05. Maturidade Para Herdar

MATURIDADE PARA HERDAR
QUANDO RECEBO O DINHEIRO?

Ensino ministrado durante os
Encontros de Jovens e Adolescentes no ano de 2005

ENTRAR E PARTICIPAR DE SUA

VERDADEIRA NATUREZA

II Pedro 1:3, 4: Visto como, pelo seu divino poder, nos têm sido doadas todas as coisas que conduzem à vida e à piedade, pelo conhecimento completo daquele que nos chamou para a sua própria glória e virtude (é tudo seu, tudo já outorgado), pelas quais nos têm sido doadas as suas preciosas e mui grandes promessas, para que por elas vos torneis co-participantes da natureza divina, livrando-vos da corrupção das paixões que há no mundo. Não é uma pequena herança. É mais do que dinheiro, coisas ou circunstâncias sendo mudadas; é mais do que uma vida confortável, cheia de significado. É um entrar e participar da natureza divina.

I Pedro 1:3-8:Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, para uma herança incorruptível(de novo está falando de um grande fundo de reserva), sem mácula, imarcescível, reservada nos céus para vós outros que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo. As Escrituras permanecem constantemente sugerindo que Deus tem algo a ser revelado nos últimos dias. Nisso exultais, embora, no presente, por breve tempo, se necessário, sejais contristados por várias provações, para que, uma vez confirmado o valor da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro perecível, mesmo apurado por fogo, redunde em louvor, glória e honra na revelação de Jesus Cristo; a quem, não havendo visto, amais; no qual, não vendo agora, mas crendo, exultais com alegria indizível e cheia de glória.

VOCÊ DEVE PROVAR QUE É UM HERDEIRO.

Para que entre em sua herança, você deve provar que é um herdeiro. Não existem documentos legais que provem que você é um herdeiro de Deus. Somente quando você tiver progredido na Família de Deus de maneira que os sinais de maturidade mostrem a natureza divina surgindo, você passará na inspeção como um dos filhos, alguém que pode coletar os bens.

Gálatas 3:29 a 4:7: E, se sois de Cristo, também sois descendentes de Abraão e herdeiros segundo a promessa.  Digo, pois, que, durante o tempo em que o herdeiro é menor (criança), em nada difere de escravo (não lhe preocupa que o Senhor esteja lhe tratando como escravo e não como um filho herdeiro?), posto que é ele senhor de tudo. Somos possuidores de tudo, mas a pergunta continua vindo:“quando receberemos o dinheiro?” Mas está sob tutores e curadores até ao tempo predeterminado pelo pai.

Isto fala da adoção de filhos. Em uma certa idade, a criança que até então tinha estado praticamente sem nome, era reconhecida por seu pai como um filho e proclamado seu herdeiro. A criança ficava sob a guarda de sua mãe e de tutores até cerca de DOZE ANOS. Então lhe diziam: “agora você é um homem. Hoje você começa a ser responsável por si mesmo. Agora você vai aprender a ser um homem e desenvolver a percepção e consciência de todo o mundo”. Certamente esta é a diferença entre ser uma criança e ser um filho (adulto). Assim, também nós, quando éramos menores, estávamos servilmente sujeitos aos rudimentos do mundo; vindo, porém, a plenitude do tempo, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei... A lei os manteve num estado de infância até que finalmente a filiação veio através de Jesus Cristo.João 16:12: “tenho muita coisa para lhes dizer, mas não podeis suportar agora”, indicando que em tempos de imaturidade existe um grande distanciamento das coisas que Deus pode lhe dar e da provisão que Ele faz para nós.  

...Para resgatar os que estavam sob a lei, a fim de que recebêssemos a adoção de filhos. E, porque vós sois filhos, enviou Deus ao nosso coração o Espírito de seu Filho, que clama: Aba, Pai! De sorte que já não és escravo, porém filho; e, sendo filho, também herdeiro por Deus.

A PROMESSA E PROVISÃO DE DEUS

PARA OS FILHOS SÃO IMUTÁVEIS.

A promessa e provisão de Deus para os filhos são imutáveis. Tudo é legitimamente seu, mas você tem de se qualificar melhor para receber. Uma coisa você precisa ver: se continuar neste estado de imaturidade espiritual, receberá muito pouco do que Deus tem para você. E não estou falando somente do doce porvir, mas do momento atual – das coisas que Deus tem para você agora. Ele ordenou certas coisas para você passar, tudo com o projeto de levá-lo àquilo que Ele tem para você. Deus é muito, muito bom em amadurecer as pessoas. Se Deus não trata com você como um filho e não o corrige, Ele não o ama. Embora sejamos herdeiros, ainda estamos sendo tratados como escravos. Não começamos a tocar na grande provisão que Deus tem para nossas vidas – todas as coisas que pertencem à vida e à piedade. O esforço atual com limitações e estas grandes áreas de falta e de necessidades não estão de maneira alguma no plano perfeito de Deus para Seus filhos maduros. É somente um arranjo temporário para restringi-lo, enquanto você é criança. Você está sendo tratado como um escravo para que possa ser levado através de disciplina espiritual e amadurecimento de seu espírito até a plenitude que Ele tem para nós.

APERFEIÇOADOS ATRAVÉS

DOS SOFRIMENTOS.

Deus reteve isto de você porque o ama e quer levá-lo às coisas que são para você.Não me lembro de quando situações fáceis ou favoráveis proporcionaram qualquer crescimento ou bênçãos significantes. 

Sabemos que nossa herança é fantástica. Quanto mais rápido sairmos desse estágio de sermos tratados como escravos, e começarmos a caminhar como filhos e verdadeiros herdeiros, vai ser a melhor coisa do mundo. Em Romanos 8, temos o testemunho do Espírito Santo de que somos filhos de Deus, e se filhos, herdeiros de Deus  e co-herdeiros com Cristo. Se com Ele sofremos, com Ele também reinaremos. Deus aperfeiçoou o capitão de nossa salvação através do sofrimento. Portanto, Ele vem a nós da mesma maneira. Ele vai nos conduzir até nossa herança através do sofrimento.

Tribulação opera  paciência. Quando você ora por paciência, a primeira coisa que você vai perder é a paciência. Você ora por bênção e de repente tudo parece como se não existisse mais bênção. Você nunca alcançará o próximo nível de bênção enquanto o Senhor não o colocar no lugar onde Seus tratamentos produzirão uma ou todas as cinco áreas de maturidade espiritual que têm de ser desenvolvidas em sua  vida.

DEUS QUER NOS MOSTRAR A

IMUTABILIDADE DE SEU PROPÓSITO.

Hebreus 6: 17 - Por isso, Deus, quando quis mostrar mais firmemente aos herdeiros da promessa a imutabilidade do seu propósito, se interpôs com juramentoVocê é herdeiro de Deus e Ele quer lhe mostrar a imutabilidade de seu propósito. Isto é muito difícil para as pessoas aceitarem. É natureza humana pensar que Deus mudou Sua maneira de pensar a respeito de você

Deus toma duas coisas imutáveis em que é impossível Ele mentirpara garantir-lhe que não mudou Seu coração para com você, que seus propósitos são imutáveis, que Ele o ama, e derramará Seu amor sobre você. Só porque suas emoções parecem mudar e flutuar na medida de sua fidelidade e bondade, só porque você oscila entre se demonstrar capaz de caminhar com Deus ou falhar nesse caminhar, não pense que as promessas de Deus flutuam da mesma maneira. Quando andamos infielmente, Ele ainda permanece fiel. Ele não pode se contradizer. Só porque você falhou, isto não faz de Deus um fracasso. Só porque você tem caminhado de uma maneira que desagrada ao Senhor não significa que o propósito de Deus para com você tenha mudado um pouco. Você precisa entender que Ele sabia que você não valia nada quando Ele deu a primeira palavra sobre você. Você só está descobrindo isto agora. Realmente, o fato de você saber que não vale nada é um grande passo em direção à revelação. Não existe ninguém que tenha tão poucas faltas como um bebê imaturo que ache que chegou e que tudo é dele, quando na verdade ele está tropeçando por aí, incapaz de se apropriar fortemente de algo.

ISTO FALA DA INTEGRIDADE DE DEUS

(Hebreus 6:11-20).

Começando pelo versículo 11: Desejamos, porém, continue cada um de vós mostrando, até ao fim, a mesma diligência para a plena certeza da esperança...É dessa plena certeza de esperança que precisamos. Somos herdeiros de Deus e ele vai mostrar a imutabilidade Seu propósito. Apenas aguarde.

...para que não vos torneis indolentes, mas imitadores daqueles que, pela fé e pela longanimidade, herdam as promessas.  Pois, quando Deus fez a promessa a Abraão, visto que não tinha ninguém superior por quem jurar, jurou por si mesmo, dizendo: Certamente, te abençoarei e te multiplicarei. E assim, depois de esperar com paciência, obteve Abraão a promessa. Pois os homens juram pelo que lhes é superior, e o juramento, servindo de garantia, para eles, é o fim de toda contenda. Por isso, Deus, quando quis mostrar mais firmemente aos herdeiros da promessa a imutabilidade do seu propósito, se interpôs com juramento(uma promessa e um juramento – Deus faz uma promessa e jura por Si mesmo, confirmando aquela promessa com um juramento)para que, mediante duas coisas imutáveis (uma promessa e um juramento), nas quais é impossível que Deus minta, forte alento tenhamos.

Isto fala da integridade de Deus. Ele não seria Deus a não ser que pudesse fazer todas as coisas. Deus pode fazer tudo. Ele não pode mentir, mas isto é uma limitação auto-imposta. Deus pode fazer qualquer coisa; portanto ele pode por uma limitação sobre Si mesmo, não para mentir, mas para permanecer fiel a Suas promessas.

DEUS REALMENTE FALA SÉRIO.

DEVEMOS TAMBÉM FALAR E AGIR SÉRIO.

Toda promessa que Ele faz é uma limitação sobre Ele próprio, mas é uma ilimitação para nós. Deve haver um equilíbrio correspondente. Não pode haver qualquer libertação ou bênção gloriosa para você, a não ser que Ele tenha se limitado nelas. Ele diz: ”Você me chama e Eu responderei”. Que preocupação! Agora Ele deve responder toda vez que O chamarmos. Toda vez que faz uma promessa ou um compromisso, Ele põe uma restrição e limitação sobre Si mesmo.  É bem no coração de Deus que nossa âncora está fixa. É impossível para Deus mentir e, por juramento e uma promessa, Ele coloca a imutabilidade de Seu propósito diante de nós, Seus herdeiros.  Eu gostaria de ponderar essa verdade em seu coração: Deus não muda. Seu propósito para conosco é imutável!Vemos que herança gloriosa nós temos e vemos que Deus realmente fala sério. Mas devemos também falar e agir sério e sairmos deste estágio de escravidão e entrar na condição de filhos. Deus deve nos ensinar exatamente como nos tornar filhos. Com esta finalidade consideraremos cinco qualidades da maturidade.

PRIMEIRA QUALIDADE DA

MATURIDADE É SUBMISSÃO.

Submissão - Os jovens têm um a grande tendência à rebeldia (sair da “escravidão do lar”). A rebeldia é o oposto da submissão necessária para a maturidade. É difícil para os jovens se submeterem às coisas que são exigidas deles, e que acham que são boas para eles, porque isto requer maturidade. Sair diariamente para trabalhar, sossegar e estudar dia após dia requer maturidade. A submissão é necessária à disciplina; (I Pedro 5:5-9).

A primeira coisa a que temos de nos submeter é à vontade de Deus. Aí você vê que existe muito ressentimento e amargura em nossos corações. E precisamos enfrentar o fato de que onde existe ressentimento existe imaturidade. A pessoa madura enfrenta seus problemas e todos seus desapontamentos com maturidade. Ela pode até se entristecer com eles e achar que são muito difíceis, mas os resolverá ou aprenderá a conviver com eles. O que acontece com uma pessoa que não é madura? Enche-se de ressentimento e amargura e logo estará procurando alguém ou alguma situação ao redor para culpar.

Em sua falta de submissão os jovens muitas vezes são “independentes”. Por isto acabam por entrar em situações desastrosas que podem até destruir sua verdadeira independência. 

I Tessalonicenses 5:18 diz: em tudo daí graças pois esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convoscoDar graças mesmo quando tropeçamos e caímos? Sim, porque aprendemos com nossa estupidez e com a falta de conhecimento anterior. Agora você sabe que terá de se curvar diante do Senhor e confiar nEle. Não importa o que lhe pode acontecer, você deve olhar para cima e dizer: “Obrigado Senhor. Se você me livrou de minha própria tolice, foi para que pudesse me apropriar de Sua sabedoria. Aprenderei a ser submisso com Você, em tudo que eu fizer”. Esta é a primeira qualidade da maturidade. Se você estiver enfrentando alguma destas atitudes negativas que impedem a submissão, tais como ressentimento, amargura, rebeldia ou espírito independente, é melhor tratar com isto.

Se você conseguir lidar com essas atitudes e se livrar delas terá dado o primeiro dos cinco passos para entrar na herança.

A SEGUNDA QUALIDADE:

AMOR RESPONSÁVEL.

O que o levará ao lugar onde herdará como um filho e não mais ser tratado como um escravo é agir com amorAmor responsávelÉ o amor da maturidade. O amor das pessoas maduras é sempre um amor responsável. Um rapaz e uma moça podem achar que estão apaixonados e procederem a desrespeitar completamente todas as regras. No decurso do tempo, a moça descobre que está grávida e, quando ela conta para o rapaz, subitamente ele quer fugir porque se sente traído. Ele não queria nada semelhante ao que aconteceu. Queria ter seu prazer, mas não queria assumir responsabilidade. Ele quer poder fugir, e ela se torna amarga e cruel em seu pensamento porque se sente traída. O amor sem um senso de responsabilidade é tão imaturo que nem deve ser considerado como amor no verdadeiro sentido da palavra. Ele não expõe a pessoa amada a uma situação pela qual não pode ser responsável.

Aos olhos da lei, menores de idade que cometem um crime não podem ser penalizados como os adultos que cometem o mesmo crime. Antes de ser considerado um adulto maduro a pessoa não pode ser considerada responsável. É um principio da lei.

Deus usa este princípio também. Se você não quer ser responsabilizado por suas ações, muito bem – talvez Deus o perdoe por quase tudo, mas não espere herdar as promessas. As duas condições contrastantes não coexistem. Você não pode dizer, num momento, “oh Deus! Não me responsabilize pelas minhas ações; sou só um bebê” e no momento seguinte dizer “Senhor, sou um Filho”; quero herdar as promessas. Negativo! Se você quer ser tratado como um escravo, é assim que vai ser tratado; mas se quiser aceitar as responsabilidades da maturidade, você também pode se tornar um herdeiro de todas as coisas que Deus coloca diante de você.

“Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes outros? Ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Ele lhe disse: Apascenta os meus cordeiros”João 21:15.

Nunca soube que Deus prometesse alguma bênção especial a alguém, sem antes ele provar o seu amor ao Senhor, assumindo uma responsabilidade dia a dia. Todos aqueles que cresceram e amadureceram neste caminhar carregaram pesados fardos e responsabilidades.Eles fizeram a si mesmos exigências quase impossíveis. Caminharam no sobrenatural porque foi imperativo; eles tinham de fazer. Como filhos, possuíram grandes porções da herança espiritual porque os negócios do Pai exigiam. Não podiam obedecer à vontade de Deus para suas vidas sem se apropriar ricamente de Sua provisão para eles. Em outras palavras, O amaram tanto que assumiram as responsabilidades de filhos. É assim que nos tornamos verdadeiros herdeiros de Deus. 

Jesus foi o grande exemplo deste amor responsável. Sua oração ao Pai foi: “Tendo Jesus falado estas coisas levantou os olhos ao céu, e disse: Pai, é chegada a hora: glorifica a teu Filho, para que o Filho te glorifique a ti... Eu te glorifiquei na terra, consumando a obra que me confiaste para fazer, e agora, glorifica-me, ó Pai, contigo mesmo, com a glória que eu tive junto de ti, antes que houvesse mundo.” (João 17:1, 4, 5).

Isto coloca outra luz sobre você assumir um ministério que não é gratificante e prosseguir quando parece, às vezes, que não tem nenhum recurso físico, mental ou emocional para realizá-lo. Todavia você permanece fazendo a vontade do Senhor. Não é uma questão de obras mortas. São as obras vivas executadas pelos filhos que assumem o fardo e a responsabilidade

A TERCEIRA INDICAÇÃO É O DOMÍNIO

SOBRE O PRÓPRIO ESPÍRITO.

Domínio sobre o próprio espírito, ao tratar com todas as emoções negativas, isto é, as coisas que emocionalmente o agitam e o tiram do caminho. A característica de uma criança é o fato de que ela é influenciada pelas suas emoções que continuamente a desviam do caminho. Os que são maduros espiritualmente estabelecem seu caminho, dominando seu próprio espírito e determinando que nem inferno nem as muitas águas podem detê-lo do curso que Deus estabeleceu para ele. 

Não são vítimas de emoções imaturas. Aprenderam a dominar seus espíritos e isto é uma característica de maturidade. Deve haver algum tipo de controle das pessoas sobre suas emoções. Melhor é o que domina o seu espírito do que o que toma uma cidade Provérbios 16-32. Os espíritos dos profetas estão sujeitos aos próprios profetas. I Coríntios 14:32.

Lembre-se, ainda, que o domínio próprio é uma das manifestações do fruto do Espírito Santo na vida de um cristão, conforme Gálatas 5:22 e 23.

QUARTA INDICAÇÃO DE MATURIDADE

É UMA FÉ FIRME E EXIGENTE.

Quando você é maduro espiritualmente não precisa ser mantido flutuando em seus propósitos, por uma agradável ilusão das coisas.

Comumente se entra no casamento com uma grande dose de amor. Mas existe uma atitude bastante diferente nos cônjuges depois de algum tempo de casados, e eles têm de enfrentar as realidades. As ilusões se foram, ou se não se foram, pelo menos estão indo. Eles devem ter fé. Recentemente aconselhei um casal que me disse que não queriam mais viver juntos. Eu disse: “Vocês devem, pois se casaram na vontade de Deus e a perfeita vontade de Deus é que devem permanecer casados. Livrem-se dessa tolice e permaneçam casados. Permaneçam casados em fé. Vivam um com o outro com fé, porque esta é a vontade de Deus”.

- “Mas não estou segura de que o amo”.

- “Que diferença isto faz?”

- “Eu acho que não a amo”.

- “Sim, você  pode amá-la. A Bíblia diz que os maridos devem amar suas esposas como Cristo amou a igreja, e ela não manda você fazer nada que não possa fazer. Endireite-se. Seja maduro. Determine-se a amá-la e depois faça isto de todo coração. Ame-a”. Isto demanda uma fé que é firme e exige de Deus: “Senhor, não sinto como se a amasse, mas receberei ajuda de Você e a amarei com todo meu coração”. É assim que vamos agir.

Quando as pessoas ficam casadas por muito tempo, descobrem que viver juntas não é só uma questão de compromisso; vai além disto. Um relacionamento de fé foi estabelecido entre eles – não fé um pelo outro, mas fé por si mesmos como uma unidade espiritual. Entre nesta fé.

Você pode dizer que não crê em si mesmo e que em você não habita bem algum. Então você está em boa companhia, pois Paulo sentia o mesmo a respeito de si mesmo. Ele disse: Porque nós é que somos a circuncisão, nós que adoramos a Deus no Espírito, e nos gloriamos em Cristo Jesus, e não confiamos na carne

Filipenses 3:3. A verdadeira maturidade nunca o isola de Deus. Tenha fé por você mesmo no relacionamento com Deus – uma fé que é firme e exigente porque você sente que tudo o que é e tudo o que vai ser é baseado num relacionamento que Ele criou e é nisto que você tem féAo crer nesse relacionamento, você diz “Tu és o meu Pai. Aba Pai, eu creio. Eu sou um filho que crê. Eu me relaciono Contigo. Não importa o quão fraco eu seja, tenho fé por mim mesmo no relacionamento Contigo.” Isto é maturidade.

GENEROSIDADE É A QUINTA

MARCA DE MATURIDADE.

Generosidade é a quinta marca de maturidade.  As pessoas que são imaturas não estão dando, nem se comprometendo muito. Estão pedindo, não dando. 

Rebeca era uma linda moça, mas era muito comum encontrarem-se mulheres bonitas naqueles dias. Você poderia encher um harém com elas nos dias de Abraão, mas quando Abraão mandou seu servo procurar uma esposa para seu filho Isaque, queria ansiosamente uma mulher generosa. Quando o servo, com seus dez camelos, parou no poço fora da cidade para tomar água, uma jovem se aproximou para encher seu cântaro. Ele perguntou se podia beber de seu cântaro e ela respondeu: “Sim, aqui está um gole e deixa-me por água para seus camelos também”. Aquela generosidade e aquela capacidade de dar-se a marcou. Ela foi estabelecida na linhagem santa, como um dos ancestrais de Jesus Cristo. Ela foi uma mulher de coração generoso que Deus escolheu. 

A capacidade de dar-se é uma grande característica de maturidade. Você quer ser maduro? Quer sair do estágio de escravidão? Quer se livrar do egocentrismo? 

A autocompaixão reina entre os que só pensam em si mesmos, consideram cada prejuízo como uma afronta pessoal e se lembram de todas as ocasiões em que foram ofendidos; tendem a ser duros, porque não têm generosidade para perdoar. Como é bom (embora não seja fácil) ser capaz de perdoar e esquecer.

Lembre-se - enquanto o herdeiro é criança,
não difere do escravo, embora seja o dono de tudo.       

Reino Net

 

voltar para Para Jovens e Adolescentes

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||