10. Lição 8 - Nossa Vida Devocional

"MOISÉS RESPONDEU: QUEM DERA TODO O POVO DO SENHOR FOSSE PROFETA..." 
(NÚMEROS 11:29). "TODOS PODEIS PROFETIZAR..." (1 CORÍNTIOS 14:31).

ESCOLA PARA PROFETAS

Lição 8
Nossa Vida Devocional

Deus não pode ser culpado dos problemas da nossa vida devocional. Deus está falando, mas pode ser que você não esteja ouvindo. Deus está operando, mas talvez você tenha paredes levantadas contra aquela operação do Senhor. Deus está abençoando e derramando do Seu Espírito, mas pode ser que você tenha um guarda-chuva armado que impede que essas bênçãos o alcancem. Em nenhuma outra época, Deus deu tanta sabedoria como está dando agora, mas pode ser que você não esteja recebendo, como deveria estar, a direção e orientação essenciais do Espírito Santo. A culpa pode ser inteiramente sua. Deus é um refúgio e fortaleza, mas assim mesmo pode parecer que você não tenha defesas contra as coisas que têm vindo contra você.

Como é que podemos enriquecer a nossa vida devocional, nosso caminhar com Deus? Em primeiro lugar, é uma questão de sintonia. Precisamos ter percepção das coisas que temos, da parte de Deus. Precisamos nos sintonizar com elas. Eu não sei das coisas que estão acontecendo no mundo, porque não estou sintonizado com elas. Contudo, há outras coisas de que tenho uma percepção muito maior.

Tenha consciência do Senhor e da Sua presença. Jesus nos diz em Mateus 18:18-20: Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra, terá sido ligado céu, e tudo o que desligardes na terra, terá sido desligado no céu. Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem(isto não é oração em voz alta, apenas concordância) a respeito de qualquer coisa que porventura pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai que está nos céus. Porque onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou no meio deles. Dois ou três cristãos podem se reunir orando, sem que este princípio opere eficientemente. Quando esses dois ou três que oram tiverem a percepção de que Jesus está no meio deles, então as coisas acontecerão. E o que acontece com os outros dois ou três? Deus também está no meio deles, mas eles não têm consciência disso.

Precisamos praticar a presença do Senhor. Uma vida devocional rica não acontece automaticamente só porque Deus permite que um sol especial nasça em seu céu, e durante todo o dia você ostenta um resplendor mais brilhante; ela se manifesta porque você se sintoniza com Deus. Chegai-vos a Deus e ele se chegará a vós outros.Tiago 4:8. O Senhor está presente em toda parte, mas precisamos desenvolver uma percepção da Sua presença. Para aqueles que iam sair para pregar o evangelho, Jesus disse: E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século.Mateus 28:20.

Em um determinado culto, muitos não têm consciência da Sua presença. Na proporção em que têm consciência disto, recebem a bênção daquele culto. Alguns dirão: “Não recebi muito neste culto,” enquanto outros que tiveram a percepção do que estava se passando no Espírito, bebem daquela experiência profundamente. E por isto recebem muito.

Jesus ensina a coisa que o Pai mais procura: Disse-lhe Jesus: Mulher, podes crer-me, que a hora vem, quando nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não conheceis, nós adoramos o que conhecemos... Mas vem a hora, e já chegou, quando os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; PORQUE SÃO ESTES QUE O PAI PROCURA POR SEUS ADORADORES. João 4:21-23. Você pode fazer as suas orações, “passar o rosário” durante horas seguidas, sem obter nada além de um rosário quente. As pessoas que oram aos santos, fazem-no porque não têm consciência do Senhor. Deus não é real para elas. Se pudessem sintonizar no que Cristo e Deus são, conhecê-lOs, perceberiam que Cristo não está dependurado em uma parede, nem num templo físico, mas assentado à direita do Pai, em glória e majestade, com toda a autoridade no céu e na terra.

Grande parte da Cristandade não está consciente de quem é o Senhor, ou do que aconteceu a Ele. Ao falar do fim dos tempos, Daniel profetizou: O povo que conhece ao seu Deus se tornará forte e ativo.Daniel 11:32b. A sua percepção os levará a conhecer realmente o Senhor. Conheçamos, diz o profeta, e prossigamos em conhecer ao Senhor... e ele descerá sobre nós como a chuva...Oséias 6:3. Os salvos muitas vezes perguntam: “Por que é que eu não tenho fome de Deus?” É porque não há uma consciência, uma percepção clara do Senhor; não aprenderam a sintonizar a Sua presença. Isto não é conseguido pelas coisas mecânicas que você faz, tal como resolver levantar-se às quatro da madrugada para orar. Depois que você faz isso algum tempo, começará a ficar com tanto sono que com dificuldade conseguirá trabalhar, durante o dia. Toda a vez que você precisa forçar-se a fazer algo, terá problemas.

Muitas vezes os homens se esforçam muito para ficar em boas condições físicas, mas se abandonarem o seu programa de exercícios durante um mês, logo estão fora de forma outra vez. Você nunca vê um gato ou um cachorro fazendo ginástica ou levantando peso, mas eles estão sempre em forma. Contudo, você os vê se espreguiçando um pouco, depois de acordarem. Todos os animais sabem instintivamente como se manterem em boas condições. Se você desenvolver essa percepção do seu corpo, quase inconscientemente você poderá praticar as melhores condições físicas, mantendo uma boa postura e vigor muscular. Deve haver uma forma de aprender a incorporar bons hábitos de postura e de exercício às nossas atividades diárias. Sempre que a postura for relaxada, afetará a nossa respiração e todas as outras funções do corpo, e não muito depois sentimo-nos cansados sem trabalhar. É melhor fazer exercício sem movimento, do que ficar cansado sem trabalhar.

O mesmo princípio se aplica espiritualmente. Às vezes algumas pessoas resolvem reservar uma semana para jejuar, orar e buscar a Deus. Elas passam fome, e no fim da semana, sentem-se um pouquinho mais espirituais do que se sentiam por muito tempo. Mas gradualmente elas retornam à trilha batida (rotina), e depois de um mês não se verifica nenhuma evidência de modificação em sua vida. Todos concordam que o atleta de fins de semana causa muito dano ao seu corpo. Qualquer pessoa que passe a semana inteira sem exercício, e então gasta o domingo jogando tênis ou futebol, está se preparando para um ataque de coração. Porém, se gastar um pequeno espaço de tempo, todos os dias, fazendo ginástica, corrida, ou alguma atividade semelhante, conservar-se-á em condições e não sofrerá prejuízos com um esforço demasiado. Outra vez, a mesma coisa é verdadeira espiritualmente. Se você deseja caminhar com Deus, precisa manter uma consciência do Senhor vinte e quatro horas por dia, todos os dias; e não apenas “ligar-se” de vez em quando para poder profetizar, ou cantar um salmo, ou ministrar.

Quando eu era mais jovem, passava muito tempo de preparação, antes de pregar um sermão, como se estivesse estudando para um exame. Depois, aprendi uma melhor forma. Aprendi a andar com o Senhor e ter comunhão com Ele; e da riqueza do que o Senhor estava falando ao meu espírito, originou-se um rio. E não é repetido e maçante. Sempre há algo de novo nas Escrituras que temos aprendido em nossas comunidades, porque verdades novas estão constantemente vindo neste mover do Espírito. Não é questão de preparar sermões, mas de caminhar com Deus. Você não pode ser nada além do que é vinte e quatro horas por dia. Fazer um esforço extremo de vez em quando pode ser perigoso e exaustivo. Na verdade, é uma coisa tola. Alcance este nível e permaneça nele!

Mantenha essa percepção do Senhor. Quando ficamos demasiadamente conscientes das circunstâncias que nos rodeiam, elas nos atingem e nos derrotam (Pedro afundou-se no mar, quando tirou seus olhos do Senhor). Mas se temos consciência do Senhor o tempo todo, adquirimos forças. Não importa quão adversas sejam as circunstâncias, ou quão terríveis os assaltos, a consciência do Senhor nos sustém, e não ficamos exaustos ou derrotados por ela.

Permitam que eu relacione OITO FATORES que podem desenvolver a sua percepção ou consciência do Senhor. Aqui lhe mostrarei o exercício das Escolas de Profetas. Esta, por sua vez, ajudá-los-á apreciavelmente em sua vida devocional, em seu caminhar com o Senhor e no seu crescimento espiritual.

1. Para estar consciente do Senhor, você precisa estar consciente dos seus privilégios em Cristo. Efésios 1:3 a 6 nos diz que somos abençoados com todas as bênçãos espirituais nos lugares espirituais em Cristo Jesus. Creia nisso! Não se aproxime do Senhor lamentando-se e mendigando, porque então você não estará enfrentando as circunstâncias e os problemas como um verdadeiro cristão. “Ó Deus, ajuda-me; o inimigo está vindo contra mim como uma inundação. Ó Senhor, eu estou tão derrotado”. Na realidade, isso não é oração, mas apenas os lamentos de um covarde. Muitas das orações do povo de Deus são feitas sem nenhuma consciência dos seus privilégios em Deus, do que o Senhor já lhes deu todas as bênçãos espirituais nos lugares celestiais. Em vez de apropriar-se disso com confiança, ficam subjugados pela aparência das circunstâncias (leia atentamente, e medite, sobre a passagem de 2 Pedro 1:1-11).

2. Esteja consciente da sua posição no Senhor e no Corpo de Cristo. O inimigo consegue alcançar pessoas que estão se movendo em Deus, mas que não têm esta consciência; pelo contrário, se sentem reprovadas e isoladas. Elas dizem: “Ninguém me ama. Vou acabar comendo vermes.” E é isso mesmo o que sentem, porque não percebem qual é a sua posição no Corpo. Conseqüentemente, se retraem em seu espírito. Todos estes ardis do diabo só têm sucesso contra a pessoa que não percebe qual é a sua posição no Senhor e no Corpo. Não acontece com qualquer pessoa que saiba onde está. Lembre-se de que você fracassará para com Deus e para com o Corpo, quando agir independentemente e inibido.

3. Esteja consciente das profecias e do que o Senhor já falou sobre você – (1 Timóteo 1:18, 194:13-16). Aquelas profecias e palavras que vieram para todo o Corpo, bem como as que vieram para você, pessoalmente. Como é que você pode desenvolver esse maravilhoso caminhar com Deus, se não tiver consciência delas, e conseqüentemente ficar sempre esperando que Deus lhe dê uma palavra? É verdade que buscamos continuamente uma palavra do Senhor, mas não como alguém que está desamparado, vagueando, desabrigado, procurando refúgio. Não estamos buscando uma palavra do Senhor porque não temos uma palavra – mas porque temos a devida percepção das palavras que já recebemos. Se você não tem a percepção de uma palavra de profecia, sente-se como um homem que está se afogando, gritando desesperadamente: “Oh, se eu apenas tivesse uma palavra a que me agarrar!” As pessoas que estão neste Corpo, que já entraram em um caminhar com o Senhor, não estão desesperadas, buscando uma palavra; elas têm os pés firmados solidamente na palavra que já veio, e estão avançando para a próxima palavra. Pelo fato de terem crido nas palavras que já vieram, podem crer a fim de receber outra palavra. Para desenvolver essa devida percepção das profecias, repita-as, pense nelas, medite nelas. Baseado nas profecias e na palavra do Senhor que você já recebeu, e que está se cumprindo, você avança para outra profecia e outra palavra.

4. Desenvolva uma consciência das promessas de Deus. As profecias geralmente vêm através da ministração sobre você ou sobre o Corpo, falando de coisas do futuro; mas as promessas do Senhor abrangem uma extensão ainda mais vasta, porque incluem todas as passagens bíblicas que o Senhor vivifica para você. É por causa das promessas de Deus que você é rico. Você pode descansar nelas, confiar nelas em qualquer tempo. Toda vez que chove, você olha para o céu e vê um arco-íris, se lembra da promessa que Deus fez. Há certas promessas preparatórias que são dadas sem acepção de pessoas. Elas pertencem a todo o mundo - neste caminhar ou fora deste caminhar. Qualquer pessoa que deseje crer nas promessas será enriquecida por elas. O cristão médio luta com um sentimento de pobreza que precisa ser repreendido e amarrado. Deus escolheu os pobres deste mundo para serem ricos em fé e herdeiros do Reino, Tiago 2:5. Firme-se nas promessas e creia nelas. É uma condição, um modo de ser.

O que é que faz um homem sentir-se bem, e o outro se sentir miserável? Um sentir-se rico e o outro pobre? Hoje em dia a carteira do homem rico contém pouco dinheiro; contudo, a sua coleção de cartões de crédito o levará ao redor do mundo. O homem pobre não tem cartões de crédito. Ele está bem consciente de que os poucos dólares que tem no bolso é todo o dinheiro que tem. Quando você apresenta um cartão de crédito, ele é honrado, e nenhuma pergunta é feita. Você pode viajar ao redor de todo mundo, hospedar-se nos melhores hotéis e comer pratos dignos de um rei, durante trinta dias! Mas chega o dia primeiro do mês, e ai de você!

Isto não é verdade em relação às promessas “cartão de crédito” de Deus. Quantas bênçãos tangíveis e quanta segurança estão à nossa disposição, por causa das promessas de Deus! Mas, porque não percebemos a provisão e a riqueza das Suas promessas, consideramo-nos como indigentes. Podemos ler, e assim mesmo não ver! Escolhemos uma promessa e a colocamos em um quadro, na parede, dizendo: “Oh, não é uma promessa maravilhosa?” Vá cobrar essa promessa! Adquira a percepção da riqueza das promessas de Deus. É isto o que significa um caminhar com Deus - estar constantemente consciente de Deus. Isto é que faz com que você permaneça sempre alerta, pensando: “Como é que eu vou cobrar esta promessa? Como é que posso obter uma daquelas alimárias aos milhares sobre as montanhas?” (Salmo 50:10). Senhor, dá-me um laço de fé, porque eu quero ter um bife para o jantar.” Desenvolva a sua percepção a respeito das promessas do Senhor.

5. Você precisa estar consciente da sua proteção e defesas. É algo que você precisa desenvolver. Eu sou obrigado a tentar, pois não sou pessoa do tipo que faz isto por natureza. O ministério não me sobreveio em um momento, mas veio por causa da minha compaixão pelo povo e o desenvolvimento da minha percepção acerca do que lhes está acontecendo. Você pode fazer a mesma coisa. Torne-se cônscio da proteção e das defesas que você tem no Senhor. Confie nelas. O medo fará com elas sejam como uma névoa que desaparece. Confiança nelas fará com que elas sejam como uma rocha inabalável, um Monte de Sião. As defesas do Senhor são fortes para aqueles que colocam a sua confiança em Deus. Ele é um refúgio e uma fortaleza para os que n’Ele confiam. O Senhor é aquilo que você crê que Ele é. Deus tem tantas tarefas, mas nenhuma delas será manifesta a você, a não ser que você creia. Se você se aproximar do Senhor, Ele se aproximará de você.

Muitas igrejas pregam Jesus Cristo como Salvador. Porque enxergam esse aspecto d’Ele, recebem isso. Pode ser que elas ignorem as verdades acerca do Seu senhorio, da segunda vinda, da cura divina; pode ser que ignorem que o Senhor dá o Espírito Santo. Elas vêem Jesus apenas como Salvador, e aquilo que enxergam, é o que buscam. Elas tornam Deus real naquele ponto. As pessoas que entram ali são salvas por uma revelação do Senhor como Salvador do pecado, porque a igreja prega naquele nível. Se você for lá, perguntará: “Por que é que eles não ensinam algo mais profundo? É porque não enxergam nada mais em Deus. Enxergam só um aspecto d’Ele. Algumas igrejas vêem o Senhor também como Batizador do Espírito Santo, e é isto o que pregam”.

Quando entramos neste caminhar, e começamos a adorar, recebemos uma revelação de Jesus como nosso Senhor. Ele será para você apenas o que você crê que Ele é, o que enxerga n’Ele. Se você vê o Senhor como seu médico, ficará curado. Se você vê o Senhor como o Batizador do Espírito Santo, será cheio do Espírito Santo. Se você vê o Senhor como seu refúgio e fortaleza, Ele será o seu refúgio e fortaleza. Se você vê o Senhor como o seu escudo e broquel, terá um escudo e broquel. Quando qualquer aspecto determinado do Senhor é real para você, e você é cônscio dele, ele operará em sua vida. E por isto devemos examinar as Escrituras procurando a maior revelação do Senhor que consigamos ter. Ele pode ser tudo isto para nós. (II Co 3:18)

6. Intimamente relacionado com isto - embora do lado negativo - está a necessidade de se tornar consciente dos principados, nossos inimigos espirituais.Hebreus 5:11-14. Algumas pessoas sofrem dias a fio com uma dor de cabeça, não percebendo que ela é causada por uma opressão demoníaca. Elas estão tão alheias que não sabem quando o diabo as está atacando. A percepção espiritual é uma chave muito importante para a vitória espiritual. Você pode estar andando debaixo de uma nuvem, pensando que o dia ainda não raiou, sem perceber que os pensamentos negativos não são seus. O dia é horrível porque você permitiu que fosse horrível. Se acordar para os seus privilégios e também para os principados e potestades espirituais que estão batalhando contra você, poderá repreendê-los e amarrá-los em nome do Senhor.

Precisamos cultivar uma percepção da ação do diabo, não tanta que venhamos a ter uma pequena percepção do Senhor, pois a percepção do Senhor deve ser predominante. Contudo, devemos estar conscientes também do que Satanás e seus emissários estão fazendo, de forma que possamos amarrá-los em nome do Senhor. Estou continuamente capacitado para ajudar os outros, porque tenho uma grande percepção do que está acontecendo a eles, até mais do que eles mesmos. Ore para que o Senhor o ajude a desenvolver essa percepção.

7. Aprenda a ORAÇÃO DE ESCUTA, ou esperar no Senhor, pois esta é uma chave importante (Viva por um tempo o Salmo 131). Converse com o Senhor, e depois escute para ver se Ele tem algo a lhe dizer. Perceba o que o Senhor está falando. Muitos de vocês falam com o Senhor da maneira como algumas pessoas falam quando são chamadas no telefone - como se cada palavra custasse caro. Esperam obter uma linha desocupada para poderem dizer ao Senhor o que fizeram de errado, e como sentem tê-lo feito. E então dizem: “O, Senhor, eu me sinto muito melhor agora,” e colocam o fone no gancho. Por que não deixam que Ele responda? Por que não esperar uma resposta - mesmo que seja aquela voz mansa e delicada? É que não oraram realmente até obter resposta, e não tocaram a orla do Seu manto, nem sentiram a virtude da Sua presença e poder fluindo para vocês. A oração de escuta começa depois que as orações se esgotaram, depois que tudo foi dito; daí você diz: “Que tal isto, Senhor?” E Ele falará com você. Ele não é tão loquaz para com alguns de vocês. Mas vocês podem encorajá-lO. Se você disser: “Senhor, em Tua palavra Tu dizes que és um auxílio bem presente na angústia. Agora estou angustiado, e Tu estás presente aqui, comigo. Muito obrigado, Senhor.” Logo Ele dirá: “Sim,” e você sentirá que Ele está aí mesmo, com você. Tudo isto faz parte da sua vida devocional. Abra o seu coração para estas verdades. É tão simples fácil de fazer, mas ainda assim temos a tendência de complicar tudo.

Não concebo como alguém pode gozar de um caminhar com o Senhor, se não puder comunicar-se com Ele. A falta de comunicação é apresentada como primeira razão para o fracasso no casamento. O que isso quer dizer? A esposa diz ao seu marido: “Precisamos ter uma conversa.” O que realmente quer dizer é que tem algo a dizer, e que ele precisa escutar. A mesma verdade se aplica quando você ora ao Senhor. Você pode dizer: “Vou orar a este respeito. Vamos conversar sobre isto, Senhor.” Realmente, você quer dizer que vai informar o Senhor em que é que Ele não está fazendo Sua obra direito.

8. Este inclui todos os outros sete fatores, não obstante, é algo distinto em si próprio: a presença do próprio Deus. Não há nada que você possa fazer para cultivá-la. Algo em seu espírito tão somente sintoniza com o fato de que Deus está com você. Muitas pessoas estão tão despercebidas da presença do Senhor, que é necessário um acidente ou morte, uma emergência ou algum problema para fazê-las reconhecer que Ele está ali. Enquanto tudo vai bem, deixam o Senhor completamente fora de cogitações. Não têm nenhuma percepção da presença d’Ele. Mas basta passar por um período de dificuldades financeiras ou outros problemas, e começarão a buscar a Deus, abrindo-se para Ele.

A guisa de ilustração, eu me lembro de uma profecia que veio sobre um irmão. O Senhor lhe disse: “Por muitos anos, quando Eu lhe abençoei, você deixou de buscar a minha face; mas quando permiti que as tribulações aparecessem, você buscou a minha face.” Era verdade. Quando Deus o abençoou ele se distraiu com empreendimentos financeiros, e logo a sua vida devocional ficou negligenciada. A única época em que ele ficou espiritual foi quando Deus o apertou contra a parede. Alguns de vocês estão na mesma situação, e enquanto o Senhor não exercer um pouco de pressão sobre você, não parece que você está entendendo a sua relação para com Ele. Só quando você sente que Ele está colocando o Seu dedo em  algum lugar dolorido e que algo está errado, é que você clama ao Senhor. Por que é que você não clama com regozijo ao Senhor quando não há problemas? Quando não há nada de que se sentir culpado, e não há nada exercendo pressão sobre você? Quando você não está zangado com ninguém nem está sendo perseguido por ninguém? Não permitamos que o Senhor crie problemas e situações difíceis antes de buscarmos a Sua face. Busque-O em qualquer circunstância. Certa vez, um velho pregador começou a orar assim: “Senhor, ensina-me a orar a qualquer custo.” Imediatamente ele pensou no que havia dito, e clamou: “Não se importe, Senhor; esqueça essa oração. Eu vou orar.” Se você orar: “Ensina-me a orar a qualquer custo,” Ele o fará da maneira mais difícil, fazendo as coisas esquentarem. Aprenda a orar da maneira mais fácil. Faça isto! Busque a face do Senhor.

Há alguns subsídios que ajudarão você a desenvolver a sua vida devocional e o seu crescimento no Senhor. Leia as Escrituras. Ore bastante. Espere no Senhor. Entoe cânticos no Espírito. Adore no Espírito. Todas estas atividades ajudarão, mas elas podem ser exercidas quase mecanicamente, sem a consciência da presença e da pessoa do Senhor. Você pode profetizar e estar consciente da profecia, mas não do Senhor. Você pode cantar um salmo, consciente de que está cantando um belo salmo, mas não consciente do Senhor a quem está cantando. A memorização de textos bíblicos pode tornar-se meramente uma atividade de rotina. Você pode ler grandes trechos da Escritura, ficar entusiasmado com a Palavra, contudo não ter a percepção do Senhor em tudo o que ler. A  sua vida devocional pode incluir memorização da Escritura, leitura da Bíblia, oração, cântico de salmos, profecias dadas na casa do Senhor, adoração em todos os cultos, a ato de esperar no Senhor - e assim mesmo pode não ser muito rica, porque não há uma grande percepção do Senhor. Pode ser que você esteja fazendo todas estas coisas, mas não tem muita coisa de um caminhar com o Senhor.

Precisamos desenvolver essa percepção, essa consciência do Senhor. Ponha isto bem na sua mente, porque senão poderemos trilhar o caminho seguido por todos os movimentos que houve antes de nós, a ponto de as coisas que fazemos se tornarem expressões mecânicas de um povo que nem conhece o Senhor. Em uma igreja após outra eles estão repetindo hinos e rituais e uma liturgia que aprenderam, mas não conhecem o Senhor que está por detrás disto. Neste caminhar, dependemos completamente de uma percepção do Senhor. Ele é o nosso Senhor, e nós andamos com Ele.

Os problemas que contribuem para ficarmos despercebidos incluem paredes, restrições e opressões. Enquanto estiver andando com o Senhor, você pode levantar uma parede tão somente mediante alguma honestidade, excluindo desta forma o Senhor, e a consciência da Sua presença, sem que isto seja intencional. Certas restrições podem LHE ser ministradas por pressões e por outras pessoas. Sempre que isto acontecer, busque o Senhor de todo o coração. Defenda diligentemente a percepção que você tem, e procure aumentá-la.

Não pense que uma certa posição é necessária para orar. Eu procuro propiciar variedade à minha vida devocional. Muitas vezes uso um banquinho de oração, e naquela posição me sinto confortável durante uma ou duas horas. A título de mudança me levanto e caminho pelo aposento. Se fico com sono, tomo um banho frio. O seu espírito despertará depressa debaixo da água fria. Faça algo diferente. Não se permita cair numa rotina.

As atividades mecânicas que muitas vezes associamos a nossa vida devocional, só têm significado quando as chaves desta mensagem são aplicadas. Temos uma vida devocional errada, quando pensamos que o fato de fazermos aquelas coisas mecânicas vai nos levar à percepção da presença de Deus. Isto foi o que o Senhor trouxe à luz em Mateus 7:22: Muitos, naquele dia, hão de dizer-me: Senhor, Senhor! porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi explicitamente: Nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade.Eles passaram por aquelas experiências, e aparentemente os seus ministérios eram abençoados; mas não tinham a percepção do Senhor ou comunhão com Ele. Não estavam sendo dirigidos na ordem que Ele estabeleceu.

Muitos cristãos preferem vir pedir oração ou conselho aos presbíteros e ministérios, quando deveriam contar ao Senhor; Ele conhece a resposta. Precisamos ter consciência de que o Senhor sabe, e se pararmos e escutarmos, Ele nos falará. Isto é esperar no Senhor.

Muitos salvos, ao procurar levar alguém a Cristo, enfatizam o fato de que eles precisam ter consciência de que são pecadores, quando realmente o que eles precisam ver é Cristo. Isaías viu o Senhor, e foi isto que o convenceu do pecado.

Reino Net

voltar para Lições da Escola

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||