11. Libertação I e II (Estudo Bíblico)

E-mail Imprimir PDF

Libertação
(Primeira Parte)

Textos bíblicos: Is 42:6-10; Jo 8:31-48.

I.        Que é Libertação?  Libertação bíblica é a abolição 
da escravatura espiritual na sua vida. 
Essa escravidão pode ser causada por:

1.    Pessoas.

2.    Circunstâncias.

3.    Demônios.

4.    Enfermidades físicas.

5.    Problemas e desejos íntimos.

6.    E até pelas coisas boas, usadas em excesso.

II.       Como é ministrada a libertação?

A grande dificuldade em ministrar libertação está em descobrir a necessidade exata e definida. Quando a opressão espiritual existe na vida de uma pessoa, ela raramente descobre isto por si própria. Os outros também têm a tendência de avaliar a necessidade da pessoa segundo o seu próprio ponto de vista, e não segundo a revelação do Espírito. Ilustração: os três "amigos" de Jó – Bildade, Elifaz e Zofar.

Se esperamos no Senhor, nossas próprias necessidades podem ser reveladas pelo Espírito - então busque ajuda.

A revelação pode vir também através de outras pessoas, pelo discernimento, pela Palavra de Conhecimento ou de Sabedoria.

1.    Liberte-se de si mesmo.

2.    Conhecereis a verdade.

3.    A ceia do Senhor.

4.    Libertação através de outros.

5.    Libertação por anjos e fenômenos sobrenaturais.

a.     Ló - por anjos. Gn 19.

b.     Hb 3; Dn 3; Dn 6.

c.     Os apóstolos, da prisão. At 5.

d.     Pedro, da prisão, por um anjo. At 12.

e.     Em Filipos, por terremoto. At 16.

III.      Como devemos receber Libertação?

O verdadeiro instrumento de Deus precisa ser aceito. Os servos de Deus podem ministrar apenas onde seu ministério é aceito. Aquele que busca libertação deve mostrar receptividade. Mt 10:40; Pv 1:7; Jo 12:47, 48.

Lembre-se, ainda, que a libertação é ministrada por vasos humildes, como foi com Sansão, Gideão, Jonas e muitos outros personagens bíblicos. I Co 1:26-29.

Nunca olhe para a pessoa que é usada como instrumento de libertação.

IV.      Em todo o capítulo 2 de I Ts, encontramos um  grande exemplo de um espírito reto em ministrar 
e receber Ministração.

V.      Nunca associe a necessidade de libertação com  culpabilidade e condenação:

1.    Lembre-se que ela vem para a glória de Deus. 
Jo 9:1-7.

2.    Lembre-se que ela é prometida para os salvos. 
II Pe 2:9.

3.    Lembre-se de que as dificuldades são comuns aos homens, e a libertação é providenciada. “Não vos sobreveio tentação” (ou dificuldade, ou prova) “que não fosse humana. Mas Deus é fiel, e não permitirá que sejais tentados além das vossas forças; pelo contrário, juntamente com a tentação, vos proverá livramento” (uma saída),”de sorte que a possais suportar. I Co 10:13.

Para Decorar: Sl 46:1.

Libertação
(Segunda Parte)

Textos Bíblicos: Dt 7; Dn 11:32-35 e 12:10.

I.        O que Deus está fazendo e o que Satanás está  fazendo. Dn 12:10 e 11:32-35.

1.    Deus está purificando ("branqueando") e 
provando os santos.

2.    Satanás está incitando os ímpios a agirem 
impiamente.

II.       Satanás e seu poder.

1. Nomes dados a Satanás pelas Escrituras:

Appolyon, o acusador dos irmãos (Ap 12:10);

Adversário (I Pe 5:8);

Belial (II Co 6:15);

Belzebu (Mt 12:24);

O diabo (Ap 12:9);

O deus deste século (II Co 4:4);

O príncipe dos demônios (Mt 9:34);

O príncipe das potestades do ar (Ef 2:2);

Príncipe deste mundo (Jo 14:30);

A serpente (Ap 12:9);

O maligno (I Jo 2:13).

2.    O poder de Satanás:

Cega a mente dos incrédulos. II Co 4:3-4.

Poder, sinais e milagres mentirosos. II Ts 2:9.

Nós lutamos contra. Ef 6:12.

Por três vezes Jesus o chama: “...o príncipe deste mundo”.

Paulo o apelida: “... o deus deste século”, e “o  príncipe da potestade do ar(grego: atmosfera de pensamentos, Ef 2:1-3).

3.    Espíritos demoníacos de Satanás:

Príncipe do poder do ar. Ef 2:2.

Rei sobre os poderes demoníacos. Ap 9:11.

Nossa luta. Ef 6:12.

Os demônios são numerosíssimos e procuram se encarnar em homens e animais. Enchem  a “atmosfera”. Há exemplos bíblicos de possessão coletiva de 3 a 6 mil demônios em um homem. Opressão demoníaca: especialmente contra os santos (física e espiritualmente).

Nota: Diferentes naturezas e personalidades de demônios: espírito familiar, de ciúmes, de sadismo, de dor, de mentira, de soberba, de perversidade, sonolência, tristeza, prostituição, impureza, impiedade, sedução, mudez, surdez, obscenidade, enfermidade, escravidão (por exemplo, de vícios), desmaios (sono profundo), espírito do anticristo, de erro, de crítica, de medo, luta e divisão.

III.      Cristo ganhou vitória sobre o pecado e sobre Satanás, e nos dá autoridade sobre estes poderes satânicos e demoníacos. Mt 28:12-20; Mc 13:34; Lc10:17-19. Em Sua cruz, Cristo cancelou os direitos de Satanás sobre a terra e sobre a humanidade.

IV.      Podemos usar e exercer a vitória de Cristo sobre todos os demônios e enfermidades, pela nossa unção para usar o nome de Jesus.

          Jo 12:31; 16:7-14; Dn 7:13-18, 21, 22, 25-28; Mt 16:19.

V.      Desde que a sua vida está "vazia" da opressão  demoníaca, deixe Cristo "encher" a sua vida. 
Um "vácuo espiritual" é perigoso. 
Mt 12:43-45; Tg 4:7

Para Decorar: I Jo 3:8.

Share/Save/Bookmark

 

Acampamento Rib. Preto

AlugaM-se Acampamento em Ribeirão ...

 

Acampamento Salvador

AlugaM-se Acampamento em Salvador...

 

Acampamento Uberlândia

AlugaM-se Acampamento em Uberlân...

 

Acampamento Ibiúna (SP)

ALUGA-SE ACAMPAMENTO EM IBIÚNA(I...
You are here