02 - Seção II - Os Dons Ministeriais da Igreja (Ef 4:11-16)

LIÇÃO II APÓSTOLOS

Leituras bíblicas:
I Co 12:28; Ef 4:11-16; 2:19,20

Em Efésios capítulo 4, Paulo traça todo o plano de Cristo para edificação de Sua Igreja, Seu Corpo. De medida em medida, o Corpo vai amadurecendo até chegar à estatura da varonilidade. Para este fim Ele mesmo conceceu à Igreja os cinco Ministérios Fundamentais: apóstolos, profetas, evangelistas, pastores e mestres. Estes ministérios são revestidos do dom e capacitação divina para aperfeiçoar (grego: equipar) os santos, promovendo unidade da fé e do conhecimento. Também são responsáveis por elevar os membros do Corpo de um estado de infantilidade e inconstância espiritual para um estado de maturidade, em Cristo.

I. Quantos apóstolos?

Quantos apóstolos chamou Jesus antes de ser crucificado,e qual era a sua missão?

Mt 10:1-8; 19:28-30; Lc 9:1-6; At 1:12-26, esp. v. 22

II. Cristo deu apóstolos à Igreja.
Cristo deu apóstolos à igreja depois de Sua ascensão. Ef. 4: 11-16. Ele mesmo concedeu uns para apóstolos. "Concedeu" está no tempo aorista grego, indicando que a ação foi aplicada no passado, alcança o presente, e se estende até o futuro. Assim Jesus concedeu apóstolos, está concedendo apóstolos, e continuará a conceder apóstolos durante a era da igreja.

III. Homens chamados Apóstolos.

Os homens que foram chamados apóstolos, além dos doze, são:

A - Barnabé e Paulo. At. 14:4, 14; I Co 9:5,6; Rm 1:1.

B - Andrônico e Júnia. Rm. 16:7.

C - Tito. II Co 8:23 - "são mensageiros" é tradução viciada. No grego está "é apóstolo".

D - Epafrodito. Fl 2:25 - deve ser "apóstolo" e não "mensageiro".

E - Paulo, Silvano e Timóteo escreveram I Tessalonicenses (I Ts. 1:1) e Paulo deixa entrever que todos os três, ao lado de Silas (que também era profeta), eram apóstolos. I Ts 2:7 (apóstolo).

F - Os quatro irmãos do Senhor. I Co 9:5; 15:5-8; Gl 1:19.

 É possível que todos os quatro fossem apóstolos.

G - Apolo e Sóstenes. I Co 4:9 (veja v. 6). Note que Sóstenes foi co-autor da epístola. I Co 1:1.

H - Todos os apóstolos. I Co 15:5-7. Naturalmente, há um grupo conhecido como "os doze" e outro grupo mais amplo, conhecido como "todos os apóstolos".

Alguns destes mencionados, podem ser vagamente identificados; mas é óbvio que há muitos apóstolos ao lado dos doze primeiros.

IV. Reconhecimento de um Apóstolo.

O Chamado, as qualificações, a função, e a autoridade.

A - Veja a sua comissão, autoridade, poder, e depois o fruto. I Co 9:1,2.

B - Sinais de um apóstolo: "com toda a persistência, "sinais e poderes miraculosos. II Co 12:11-12.

C - O apostolado é baseado em uma comissão específica dada pelo Senhor Jesus Cristo, com uma autoridade definida e capacidade espiritual para cumprir o ministério.

D - No Novo Testamento, a disciplina tanto corretiva quanto punitiva, era iniciada pelos Apóstolos. At 5; I Co 5; I Tm 1:18-20.

V. Apóstolos Néo-Testamentários.
     Aos apóstolos do Novo Testamento eram atribuídas "áreas" definidas de ministério e responsabilidade.
A. Paulo é enviado aos gentios. Rm 11:13.
B. Pedro é enviado aos judeus. Gl 2:7-10.

Você acha que isto também se refere aos apóstolos hodiernos?

VI. Fundamento da Igreja.

Em que sentido você acha que o apóstolo e o profeta são o fundamento da igreja? Ef 2:19-22, 3: 1-12, esp/vv. 5 e 6 mostram que o mistério de Cristo fora escondido das épocas, mas revelado aos apóstolos e profetas, no Espírito. O mistério era que os gentios podiam ser incluídos no Corpo de Cristo.
1Co 3:10-17. Aqui Paulo enfatiza que ele lançou os fundamentos da fé em Cristo Jesus.

VII. O ministério dos Apóstolos hoje.

Pode ser que a restauração esteja esperando que o ministério dos apóstolos seja estabelecido na igreja, outra vez?

LIÇÃO III

PROFETAS

Leituras bíblicas: 
Ef 2:19,20; 4:11-16; I Co 12:28.

I. Cristo deu profetas à Igreja.

Cristo deu profetas à Igreja depois da Sua ascensão. 
Ef. 4:11.

II. O que é um profeta?

Um profeta é um enviado de Deus, ungido e apontado por Deus para ser Sua porta-voz, e para falar a Sua Palavra. Hb 1:1,2; II Pe 1:20, 21; II Re 17:13.

O profeta não apenas tem a Palavra de Deus para falar, mas é também revestido com revelação, predição, palavra da ciência, palavra do conhecimento, com um ministério de sinais (sinais e maravilhas e milagres). Assim, uma combinação dos novos dons, mais a autoridade divinamente outorgada do ofício de profeta. distingue o profeta dos membros do Corpo de Cristo que podem profetizar sem serem profetas.

III. Profetas citados no Novo Testamento:

A - Aqui, o ministério de profeta é encontrado em múltiplos, como um ministério e ofício necessário na igreja local, embora possam ser enviados profetas a outras igrejas locais, ou operarem com os apóstolos em um "grupo apostólico" (Equipe Apostólica). I Co 14:29-33. Não é bíblico nem está na ordem divina que os ministérios andem ou se movam sozinhos: "é melhor serem dois do que um". Então, o que vemos é uma Equipe Apostólica se movendo, o que dá mais segurança ao mover de deus: Apóstolo, profetas, evangelistas, pastores e mestres.
B - Profetas enviados de Jerusalém. At 11:27 (Ágabo).
C - Profetas e mestres na igreja de Antioquia. At 13:1.
D - Judas e Silas eram profetas. At 15:32.

E - Profetas em Tiro. At 21:4.
F - Ananias não era um profeta? At 22:12-15.
G - Agabo era profeta. At 21:10-13.

IV. Os profetas ministram um múltiplos.

De acordo com I Co 14:29-32, os profetas devem ministrar em múltiplos - dois ou três. Porque isto? Para evitar erro e vaidade. Note ainda a poderosa influência de numerosos profetas. I Sm 19:10-24.

V. Profetas do Novo e do Velho Testamentos.

Há uma diferença básica entre o profeta do Velho Testamento e o profeta do Novo Testamento? Tanto no Velho como no Novo Testamento, o profeta não é um ministério e um ofício espiritual?

VI. Cuidado com os falsos ministérios.
A - Falsos apóstolos. II Co 11:13-15; Ap 2:2.
B - Falsos profetas. Mt 24:11,24; II Pe 2:1; I Jo 4:1-3.
C - Falsos mestres. II Pe 2:1.

VII. Como distinguir o profeta verdadeiro do falso?
Jo 7:11-18; Mt 7:15-23.

VIII. Lugar do profeta do fim dos tempos.
A - A terra conhecerá que a palavra-espada do Senhor na boca dos profetas matará a muitos. Os 6:5.
Note que Oséias 6:1-3 se refere ao derramamento do Espírito Santo no fim dos tempos, e à volta (parusia) do Senhor.
B - Não havendo profecia o povo se corrompe - visão e profecia são a mesma palavra hebraica. Pr 29:18.
C - O segredo das cousas vindouras escondido com os profetas e apóstolos. Am 3:7-8.
D - "Não toqueis nos meus ungidos nem maltrateis os meus profetas" Sl 105:15.
E - Receba um profeta e receberá galardão de profeta. Mt 10:40-42.

LIÇÃO IV

EVANGELISTAS

Leituras bíblicas:
Ef. 11-16; II Tm 4:1-5.

I. O que é um evangelista?

A palavra "evangelista" significa "alguém que anuncia boas novas". A palavra é usada três vezes no Novo Testamento. Ef. 4:11; At 21:8; II Tm 4:5. O verbo "evangelizar" é usado freqüentemente no Novo Testamento, e significa "declarar boas novas" ou "pregar o evangelho".

Do estudo de Filipe, o evangelista, concluímos que o ministério de evangelista parece ser semelhante qualitativamente ao ministério de profeta, exceto que o evangelista possue ministério de profeta, exceto que o evangelista possue ministério mais especializado e menos compreensivo do que o de profeta. Grandes sinais seguiram o ministério de Filipe. At 8:5-7.

II. Trabalho de evangelista.

Paulo faz a Timóteo a exortação para fazer o trabalho de evangelista.

II Tm 4:1-5. Timóteo era evidentemente um apóstolo, pois Paulo, Silvano e Timóteo escreveram I Ts (I Ts 1:1). Paulo deixa entrever que os três, ao lado de Silas (que também era profeta) eram todos apóstolos (I Ts 2"6). Assim, parece que Timóteo era apóstolo e evangelista. Estude I e II Timóteo, e note que as instruções dadas a Timóteo incluem tanto o ministério de apóstolo como o de evangelista.

III. Evangelistas do Novo Testamento.

O melhor estudo do evangelista do Novo Testamento é encontrado nas referências a Filipe. At 8:4-40; 21:8.

A - Filipe pregava Cristo. Que o mundo fique sabendo em Quem nós cremos, e não o que nós cremos. At 8:4,5.

B - As primeiras perseguições resultaram na dispersão de testemunhas cheias do Espírito.   
A Igreja Primitiva testificava tão eficientemente  de Cristo, que quando o Apóstolo João morreu (cerca de 100 A.D.), um vigésimo do Império Romano composto de cristãos. O cristianismo se tornou a religião oficial do Estado. Nuca jamais o mundo viu evangelismo tão eficiente, desde a Era Apostólica.  At 8:1-4
Não é verdade que há uma necessidade de evangelistas no sentido néo-testamentário, que exaltem a Cristo, expulsem demônios, curem os enfermos, e façam grandes milagres de fé?

C - Filipe foi-se aos samaritanos, ignorando o preconceito racial entre judeus e samaritanos. At 8:5.

D - Note a eficiência do evangelismo de Filipe. At 8:6-13.

E - Note que Filipe não ministrou o Espírito Santo aos novos convertidos em Samaria, mas os apóstolos Pedro e João desceram de Jerusalém e impuseram as mãos sobre eles, para que recebessem o Espírito Santo. Significa isto que o ministério de Filipe não incluía aquela área de ministério? At 8:14-25.

F - O episódio seguinte registrado a respeito do ministério de Filipe, está em At 8:26-40.

Note como Filipe foi dirigido pelo anjo do Senhor. Seria esta a forma de o Senhor levar o evangelho à Etiópia, país que até hoje é predominantemente cristão? Não parece que há urgência em batizar os novos convertidos nas águas? At 8:35-39.

G - Filipe foi arrebatado pelo Espírito, e lavado  a outra parte do país. Isto emociona a você? At 8:39. Podemos esperar cousas assim em nossos dias?

H - É-nos dado um instantâneo do estado espiritual da família de Filipe em At 21:8-10.         

 

Senhor, dá-nos evangelistas, segundo a Sua nova Ordem do Reino!

LIÇÃO V

PASTORES E MESTRES

Leituras bíblicas: 
Jo 21; Ef 4:11-16; Ez 34.

I. O que é um Pastor?
Pastor é a pessoa que cuida do rebanho. A palavra hebraica significa "aquele que alimenta as ovelhas" (Rash). A palavra grega significa "aquele que alimenta ou guia ovelhas" (Poimen). O ministério do pastor é, portanto, alimentar, guiar e guardar o rebanho de Deus.

No Antigo Testamento, a palavra "pastor" era aplicada aos sacerdotes judaicos pelos últimos profetas, especialmente Jeremias, Ezequiel e Zacarias. Os profetas disseram que Deus iria reunir os dispersos do rebanho de Deus, e dar-lhes pastores segundo o Seu coração, que os alimentaria. Jr 3: 14; 15; 23:1-4; Zc 10:1-3.

II. Ministério raro.
Quantas vezes o ministério de pastor é mencionado no Novo Testamento?
As referências ao ministério de pastor são muito raras, embora haja várias referências ao nosso Senhor Jesus Cristo como nosso pastor (veja Is 40:1; Jo 10:1-18; Hb 13:20; I Pe 2:25).

A referência ao ministério do pastor é encontrada especialmente em Efésios 4:11, associando este ministério aos "fundamentais".

III. Funções pastorais.
Parece que as funções pastorais eram muitas vezes desempenhadas pelos presbíteros ou anciões da congregação? At 20:17-38; Tt 1:5-11; I Tm 5:17-18; I Tm 3:1-5; I Pe 5:1.2.

IV. Ministério itinerante, para AS igrejaS.
É possível que freqüentemente o pastor fosse um ministro itinerante, como o eram os apóstolos, profetas e evangelistas? Um estudo do ministério do Apóstolo Paulo, no livro de Atos, mostra que ele permanecia numa região de algumas semanas a alguns anos, como o Senhor dirigia. Podemos considerar que todos os dons ministeriais eram divinamente dirigidos nesse sentido?

Portanto, o ministério de pastor refere-se a um ministério fundamental. O Pastor, de Efésios 4 pastoreia igrejas, em unidade com a Equipe Apostólica. O presbítero pastoreia a igreja local.

V. O que é o ministério fundamental de mestre? 1Co 12:28.
O dom ministerial do mestre inclui muito mais do que a exposição e explanação das Escrituras a uma classe bíblica. Este ministério funciona como os outros dons ministeriais, por direta direção e revelação do Senhor, e ministra sob grande autoridade. Essa era a forma com que Jesus ensinava. 

Mt 7:28,29. O Senhor Jesus disse que todos seríamos ensinados pelo Senhor. Jo 6:45, cf. Is 54:13 e Jr 31:34. Ele também disse que o Espírito Santo haveria de vir a nós como guia, para dirigir-nos em toda a verdade. Jo 16:12-15. O Apóstolo João disse que esta unção do Espírito Santo nos ensinaria todas as cousas. I Jo 2:27.

Precisamos lembrar, contudo, que ao mesmo tempo que Deus nos ensina diretamente pelo Espírito Santo, também nos ensina através do dom ministerial de mestre. Podemos aprender através do Espírito Santo por experiências e por revelação, mas isso geralmente leva mais tempo. Quando Deus outorga o dom ministerial de mestre, nós avançamos rapidamente na direção da fé que uma vez por todas foi entregue aos santos. Não é esta a razão por que Satanás levanta falsos mestres bem como falsos profetas, nestes últimos dias?

VI. O Novo Testamento menciona um ministério de mestre.
Quantas vezes o ministério de mestre é mencionado no Novo Testamento? At 13:1.

VII. Ministérios unidos.
Note a forma pela qual Paulo une os ministérios de pastor e de mestre, em Ef 4:11. São eles um só ministério, ou dois?
A - Discuta o que o ministério de pastor-mestre inclui.
B - Discuta nossos deveres para com os pastores e mestres.

          Hb 13:7-9, 17; 1Tm 5:17,18.

Palavra da Vida

voltar para Igreja do Novo Testamento

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||