09. Orando pelas nações - OMJ

Orando Pelas Nações (OMJ)

 

Temos recebido como do Senhor a direção para orarmos mais especificamente pela nossa nação, o Brasil. Não só temos orado mais regularmente, como também seguido uma estratégia espiritual que denominamos de OMJ - Operação Marcha de Jericó. A OMJ já nos levou a fazermos Encontros em diversas cidades-regiões do Brasil (Brasília, Belo Horizonte - MG, São Luis – MA, Salvador – BA e Porto Alegre - RS). Ano que vem (2009) estaremos enviando profetas intercessores a todas as capitais do Brasil, orando e "pisando as plantas de nossos pés" em todos os estados e capitais.

Aqui na página principal da ReinoNet, tem mais artigos e notícias sobre a OMJ. Gostaríamos, neste email, de repartir o resumo da mensagem "Como Seu Reino Prevalecerá" e, caso se interesse, a mesma está publicada na íntegra em nosso site (Menu: Fundamentos / Ensinos do Reino).

O Reino de Deus, a administração divina, é algo que está no coração de Deus, desde a Antiguidade: "... vós me sereis REINO de sacerdotes e nação santa..."(Êxodo 19:6).

Agora pense: por que os Homens sempre rejeitaram o Reino de Deus? No tempo de Samuel, o povo judeu rejeitou o reinado de Davi (um homem segundo o coração de Deus) e pediu um rei igual ao das nações, e lhes foi concedido o rei Saul. O povo estava rejeitando Deus (1 Samuel capítulo 8). A resposta de Deus, através de Samuel, foi: “Atende a voz do povo em tudo quanto te dizem, pois não te rejeitaram a ti, mas a mim, para eu não reinar sobre eles”vs. 7.  Também um dos motivos de Jesus ter sido crucificado foi porque Ele se proclamava Rei. Por que as pessoas rejeitam o Senhorio de Cristo sobre as suas vidas? A independência da natureza humana é mortal, sutil e assassina.

O que você pensa a respeito do Reino de Deus? Não deixe de ler estas mensagens, pois estamos proclamando, dia a dia: "Venha o Teu Reino, seja feita a Tua vontade aqui na terra como ela é feita no céu" (Mateus 6:10).

Mensagem publicada na ReinoNet (www.reinonet.com.br):

Como o Reino de Deus Prevalecerá

RESUMO:

O Reino de Deus e os reinos deste mundo presentemente coexistem, mas, eventualmente, os reinos deste mundo se tornarão o Reino de nosso Senhor. Como nos relacionarmos com o Reino de Deus e com os reinos deste mundo é o princípio de que precisamos agora, pois não advogamos a derrubada de governos e instituições, mas, pelo contrário, sua submissão ao Senhor Jesus Cristo - "Esteja absolutamente certa, pois, toda a casa de Israel de que a este Jesus, que vós crucificastes, Deus o fez Senhor e Cristo" (Atos 2:36). Isto tem de vir através de um meio espiritual, e não físico. Através da revelação divina temos começado a amarrar os espíritos de principados e potestades que têm atuado no Brasil. Se vamos ver esta nação se voltar para Deus, será numa base espiritual. Mais uma vez lembre-se de nossa posição: violentos serão o nosso clamor e orações a Deus para que esta nação seja preservada em Deus, para que sua bandeira drapeje no Reino. Nós vamos orar e crer por isto.

- x -

Poucos cristãos têm fé suficiente para crer que Deus pode preservar este país. Nós precisamos estar conscientes do relacionamento entre o Reino de Deus e os reinos deste mundo pois, como povo de Deus, somos apanhados entre os dois. Qual deve ser a nossa atitude para com os órgãos do governo, federais ou locais, e para com o Reino de Deus? Haverá conflito entre sermos cidadãos de nosso país e cidadãos do Reino de Deus? Isto não significa que devemos ignorar aquilo que está acontecendo ao nosso redor. 1 Pedro 2.11-25 nos dá instruções sólidas acerca de nosso comportamento neste mundo. Ao tomar posse de tudo, Deus irá usá-lo como um instrumento humano em Suas mãos para trazer a Sua vontade na terra.

O projeto da OMJ está baseado no versículo bíblico: "Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplica, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, par que vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito. Isto é bom e aceitável diante de Deus nosso Salvador, o qual deseja que todos os homens sejam salvos e cheguem ao pleno conhecimento da verdade" (1 Timóteo 2:1-4).

O Brasil está mudando e se alinhando ao Reino de Deus. Abra os seus olhos espirituais...!

Um pouco Sobre a OMJ - Operação Marcha de Jericó

No Antigo Testamento existem fatos que, se lidos sem revelação, são apenas acontecimentos históricos, mas que, uma vez tendo os nossos olhos iluminados pelo Espírito, se tornam uma revelação da qual podemos tirar proveito para as nossas vidas, nos dias atuais. É o que acontece com o texto básico dessa mensagem baseada em Josué cap. 6.

Não podemos esquecer que nossa vida e nosso caminhar com Deus é uma guerra declarada, e o inimigo não está disposto a perder terreno nessa batalha espiritual. Todavia, de acordo com o apóstolo Paulo: “.....somos mais que vencedores por meio daquele que nos amou..(Romanos 8:37). Devemos estar cientes de que a nossa luta não é contra carne ou sangue, mas sim contra principados e potestades (dominadores desse mundo tenebroso) (Efésios 6:12). E, ainda, que o Reino de Deus será manifesto aos corações das pessoas, nas cidades, estados e nações, pela autoridade que exercemos para amarrar os poderes malignos. Disse Jesus: "Se, porém, eu expulso os demônios pelo dedo de Deus, certamente, é chegado o Reino de Deus sobre vós"; Lucas 11:20.

Na Marcha de Jericó, no livro de Josué, como consequência da obediência do povo a uma estratégia (Plano de Batalha) os muros fortificados da cidade vieram abaixo. Se você tem que vencer essa batalha a primeira coisa a ser batalhada é a sua convicção de quem você realmente é em Deus. Você não deve se ver como um gafanhoto, pequeno aos seus próprios olhos diante dos Gigantes (nefilins). Mas deve se ver como Deus lhe vê, com os olhos da fé. Lembre-se de que a derrota de Adão e Eva no Éden começou no momento que Satanás colocou dúvida no coração deles, sobre a palavra dada por Deus.

Foi esse tipo de fé que Josué usou para ser vitorioso, e é esse tipo de fé e confiança que precisamos ter para sermos vitoriosos também.

Durante quarenta anos (quarenta é o número da provação), os filhos de Israel haviam vagado pelo deserto. Agora após milagrosamente terem atravessado o Jordão, estavam observando Jericó (que era o próximo obstáculo). Mesmo não sabendo nada de guerra, estavam dispostos a continuar avançando dentro da vontade do Senhor. Vamos ler o 6º capítulo de Josué, lembrando que o segredo de Josué pode ser também o nosso segredo; vamos aprender muito ao ouvir esta História.

Nos primeiros cinco versículos temos a orientação de Deus sobre como Josué deveria instruir o povo a agir para que fossem vitoriosos. E inicia dizendo: “olha, entreguei na tua mão a Jericó, ao seu rei e aos seus valentes”. O primeiro segredo é que temos que ter uma palavra da parte de Deus. Note que, antes de iniciar a batalha, a palavra foi que o Senhor JÁ tinha entregue a cidade nas suas mãos.

Você perceberá que essa promessa é que fez com que o povo fosse perseverante e não desanimasse, enquanto as muralhas não viessem abaixo. Todos juntos deveriam, por seis dias consecutivos, rodear a cidade, uma vez a cada dia. Seriam seis dias e, então, seis voltas seriam completadas; os sete sacerdotes deveriam estar munidos de sete trombetas feitas de chifre de carneiros e deveriam, ao rodear a cidade, estar sempre adiante da arca da aliança. Lembre-se que o número 6 é o número de homem e o número 7 é o número de Deus.

A expressão todos juntos fala de unidade, obediência e ação (caminhando ao redor da cidade), perseverança (durante os seis dias), com a arca presente (presença de Deus), com trombetas (a palavra profética) e não esquecer que agora somos sacerdotes.

Note que no sétimo dia a exigência foi maior, pois deveriam levantar mais cedo, para dar sete voltas em um só dia e não uma só, como nos dias anteriores. Estamos já no sétimo dia e deveremos então ser sete vezes mais dedicadossete vezes mais perseverantes, pois seremos sete vezes mais vitoriosos do que temos sido até agora. Todavia, essa vitória só acontecerá no momento que se completar a sétima volta.

Até lá vamos andar, adorar, cantar, e profetizar e, então, olharemos para as muralhas e não veremos nenhum sinal de que algo esteja acontecendo; a única garantia que teremos é a palavra do Senhor que, ao completar as sete voltas no sétimo dia, os muros serão derrubados. Você está disposto a encarar, mesmo sem ter nem um vestígio de que algo esteja acontecendo?.

Este sétimo dia é apresentado de forma dispensacional, pois seis mil anos se passaram sobre toda humanidade. Quatro mil anos no Antigo Testamento e dois mil anos no Novo Testamento. Agora o Reino acontece no sétimo dia ou no sétimo milênio, por isso no Reino será exigido mais (só sete vezes mais). Lembra que eram sete trombetas? Pois bem, isso significa que teremos que ter sete vezes mais fé e orar sete vezes mais para que nossas profecias sejam sete vezes mais eficientes.

Apocalipse 10:7... "mas, nos dias da voz do sétimo anjo, quando ele estiver para tocar a trombeta, cumprir-se-á, então, o mistério de Deus, segundo ele anunciou aos seus servos, os profetas". E qual era o "mistério de Deus"?  versículo 15 "O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos."

Sejamos perseverantes, mesmo não vendo algo de imediato acontecendo. Esteja consciente de que, no tempo certo, os muros que impedem que muitas cousas aconteçam serão derrubados. Aquilo que temos recebido até agora será comparado com migalhas, quando as muralhas ruírem. Por enquanto, só precisamos de uma coisa: marchar, marchar e marchar.

Entrar na vitória do Senhor e ver Jericó destruída significa explodir as represas e ver os muros da incredulidade virem abaixo; é liberar os dons e ministérios e ver as igrejas do Novo Testamento restauradas; é entrar na plenitude do propósito de Deus para sua vida, minha vida e a vida de todo  Corpo de Cristo. Não podemos perder mais tempo! Agora a atitude é marchar e marchar, ter fé e agir para ver os milagres de Deus acontecerem. Esse é o momento da palavra “apropriação” fazer sentido para nós, é agir e trazer os cumprimentos das promessas de Deus para nossa realidade.

Nossos olhos espirituais precisam ser abertos. Com os olhos naturais vemos os muros intactos, mas pelos olhos do espírito já os vemos ruírem e podemos ouvir o barulho da sua queda. Muitas pessoas serão libertas! Imagine sua família, seus conhecidos que você gostaria de ver caminhando com o Senhor! Isso será possível, é só amarrar o valente e então poderemos saquear a casa.

As promessas de Deus são como uma bomba, só falta alguém ter fé e acender o pavio. Nós tomamos a iniciativa para fazer isso.

Parece que apesar de estar sempre lendo a palavra, o povo de Deus ainda não tomou consciência do que é capaz de fazer, crendo em apenas um pequeno versículo. A palavra é como uma espada afiada, mas nada acontece se não for usada com fé. Liberamos esta fé que fará o Senhor se mover por nós; é isso que fazemos em nome de Jesus Cristo o Nosso Senhor. A vitória já é dEle e nós a fazemos nossa também.

NOSSA FÉ PRECISA DE UM FOCO. É como sair para caçar: se você não usar as armas adequadas poderá não ter sucesso. Existem espingardas de chumbinhos que, ao serem usadas, espalham chumbo e quem atirou fica torcendo para que alguma caça seja atingida, e às vezes nada acontece. Mas atualmente também existem armas com telescópio ou raio-laser que, não só têm uma mira certeira, como podem alcançar uma maior distância. Durante muito tempo o povo de Deus usou cartucheira (espingarda antiga) nas suas orações e ficavam torcendo para que algo fosse ouvido. Agora, porém, Deus está colocando à nossa disposição armas espirituais que, como diz Paulo, são:“... poderosas em Deus, para anular sofismas e derrubar tudo o que se levanta contra o Senhor” (2 Coríntios 10:4). É disso que estamos falando, de armas que têm um alvo bem definido. Temos avançado em Deus o suficiente para saber exatamente onde focalizar e acertar o alvo, e, então, em breve, muito breve, os muros serão destruídos. Vamos crer e agir em Nome de Jesus.

Enquanto adoramos a Deus, vamos rodeando Jericó, e, à medida que caminhamos, vamos apropriar do cumprimento das promessas e então teremos a realidade das bênçãos e vitória para nossas vidas.   Equipe do Portal ReinoNet

reinonet@reinonet.com.br

Não podemos esquecer que a arca da aliança estava com eles, sendo levada pelos sacerdotes. Só podemos ter êxito na batalha se tivermos a consciência de que o Senhor (a Sua presença) esteja conosco. O Senhor tem que estar sempre à nossa frente. Essa é uma batalha já ganha, e o que temos a fazer é apenas manifestar a vitória de Cristo. Em 1 Coríntios 15:57 lemos: “graças sejam dadas ao Senhor que nos dá a vitória através do Senhor Jesus Cristo”. Ele nos dá a vitória. Não vamos lutar com nossas próprias forças, mas o Senhor já pelejou e venceu por nós.

 

www.reinonet.com.br
Email: reinonet@reinonet.com.br
MSN: reinonet@hotmail.com

 

voltar para Oração e Jejum

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||