05. A Intercessão No Espírito (Efésios 6:18)

A intercessão é identificada com a luta espiritual. Em Efésios 6:10,11, lemos: “Quanto ao mais, sede fortalecidos no Senhor e na força do seu poder. Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para poderdes ficar firmes contra as ciladas do diabo...” Então a passagem fala das várias peças da armadura e termina nos versículos 17 e 18 com “...a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; com toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito e para isto vigiando com toda perseverança e súplica por todos os santos”. Como é profundo: “Toda súplica e oração, orando em todo tempo no Espírito.”

“Orando em todo tempo no Espírito.” Creio que é muito necessário considerarmos isto, porque o ministério da intercessão tende a ser o mais arrogante e o menos submisso de todos os ministérios da igreja. Não há outro ministério que deva buscar confirmação da vontade de Deus mais cuidadosamente, através de muitas fontes, do que o ministério da intercessão. Se você ora acerca de alguém se tornar um presbítero, e todos estão orando por isto e buscando a Deus juntos, isto é algo comum ao Corpo. Quando você começa a orar acerca de qualquer coisa, há um componente de intercessão e de confirmação. Porém, quando se ajoelha para orar assim: "Oh! Senhor, o irmão fulano é isto ou aquilo, assim e assim..." Como você sabe? Isto é a sua opinião. Alguém confirmou isto para você? "Senhor, eu oro para que o julgues." Quem lhe disse que esse irmão precisa ser julgado? Esta é a sua opinião? Ou foi confirmado por todo o Corpo? "Senhor, eu oro para que o libertes dessa situação. Senhor, Tu o estás julgando, e eu oro para que o livres; não o deixes passar por isto." Quem disse que o irmão tem que ser perdoado? Você disse. Como sabe? Você não sabe se deve julgá-lo ou poupá-lo; você não sabe se deve abençoá-lo ou amaldiçoá-lo.

Muitas vezes, a oração intercessora tem sido nossa informação a Deus da maneira como queremos que se resolva uma situação, consequentemente, a maior parte da intercessão fracassa, porque ela é a nossa opinião. Porém, se por revelação você começa a interceder segundo a vontade de Deus, você ainda deve levar aquela revelação à igreja, para que outros orem a respeito. Por exemplo, se alguém a quem amamos muito estiver morrendo, o mais eficaz seria pedir que outros nos ajudem a orar. Pois, quando chegamos ao ponto em que nos sentimos culpados e temos um sentimento confuso de responsabilidade, constantemente ficamos no caminho daquilo que Deus poderia fazer algo bom, puro e decisivo, porque o amor de Deus é profundo e forte.“Ele corrige a cada filho a quem recebe”. Hebreus 12:6.

A oração de intercessão tende a ser baseada mais nos sentimentos humanos do que no amor de Deus. A intercessão, como a temos conhecido, tem sido mais um impecilho do que uma ajuda, para que a vontade de Deus seja feita na igreja. A oração faz parte do campo de ação da revelação e da verdade como devem ser, mas eu não creio que tenha sido eficaz da maneira como tem ocorrido.

Como você vai orar? Sugiro que você tenha o mais intenso fardo de oração por isto. Como saber pelo que orar por mim? Como saber o que necessito? "Senhor, faz assim e assim para ele?" Vocês não querem que o Senhor me faça fazer alguma coisa, não é? O que vocês querem é que o Senhor me guie, me motive. Como vão julgar minha vida? Não podem. Vocês não seguem meus passos vinte e quatro horas por dia. Se seguissem teriam um ponto de vista muito diferente em relação a muitas coisas. Não orariam como alguns oram; não se atreveriam! A maioria de vocês não teria a coragem de orar para me colocar numa situação em que vocês não ficariam por dez minutos. Vocês não sabem o conflito espiritual envolvido nisto. Não sabem as coisas que enfrento. Vocês me pedem para lhes dizer como orar. Isto me ocorre também. Eu tampouco sei como orar.

Por que vamos interceder? Porque Romanos 8:27 nos diz que o Espírito intercede por nós segundo a vontade de Deus, e que Ele que conhece o coração dos homens sabe qual é a vontade de Deus, e de acordo com ela Ele deixa o Espírito Santo começar a interceder por você. Se você se conscientizar disto, quando começar a profetizar, profetizará pelo Espírito Santo. Quando falar em línguas, falará pelo Espírito Santo. Quando fizer milagres, os fará pelo Espírito Santo. Se for interceder, interceda pelo Espírito Santo, orando no Espírito em todo tempo. Aprenda como fazer isto no Espírito.

O fardo é muito grande e você pode ou não ter o conhecimento consciente daquilo pelo que está orando. Você diz: “Não posso entender, nem saber pelo que estou orando; apenas estou orando em línguas, intercedendo e gemendo, não sabendo para o que é. E daí?”  As pessoas falam em línguas e não sabem o que estão dizendo. Elas podem orar em línguas e não saber o que estão dizendo, porém, o Espírito Santo segue um princípio que Deus estabeleceu no Corpo, e este é o princípio que jamais devemos esquecer: Deus pôs certas leis em ação, e porque as pôs em ação, Ele não interfere nelas. Os ímpios prosseguirão em sua impiedade, até que por fim sejam esmagados por certos princípios que já estão em ação, mas Deus não intervém. A oração tem sido o meio pelo qual Deus colocou em ação um princípio mais alto do que todos os outros princípios; uma lei mais alta que todas as outras leis. O homem que intercede e clama a Deus é capaz de ultrapassar ou revogar qualquer outra lei, no nível físico, mental ou espiritual. É pela oração que pessoas têm andado em fornalhas ardentes, que leões não têm podido matar as suas vítimas, que pessoas têm andado sobre as águas, dividido mares, dividido rios e ressuscitado mortos. A oração tem sido um poderoso meio pelo qual todas as leis podem ser mudadas. Deus pode afastar tudo que possa atrasar seu caminhar e fazê-lo chegar ao seu destino, se Lhe aprouver fazer assim, pela oração. Creio que foi assim com José. Tudo o que aconteceu com José o levou a uma situação reversa, até que por fim se encontrou perdido de vista numa prisão. A seguir, por causa de sua fidelidade diante de Deus, ele chegou a ser a segunda pessoa do próprio Faraó. Deus sabe como fazer isso, através da intercessão.

Mas você não sabe como orar, por isto encare isto: deixe de exaltar a inteligência humana, ao ponto de ser um conselheiro de Deus, dizendo-Lhe o que deve fazer na igreja d’Ele, em sua família e em sua vida, quando você mesmo não sabe. Se sabe, e recebeu confirmação mais de uma vez, então ore com sabedoria e inteligência. Se não sabe, sugiro que, com o fardo em seu coração, ore no Espírito e segundo a vontade de Deus. Se não, poderá acontecer de se tornar vítima de ser juiz e jurado ao mesmo tempo, decidindo o que Deus deve ou não deve fazer em certos casos, quando Ele não mostrou nem disse nada.

Você pode prosseguir numa determinada promessa e dizer: “O Espírito do Senhor testificou”, e então começar a orar. Você pode orar para um milionário se converter e doar todos seus milhões ao Senhor. Pode continuar orando assim e não fará muito, pois duvido que Deus faça muita coisa com orações desse tipo. Mas leve seu fardo aos presbíteros para que seja confirmado, porque você não quer mistificar, nem se afastar do caminho. Você quer algo que funcione; você quer fazer algo; não quer orar sem resultados. Se tiver uma revelação, submeta-a e diga: “Presbíteros, orem por esse assunto; é uma coisa fantástica.” Você ficará surpreso de ver como Deus dará a resposta correta, e você começará orar por eles e algo fantástico acontecerá. Porém, quando não souber, e não tiver uma revelação do Senhor, nem confirmação, então sugiro que ore no Espírito Santo; eu acho que funcionará.

Tenho sido eficaz na oração, quando me encontro atraído no Espírito para certas pessoas, e então me entrego a isto. Acho que enquanto estou abençoando ou orando, muitas vezes um tanto infrutífero no meu entendimento, de repente, meu espírito traz ao meu entendimento aquilo pelo que tenho estado orando e ministrando. O Espírito Santo tem dirigido. Então, quando vou à igreja, aqueles por quem tinha orado, falam do que Deus fez por eles. Mas eu podia me sentar e pensar a respeito das pessoas: “Deixe-me ver, o que orarei a respeito deste aqui?” e tentar imaginar algo. Isto não funciona. Mas, se eu estiver com o fardo, e começar a orar e interceder por elas, elas surgirão a cada vez com exatamente a coisa que Deus quer que elas tenham.

Você já sentiu que, algumas vezes, há uma arrogância nos intercessores? Eles se sentem super-espirituais; sentem que têm todas as respostas e, de repente, estão orando para que aconteça isso ou aquilo, e isto não é bom. É quase um sentimento independente, quando, na verdade, deveriam se sentir como um Corpo, submissos uns aos outros. Quando uns poucos se julgam importantes pensando que sabem tudo, Deus quase sempre os afasta, porque Ele quer que todos nós sejamos intercessores.

- “Quando estamos intercedendo, devemos saber pelo que estamos orando?"

- É uma ajuda se soubermos, mas não é absolutamente necessário.

- “Se alguns têm tido palavras definidas faladas sobre eles, concernentes a seus ministérios, e oramos para que Deus cumpra a promessa, então não trará Ele à luz Seus ministérios?" Sim. Então se você estiver orando da maneira correta, Deus é zeloso em revelar os propósitos que Ele tem em mente, mas não necessariamente os meios que vai usar. Quando a esposa começa a interceder por seu esposo, ela pode não saber se ora para que Deus o castigue ou o abençoe; se para que ele prospere ou fique pobre. Por isso ela começa a interceder no Espírito. Se ele se tornar mesquinho, ela não deve desanimar, e sim, deixá-lo no altar. Deus está trazendo tudo à superfície e, para que ele possa ver a si mesmo e suas necessidades, ela deve continuar intercedendo no Espírito e ver o que acontece.

Penso que vocês, mulheres, que são intercessoras, quando começam com um fardo diante do Senhor, têm uma tendência de deixar que as emoções as dominem, e, logo, começam a interpretar o que deve ser feito, em vez de se manterem dentro dos limites da revelação de seu coração, e deixar que somente o Espírito ore. Consequentemente, se tornam canais errados. Nunca se cogitou que fôssemos tão inteligentes que pudéssemos calcular como Deus devia agir em Sua igreja. Temos de ser canais humanos pelos quais Seu poder é liberado. O Cabeça, a autoridade e o poder devem ser liberados através de nós. Deus pode nos ungir e nos levar a ultrapassar muitos mal entendidos, se formos dirigidos pelo Espírito Santo.

Isto explica porque umas poucas pessoas cheias do Espírito Santo, numa pequena igreja fundamental, podem ser tão eficazes. Elas intercedem no Espírito e, muitas vezes, não sabem pelo que estão orando, durante boa parte do tempo, mas simplesmente permanecem orando e esperando no Senhor. Podem não ter muitos ensinamentos, doutrinas mais profundas, ou qualquer outra coisa, porém, quando você a observa, vê que aquela igreja está prevalecendo. Você a observa por dois a três anos e pensa: “Todas aquelas lutas - deve ter havido muita sabedoria naquele pastor.”  - Talvez ele nem tenha tanta sabedoria. “Devem ter sido os diáconos”. - Também não são muito sábios. Então, você começa a perguntar: “Como aconteceu tudo aquilo? Como aquela gente conseguiu fazer?” - Porque algumas poucas pessoas intercedendo no Espírito, ativaram o poder de Deus, que guiou e direcionou a obra. Em silêncio, sem serem vistos, além do entendimento e compreensão de toda a igreja, Deus estava dirigindo.

Apenas deixe Deus ser Deus. Quando deixamos que Ele seja Deus, e não estamos tentando ser Deus, nem estamos pensando que temos todas as respostas, sentados no trono, usurpando Seu lugar, simplesmente intercedemos humildemente e clamamos no Espírito. Vemos um irmão que tem problemas e intercedemos por ele. Tentamos ajudá-lo, não o julgando, nem o condenando, nem fazendo uma reunião para eliminá-lo. Não o desculpamos, nem fazemos nada; ficamos neutros, pois ele está nas mãos de Deus e nós somos seus irmãos e irmãs, orando por ele. Então Deus começa a tratar com ele e o coloca numa situação desesperada. Você vai até ele, testemunha e ele diz: “Ore por mim!” Você agradece ao Senhor por isto. Era para isto que o Espírito Santo intercedia, para colocá-lo na posição em que ele veria a sua necessidade. Deus o colocou em um lugar onde necessitava de oração. Algumas esposas querem interceder por seus esposos, mas a elas não agradam os tratamentos drásticos que Deus traz sobre seus esposos para que busquem o Senhor.

Pode acontecer de você começar a interceder por um irmão que não tem família, nem amigos, nada no mundo. Você intercede por ele e Deus o abençoa. Então, ele consegue um bom trabalho, uma promoção, começa a ganhar dinheiro e seu coração de repente se abre para o Senhor. Tal coisa pode ser rara, porém, como você sabe se Deus vai fazer um homem prosperar ou discipliná-lo? Como você sabe o que fazer? Mas Deus sabe o que fazer, e você fica orando no Espírito, segundo a vontade de Deus, intercedendo com gemidos inexprimíveis. E Ele que conhece a vontade de Deus é o único que está trazendo à luz as orações, interpretando-as de acordo com a vontade de Deus. Leia Romanos capítulo 8 muito cuidadosamente. Muito tempo no céu é usado em intercessão. Hebreus 7:25 nos diz que Cristo vive para interceder por nós.

Como você pode se concentrar e como pode focalizar na oração? Isto é feito no Espírito. Só focalize – ponha a pessoa diante do seu pensamento. Não sou a favor de usar fotos de Jesus Cristo nem crucifixo para ajudá-lo na oração. II Coríntios 5:16 nos diz: “Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne; e, se antes conhecemos Cristo segundo a carne, já agora não o conhecemos deste modo”. Porém, lhe ajudaria muito, quando for interceder por uma pessoa, dar uma olhadela numa foto dela, para sua mente não se desviar, e interceder em línguas, pensando em todos os aspectos de sua personalidade e de seu caráter, enquanto está intercedendo e as línguas fluindo. Antes que você perceba, aquela pessoa passará por algo, porque você está sintonizado em Deus, através do Espírito Santo, e focalizado diretamente nela e a apresentando com poder.

Algumas vezes, quando há uma oração pela vontade de Deus, a pessoa pela qual você intercede, se transtorna. Quando você a vê, ela perde a calma sem nenhuma razão. Em outras ocasiões, você pode sentir um fardo por uma pessoa, e no próximo encontro que tiver com ela, tudo parece cor de rosa. Não importa; Deus sabe o que está fazendo. Ele está focalizando nela e levando a cabo Seu propósito, como quer.

Também ajuda imaginar-se conduzindo alguém diante do Senhor e falando com Ele sobre aquela pessoa. Ainda que não saibamos o que dizer, nosso espírito permanece orando. Existem vezes em que você pode ficar muito agitado, mas você não conhece o coração do indivíduo. Você pode condená-lo por algo e, todavia, no coração dele existe quebrantamento e desejo por Deus. Não o condene; coloque-o diante do Senhor e ore por ele. 

A oração é mais eficaz, se você passar um dia ou dois arrependendo-se por si mesmo. Depois, interceda por dez minutos e suas orações serão respondidas!

Reino Net

voltar para Oração e Jejum

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||