1:14, 15). Portanto, tudo que existe no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, desencadeiam um certo processo (I João 2:16). O homem vai estar praticamente morto se pisar o primeiro degrau da escada (a cobiça) – esse processo especial pelo qual a velha carne o leva a pecar – porque é certo que ele vai subir até o topo e pular.

Não é legalismo o homem que foi alcoólatra saber que não deve nem sequer cheirar uma rolha, quanto mais ir a uma festa onde lhe servirão bebida; ele sabe muito bem. Sabe que não deve dar aquele primeiro passo senão a cobiça começará a conceber e gerará um pecado atrás do outro. Ele sabe que a seguir se perderá inteiramente. Assim, ele não dá ocasião à carne. Antes, ele passa seu tempo adorando o Senhor, meditando na Palavra. Ele caminha no Espírito e não satisfaz a concupiscência da carne. Ele não entra na área onde aquele primeiro gatilho será puxado, aquele primeiro dominó será derrubado.

O homem que sabe que é moralmente fraco não se permite estar numa situação onde as faíscas começam a voar, onde ele sabe que já está resolvido a se prostituir antes de chegar ao fim. Ele não deseja pecar contra Deus e criar uma ligação que será destrutiva para o seu caminhar com Deus, para depois ter uma recuperação difícil. Se ele sabe bem, usa antolhos (Antolhos: De ante + olhos. Peça de couro ou de outra matéria opaca, com que se colocam ao lado dos olhos dos cavalos, limitando-lhes o âmbito de visão, para que não se espantem).  contra tal situação.  Isso não é legalismo; é apenas bom senso. Ele sabe que não pode subir num tobogã e querer deslizar só três metros. Sabe que se descer três metros, vai continuar descendo sem parar até o fim. Então não é legalismo dizer: “Vou andar no Espírito e não vou satisfazer a concupiscência da carne”. Está muito certo. “Vou caminhar com Deus; vou ficar intercedendo e orando”.

A razão pela qual a indolência está intimamente ligada ao pecado é que a indolência invariavelmente lança a pessoa no lugar onde o primeiro gatilho é puxado. Pessoas indolentes têm pouca resistência ao pecado porque estão sempre expostas às coisas da carne que disparam as ações e reações no mundo carnal. O homem ocupado em servir a Deus pode subordinar todo instinto da carne, todo processo do seu corpo e trazê-los à sujeição. Na sua dedicação a caminhar com Deus e a caminhar no Espírito, tudo o mais é completamente dominado. Caminhe no Espírito e você não satisfará a concupiscência da carne. Isto é graça; não é legalismo. Peça ao Senhor para lhe tornar isso real e para lhe ensinar a caminhar no Espírito. (Lembre dos ensinamentos contidos na Palavra: “Movendo-se e imune”).

A apropriação da graça, na vida de um novo convertido, é algo instintivo, todavia ele pára de crescer quando tenta fazer de si mesmo um cristão melhor. Quando é ensinado que os cristãos têm de se limpar, se santificar, isso sugere um esforço próprio para conseguir as coisas (ao invés de andar na graça de Deus), e por esforço próprio nunca se chega à raiz de um problema. O que é iniciado pela graça e no espírito nunca poderá ser completado na carne (Gálatas 3:3).

ESTAMOS SENDO TRANSFORMADOS E NÃO REFORMADOS (II CORÍNTIOS 3:17, 18).

A mudança nunca virá por esforços pessoais. Você poderá até submeter a velha natureza a um tipo de disciplina, mas o seu coração permanecerá inalterado. Como um bom cristão você pode disciplinar as aparências indesejáveis da velha natureza, até que ela fique debaixo de controle. Então ela será canalizada e se expressará de uma outra maneira à vista dos homens. Ou seja, você não deve disciplinar a natureza carnal, caso contrário a cobiça e concupiscência se manifestará em outra área e te surpreenderá. Creia que o Senhor gera uma NOVA NATUREZA em você, Ele não faz uma reforma, mas uma transformação. Não adianta lavar o exterior do prato, caso contrário você será um sepulcro caiado, bonito por fora, mas contendo morte por dentro.

Vamos refletir a glória do Senhor se formos transformados à Sua imagem (II Coríntios 3:18 - “E todos nós com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito”).

A graça de Deus, que é um favor imerecido, nos é dada livremente; aproprie-se dela.

Se você realmente quer ser mudado, exponha-se ao Senhor (texto acima). Tire o véu da sua face, diante da face do Senhor. Se exponha à atmosfera da presença do Senhor.

Arrependa-se do seu próprio esforço. Toda vez que disser: “Nunca mais farei isso!” Deus fará de você um mentiroso. Compreenda que é a Sua vitória e a Sua força que faz com que você prossiga em Deus. Como Satanás é o acusador dos irmãos (Apocalipse 12:10), devemos combater as acusações com as promessas do Senhor para as nossas vidas (I João 1:9; Apocalipse 12:11).

Você não tem que sondar seu próprio coração, deixe que o Espírito Santo faça isso. A introspecção te leva ao desencorajamento. Olhe para o Senhor, pois quando você O vê, vê também as suas necessidades (Isaías 6:1, 5, 9; Lucas 5:5-8). Quando o Espírito Santo exaltar Cristo em nós, os homens virão clamando por salvação (Atos 2:37). A revelação de Cristo faz com que fiquemos conscientes das nossas próprias necessidades.

IV) Maturidade espiritual

Deixe que esta mensagem mova você para resistir ao pensamento e lavagem cerebral desta época má. Deixe-a ser uma revelação que transforma a sua mente e instala dentro de você um senso maduro de valores.

O MADURO TEM DESEJO DE MUDAR
E FOME PELA PALAVRA.

O que constitui uma pessoa madura é um desejo de mudar, crescer e se desenvolver. Tudo isso é essencial para a maturidade. Nunca se conforme com o nível que você alcançou em Deus. Direcione sua mente e coração para a perfeição: “... mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Todos, pois, que somos perfeitos (maduros) tenhamos este sentimento; e, se porventura pensais doutro modo, também isto Deus vos esclarecerá”Filipenses 3:13 a 15.

Também, uma fome avassaladora pela Palavra é importante para todos os que desejam crescer: “Desejai ardentemente, como crianças recém-nascidas, o genuíno leite espiritual, para que, por ele, vos seja dado crescimento para salvação...I Pedro 2:2.

Pessoas maduras têm um equilíbrio emocional que não é perturbado pelo medo ou pânico; Salmo 112:1, 7 e 8. A prática da oração e adoração criam este equilíbrio emocional em você, livrando das ansiedades e preocupações (Filipenses 4:4-7; Atos 16:25, 26).

O desequilíbrio emocional e intelectual de jovens casais, muitas vezes, é a causa de dificuldades no casamento. Disputas, caprichos e transtornos sobre coisas comuns são indicações de imaturidade e desequilíbrio emocional. Ainda, ser cientificamente exato, sem ter coração e sentimentos, é uma indicação de desequilíbrio emocional e intelectual. Nunca resuma suas conclusões a respeito das pessoas ou dos fato da vida, a regras frias. Busque a sabedoria do Senhor na avaliação dos fatos, pois a Sabedoria é cheia de graça e misericórdia (Eclesiastes 7:16).

DESENVOLVA UM SENSO MADURO DE VALORES.

O senso de valores muda com a maturidade. Você já observou que as crianças são capazes de avaliar somente pelas aparências, quase nunca pelo valor intrínseco do que lhes é oferecido? Elas não têm um verdadeiro senso de valores. Dê um cheque de mil reais e um carrinho de plástico a uma criança. Ela preferirá brincar com o carrinho. Abandone as coisas de criança: “Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, pensava como menino; quando cheguei a ser homem, desisti das coisas próprias de menino”. (I Coríntios 13:11).

Uma criança em Cristo está sempre orando para ser abençoada, e pedindo que coisas materiais sejam colocadas às suas mãos. A pessoa madura busca a manifestação de Cristo em sua vida.

O cristão maduro administra bem o seu tempo. Em grego, a passagem de Efésios 5:16fala: “administrando o tempo, porque os dias são maus”. Uma pessoa imatura insistirá em que tudo que está fazendo é bom, mas uma pessoa madura constantemente avaliará a sua mordomia do tempo.

O homem de maturidade está sempre sacrificando o menor pelo maior, o bom pelo melhor e o melhor pelo ótimo. Num bom jardim, as plantas mais fracas devem ser tiradas para que as mais fortes possam crescer e se desenvolver. Um homem maduro compreende que ele não tem o tempo para fazer tudo e por isso ele escolhe aquelas coisas que são melhores para agradar ao Senhor. (Lucas 10:38 a 42).

V) Alimentando a sua natureza interior.

Lembra-se: Você se torna aquilo que se alimenta! Aprenda a alimentar a nova natureza que Deus colocou dentro de você, o Cristo que está surgindo em você. Desenvolva-aaté se tornar forte e manifestar todas as características de Deus. Alimente-se de Cristo na Palavra (João 6:57 – “... quem de mim se alimenta, por mim viverá”). As Escrituras se tornam uma fonte de sustentação divina quando Cristo é revelado através delas. Medite no Salmo 1. Faça dele um modelo de vida para você.

Lembre-se que você está no mundo, mas não faz parte dele. Por isso deve focalizar e se dedicar em alimentar o Cristo que está vindo à luz em você. Deus o colocou no mundo por um propósito. Ele quer manifestar a Sua sabedoria diante dos principados e potestades através de nós, Sua Igreja; Efésios 3:10.

A morte de Jesus não completou o plano de Deus de redenção. A execução do julgamento, ou a sentença escrita, ainda está por vir através de nós. Você foi escolhido para esmagar a cabeça de Satanás; Romanos 16:20. O plano de Deus requer que aqueles a quem Satanás oprimiu por muito tempo sejam aqueles que esmagarão sua cabeça.

Por isso, aprenda a construir uma imunidade e uma resistência contra este mundo. Você até poderia resistir ao mundo e ao diabo em sua carne; mas, ao invés disso, crie a natureza divina dentro de você, até que Cristo seja manifesto.

ENCONTRE CRISTO NA LEITURA DA PALAVRA.

Leia a Palavra de Deus para ver e apropriar de Cristo. As pessoas lêem a Bíblia por muitos motivos inferiores: morais, históricos, poéticos, predições, etc. A maturidade vem quando Cristo é revelado nas Escrituras. Você deve ler as Escrituras até encontrar nElas o Cristo, e por Ele viver.

Os judeus liam as Escrituras para que eles pudessem saber o que fazer e o que não fazer. Eles não estavam buscando o Cristo; João 5:39, 40. Hoje, em muitas das escolas dominicais, nas denominações, estão usando a Bíblia para trazer à luz pessoas descentes e boazinhas. Venha para a casa de Deus para ter Cristo alimentado dentro de você, não para desenvolver capacidades naturais ou se tornar um bom executor.

Leia a Palavra para se alimentar de Cristo. Faça de Sua vida o alimento do qual você vive. Não leia a Palavra apenas para sondar o seu coração. Quando você busca Cristo para ser revelado na Palavra, a sondagem acontecerá automaticamente.

Se você tentar compreender a complexidade da teologia, não crescerá espiritualmente. A maioria dos grandes teólogos nunca teve um caminhar genuíno com Deus; Lucas 10:21. Leia a Palavra para ter uma revelação de Cristo.

Você nunca pode diminuir o poder da Palavra de Deus; Hebreus 4:12. Deus está totalmente envolvido nEla, Ele é a Palavra; João 1:1. À medida que estiver lendo a Palavra, mantenha o coração aberto para que o Espírito Santo revele Cristo a você.

Deixe a Palavra habitar abundantemente em você; Colossenses 3:16. A Palavra será uma fonte que alimentará e abençoará muitas pessoas.  

As Escrituras são o maior canal pelo qual a revelação de Cristo pode vir a nós em poder. As Escrituras são a Palavra de Deus: Elas têm muitas das qualidades que o próprio Deus tem – João 4:24 e 6:63. As Palavras de Cristo são espírito e são vida. Ele tem soprado algo de Si mesmo em cada palavra que Ele falou. Aborde as Escrituras com um coração aberto, esperando ver Cristo revelado. Desta maneira a Palavra produzirá benefícios para você.

Lute pela excelência de conhecer a Cristo. Anseie por uma revelação dEle ao seu coração; Filipenses 3:4-16. Paulo ansiava por conhecer Cristo, mas ele não estava falando somente da experiência elementar de salvação. Ele queria a comunhão íntima e revelação de Cristo que pertence aos cristãos maduros. Você deve perseverar como Paulo, até que você realmente conheça o Senhor; Oséias 6:3.

“Quando, porém, ao que me separou antes de eu nascer e me chamou pela sua graça, aprove REVELAR SEU FILHO EM MIM...”;Gálatas 1:15, 16a.

“... aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste MISTÉRIO, isto é, CRISTO EM VÓS, a esperança da glória”.Colossenses 1:27.

 

 

voltar para Para Jovens e Adolescentes

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||