Lição 12 - A Ovelha do Reino

SUMÁRIO:

A base do julgamento que determina a nossa entrada no Reino é uma avaliação de nosso relacionamento uns com os outros. O fluir de amor uns para com os outros e os cuidados uns para com os outros são, na verdade, nossa consideração para com Cristo. Isto nos classifica como uma ovelha, não como um bode. Mt 25.31-46; Tg 5.1-9 [Sl 130.6; 2Co 8.15; Fp 4.10,18-19; At 2.1,44-45; 4.24,32-35; Pv 3.5-6; Lv 6.38; SI 91.7-8]

Uma tendência à perseguição está crescendo na terra. Nós estamos testemunhando como Deus está trazendo à luz as pessoas que glorificarão Seu nome e, ao mesmo tempo, como o inimigo as persegue. Apocalipse 12.4-5 nos fornece um retrato do dragão esperando por tragar o varão tão logo ele nasça, mas ele é elevado por Deus para uma posição de autoridade e reina nos céus. Portanto, devemos permanecer firmes e crer pela libertação daqueles que estão sendo perseguidos e impedidos por Satanás.

Alguns cristãos não querem, de modo algum, se envolver com algo que será perseguido. Uma de nossas igrejas, que se tornou alvo de perseguição em sua área, de repente perdeu seu local de adoração - a igreja denominacional que era proprietária do edifício cancelou sua permissão de uso. O líder denominacional disse: "Vocês entendem o porquê, não é?" É claro que eles sabiam a razão. Ele estava dizendo: "Nós não podemos nos dar ao luxo de ter qualquer conexão com o que poderia ser uma má publicidade para nós."

E o mundo também é assim. Se você estivesse caído na rua, morrendo, você acha que alguém iria querer se envolver e ajudá-lo? Essa atitude de descuido existe no mundo, mas conosco não pode ser assim. Uma das marcas para o julgamento, quando o Reino vier, é que Deus olhará para nós e dirá: "Você se envolveu. Eu estava faminto e você Me alimentou. Eu estava sem roupas e você Me vestiu. Eu estava doente e você Me visitou. Eu estava na prisão e você veio até Mim." Quando nós dissermos: "Não estou entendendo; quando foi que isto aconteceu?" Ele dirá: "Sempre que você fez para um destes Meus pequeninos irmãos, você o fez a Mim" (Mateus 25.35-40).

A parábola em Mateus 25.31-46 descreve a diferença que existe entre ovelhas e bodes. Quando o Senhor estabelecer o Seu Reino, Ele ajuntará as nações diante de Si e separará as ovelhas dos bodes (vs. 31-33). Um bode não é necessariamente um animal ruim. Um bode tem o casco fendido e rumina o alimento; portanto, de acordo com a lei de Moisés, ele é considerado um animal limpo (Levítico 11.3; Deuteronômio 14.5-6). Bodes podiam ser usados nos sacrifícios tanto quanto ovelhas (Levítico 1.10; 3.12), e eram usados na oferta pelo pecado na Páscoa (Números 28.22). Entretanto, há uma razão pela qual o Senhor separa as ovelhas dos bodes nesta parábola. É porque eles são completamente diferentes, especialmente no caráter.

As ovelhas sempre pastarão juntas. Nós geralmente falamos de um "rebanho" de ovelhas; mas, quando nos referimos aos bodes, dizemos "manada" ou "bando". Bodes têm seu próprio senso de ordem, tal como determinar quem será o primeiro a comer. Cada bode lutará por sua própria posição. É por isso que os bodes têm seus chifres retirados muito cedo. Senão, mais tarde, poderia haver alguns feridos. Eles se batem entre si até que finalmente estabeleçam uma certa ordem. Cada um então respeita aqueles que têm um crânio um pouco mais duro, mas põe para correr aqueles que estão um pouco mais abaixo em sua escala social.

Ovelhas não fazem isso. Mas por que os bodes o fazem? Porque eles nunca perdem seu senso de individualidade. Falando num sentido espiritual: bodes nunca se envolvem no vasto ministério do Corpo que é o prelúdio para o Reino. O prelúdio para o Reino é caracterizado pelo fato de que temos um profundo amor e preocupação uns pelos outros (1 Tessalonicenses 3.12).

Você já notou que o evangelho de Mateus trata do Reino mais que os outros? Quase todas as parábolas em Mateus são sobre o reino dos céus, e os ensinamentos encontrados neste livro são primariamente os princípios do Reino. Esta parábola em Mateus 25 nos mostra a base para o julgamento que determina nossa entrada no Reino: Quando, pois, vier o Filho do homem na sua glória, e todos os anjos com ele, então se assentará no trono da sua glória; e diante dele serão reunidas todas as nações; e ele separará uns dos outros, como o pastor separa as ovelhas dos bodes; e porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes á esquerda. Então dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai. Possui por herança (note: elesherdarão o Reino) o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo..." (Mateus 25.31-34).

A razão pela qual as ovelhas podem herdar o Reino é porque elas entraram no relacionamento e na unidade divinos. Durante anos temos recebido ensinamento acerca do relacionar-se, da comunicação e da unidade. Deus dificilmente tem nos dado outro tipo de Palavra. Ao esperar diante do Senhor, continuamente recebo a mesma Palavra de Deus. E o que eu estou fazendo é, pelo mover do Espírito Santo, tentar ajudar vocês a se relacionarem uns com os outros e adentrarem no Reino.

Como entramos no Reino? Jesus disse: "...porque tive fome, e me destes de comer; tive sede, e me destes de beber; era forasteiro, e me acolhestes; estava nu, e me vestistes; adoeci, e me visitastes; estava na prisão, e fostes ver-me. Então os justos lhe perguntarão: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? Quando te vimos forasteiro, e te acolhemos? ou nu, e te vestimos? Quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos visitar-te? E responder-lhes-á o Rei: Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes" (Mateus 25.35-40).

Isto diz alguma coisa ao seu coração? Você entende o quão importante é o seu envolvimento? A tendência desta era é não se envolver. Um bom exemplo é um assassinato ocorrido na cidade de Nova Iorque. Muitas testemunhas ouviram a vítima gritar; algumas até mesmo viram o que aconteceu, mas ninguém fez nada a respeito. Aquelas pessoas não quiseram falar nada porque não queriam se envolver. Elas nem sequer avisaram a polícia! Você pode imaginar que as pessoas se tornaram tão calejadas que perderam o senso de vizinhança? Elas perderam a motivação, como seres humanos, de ajudarem umas às outras.

Certa vez um vizinho veio com uma grande escavadeira e nos ajudou a cavar uma área para um porão em Shiloh. Por querermos ser-lhe uma bênção em retribuição, alguns de nós foram até a sua fazenda e o ajudaram a separar um bando de galinhas. Para alguns, este tipo de trabalho é depreciativo. Você faria isto por seu vizinho? Você acha que estaria se rebaixando na vida por fazer isto? Vocês podem até sentir que merecem algum dinheiro por seus esforços; e há uma boa probabilidade de que sim. Mas vocês precisam mais do que de dinheiro. Vocês precisam ser as ovelhas do Seu pastoreio, cidadãos do Seu Reino - e não há diferença entre estes dois aspectos. Aprendam a abrir seus corações uns para os outros. Aprendam a se dar uns para os outros.

O dia virá em que a generosidade, a participação e o envolvimento que estão vindo à luz em cada uma de nossas igrejas será uma marca identificadora. Se não existir nada mais, pelo menos nossas vidas exibirão este atributo maior: bem no meio dos julgamentos, quando todo mundo estiver agarrando tudo o que puder e tentando encontrar um jeito de proteger-se da inflação, nós demonstraremos um amor generoso.

Nós já temos a garantia do Senhor de que não precisamos nos preocupar acerca do futuro (Mateus 25.34). Mas o Reino não está vindo com julgamento? (Mateus 25.31-32) Sim, mas Ele é o nosso Rei; e nós já temos nos submetido a Ele. Mas Ele não vai fazer todo joelho se dobrar? (Filipenses 2.10) Sim, mas nós já temos nos ajoelhado. Ele não fará toda língua confessar? (Filipenses 2.11) Sim, mas nós já temos confessado.

O Reino precisa ser como que uma realidade em nosso pensamento. Nestes dias, o Senhor está lançando mais coisas do que imaginamos. É como se tivéssemos tirado um pequeno cochilo durante estes últimos poucos anos e, agora, ao acordarmos e olharmos em volta, disséssemos: "Eu não sabia que já tínhamos atravessado a fronteira. Quando foi que alcançamos isto?" Bem, o "isto" aconteceu algum tempo atrás. Então significa que já estamos no Reino? Sim, parece que estamos, muito embora as coisas ainda não pareçam ser assim. A terra ainda parece ser a mesma, o meio ambiente é muito similar, mas há uma diferença: nós adentramos numa nova era. E, por termos feito isto, há grande alegria e expectativa em nosso coração.

Qual é a marca característica de uma nova era? É como o amanhecer. Qual é a diferença entre a noite e a manhã? À noite, você já tentou terminar tudo o que havia se determinado a fazer naquele dia. Você diz: "Eu não consegui fazer tudo o que pretendia fazer hoje, mas estou muito cansado; vou ter de deixar isso inacabado." Pela manhã, entretanto, você se levanta e diz: "Vamos lá, é isso aí!" Há um frescor de espírito.

Nós, como o salmista, clamamos ao Senhor: “ A minha alma anseia pelo Senhor, mais do que os guardas pelo romper da manhã...” (Salmo 130.6a) Nós ficamos ansiosos por este dia irromper! “ Conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor…” (Oséias 6.3a) Ele virá a nós. O dia amanhecerá; nada pode impedir.

Nós estamos nos estendendo para o novo dia, e a preparação para ele é profunda em nossos próprios corações. Talvez você sinta: "Eu estou tendo terríveis problemas com essa coisa de se relacionar." Cuide disto. Trate com o problema. Você está tendo dificuldades em se comunicar? Entenda que, ao adentrarmos num novo dia, falamos com novas línguas (Marcos 16.17; Atos 2.4). Existe quase que uma linguagem não falada entre o povo de Deus agora. Eles podem até mesmo nem falar a mesma língua, mas, por causa de um entendimento ser comunicado entre eles enquanto falam, é como se estivessem falando a mesma língua.

Em alguns lugares distantes, onde as pessoas têm um estilo de vida simples e pouco refinado pelos padrões atuais, você pode até sentir uma certa dificuldade para se comunicar com eles. Na verdade, eles podem até parecer hostis e encrenqueiros. Mas se você conversa com eles acerca do Senhor e da Palavra viva, eles parecem mudar na hora. Seus espíritos se abrem imediatamente. Mesmo que haja muitas diferenças entre vocês, um espírito comum é transmitido de parte a parte. E você sabe onde isto começa? Começa conosco, entre nós, uns com os outros.

Tudo o que diz respeito a diferenças tem sido enfatizado - e não podemos culpar o diabo por isso. Deus tem sido um feitor em salientar as dificuldades que temos tido para nos relacionarmos uns com os outros de modo a que o problema pudesse ser exposto. A unidade que o Senhor tem trazido para nós não é acidental. Tem havido uma mistura, uma combinação de nossos espíritos para nos preparar para adentrarmos no Reino.

O que o Senhor dirá? “Vinde, benditos de meu Pai. Possuí por herança o reino que vos está preparado desde a fundação do mundo… (Isso acontece por causa de todos os seus atos de amor.) “Então os justos lhe perguntarão: Senhor, quando te vimos com fome, e te demos de comer? ou com sede, e te demos de beber? Quando te vimos forasteiro, e te acolhemos? ou nu, e te vestimos? Quando te vimos enfermo, ou na prisão, e fomos visitar-te? E responder-lhes-á o Rei: Em verdade vos digo que, sempre que o fizestes a um destes meus irmãos, mesmo dos mais pequeninos, a mim o fizestes. Então dirá também aos que estiverem à sua esquerda (aos bodes): Apartai-vos de mim, malditos, para o fogo eterno, preparado para o diabo e seus anjos; porque tive fome, e não me destes de comer; tive sede, e não me destes de beber; era forasteiro, e não me acolhestes; estava nu, e não me vestistes; enfermo, e na prisão, e não me visitastes. Então também estes perguntarão: Senhor; quando te vimos com fome, ou com sede, ou forasteiro, ou nu, ou enfermo, ou na prisão, e não te servimos? Ao que lhes responderá: Em verdade vos digo que, sempre que o deixaste de fazer a um destes mais pequeninos, deixastes de o fazer a mim. E irão estes para o castigo eterno, mas os justos para a vida eterna” (Mateus 25.34b,37-46).

Vamos encarar esta revelação; e, para dizer a verdade, ela é bem dura. Um bode, para começar, é um animal limpo. Mas, por causa de sua independência, ele nunca se relaciona com a ordem que Deus está trazendo á luz - e isso se torna a base de seu julgamento. Esta é a base pela qual os bodes são eliminados. Lembre-se, estes bodes dizem: "Senhor, quando isto aconteceu?" (Mateus 25.44) Veja, eles ainda persistem na opinião de que estão servindo ao Senhor, muito embora, na verdade, estejam servindo a si mesmos. Eles não estão servindo ao Senhor pois, senão, estariam servindo a Seu Corpo; eles estariam servindo aos outros se estivessem servindo ao Senhor.

Eu creio que esta divisão já começou. Eu creio que ela está acontecendo através de todo este caminhar restaurado. Está havendo uma peneirada - e não é acerca da doutrina. Recentemente um irmão me disse: "Eu amo esta Palavra; ela é maravilhosa. Mas eu não consigo me relacionar com as pessoas nas igrejas." Deus o ajude. Essa é a pior coisa que ele poderia dizer. De acordo com este capítulo de Mateus, ele não poderia ter expresso sua sentença de modo mais claro. O que esse homem fará? Eu não sei. Ele me disse: "Você é o único em todo este caminhar com Deus com quem posso me relacionar." Que triste! Que tragédia isso é. Eu não sei o que ele fará, mas tenho a sensação de que, sozinho, não posso sustentá-lo. Ele terá de abrir seu coração para servir aos irmãos, pois, quando fizer isto, se perceberá absorvido no Reino de Deus.

No princípio da Era da Igreja Deus enviou o Espírito Santo - e a primeira revelação que permeou as vidas dos discípulos quando o Espírito Santo caiu foi a de que todos eles estavam num só acordo (Atos 2.1,44; 4.24). Ninguém dizia que algo era propriamente seu (Atos 4.32). No princípio daquela era ocorreu um prelúdio do que veremos nesta Era do Reino. A Era da Igreja começou com as pessoas vendendo suas posses e depositando o dinheiro aos pés dos apóstolos. Elas estavam alimentando umas às outras, cuidando umas das outras, amando umas às outras (Atos 4.34-35; 2.45). Eles foram verdadeiras ovelhas desde o começo.

Mais tarde, quando os apóstolos e anciãos em Jerusalém se recusaram a sobrepor a velha lei de uma outra era sobre esta nova Era da Igreja (Atos 15.6-19), nós aprendemos, a partir dos escritos de Paulo, que eles fizeram este pedido: "Estejam certos de não se esquecerem dos pobres." Paulo disse: "Foi isso o que eles pediram; e foi isso o que fizemos com diligência" (Gálatas 2.10). Algumas outras direções simples também foram dadas pelos irmãos em Jerusalém, tais como não comer alimentos que tivessem sido sufocados (Atos 15.20).

Nós agora chegamos à era na qual o Espírito Santo está novamente caindo; e, mais uma vez, a experiência do segundo capítulo de Atos se torna real. Nós podemos provar isto - a partir do livro de Tiago, que cita a mesma referência do Antigo Testamento usada por Pedro (Joel 2.23; Atos 2.17) - para mostrar que a experiência de Atos 2 terá um cumprimento na vinda do Senhor, quando o Juiz estiver à porta (Tiago 5.7-9). Quando Ele estiver à porta, o Espírito Santo cairá novamente; e, mais uma vez, todos nós seremos de uma só mente e um só coração, cuidando uns dos outros, amando e servindo uns aos outros.

Cada ministro que sair com o evangelho do Reino deve ser treinado numa profissão onde possa sustentar a si mesmo, pois, dessa forma, ele não será um dreno para a igreja onde ministrar. Do mesmo modo como Paulo fazia tendas quando saiu para servir ao Senhor, estes homens irão preparados, treinados num ofício que possa prover-lhes uma vida onde quer que forem. Nós estamos treinados para adentrar completamente no ministério de Corpo. Desde o início a regra da Igreja foi a de que eles tinham o mesmo cuidado uns pelos outros (1 Coríntios 12.25).

Tiago retrata com cores vivas as condições no fim dos tempos: “Eia agora, vós ricos, chorai e pranteai, por causa das desgraças que vos sobrevirão. As vossas riquezas estão apodrecidas, e as vossas vestes estão roídas pela traça. O vosso ouro e a vossa prata estão enferrujados; e a sua ferrugem dará testemunho contra vós; e devorará as vossas carnes como fogo. Entesourastes para os últimos dias. Eis que o salário que fraudulentamente retivestes aos trabalhadores que ceifaram os vossos campos clama, e os clamores dos ceifeiros têm chegado aos ouvidos do Senhor dos exércitos. Deliciosamente vivestes sobre a terra, e vos deleitastes; cevastes os vossos corações no dia da matança” (Tiago 5.1-5).

Muitos milionários têm surgido por causa das guerras. Raramente tem havido, na História recente, uma guerra que não tenha dado muito lucro. Quanta astúcia e desatino temos visto nas guerras! Quantos jovens têm morrido sem necessidade! Pode ser verdade que a Segunda Guerra Mundial aconteceu para libertar pessoas da opressão, mas, através dos tratados e acordos ocorridos no pós-guerra, nações ainda mais opressoras ocuparam o poder. Bem agora, muitas delas torturam seu povo e estão matando cristãos.

Como é verdadeira esta coisa de "vocês alimentaram seus corações num dia de matança". “Condenastes e matastes o justo; ele não vos resiste”. Isto certamente soa terrível, mas siga em frente - o quadro melhora nos dois próximos versículos: “Portanto, irmãos, sede pacientes até a vinda do Senhor. Eis que o lavrador espera o precioso fruto da terra, aguardando-o com paciência; até que receba as primeiras e as últimas chuvas. Sede vós também pacientes; fortalecei os vossos corações, porque a vinda do Senhor está próxima (Tiago 5.6-8).

Note a próxima exortação, acerca de relacionamentos: “Não vos queixeis, irmãos, uns dos outros, para que não sejais julgados. Eis que o juiz está à porta (Tiago 5.9). Repetindo: a base de como seremos julgados está em como nos relacionamos uns com os outros. Se existe uma época na qual você não pode se queixar, é agora.

Vocês serão ovelhas ou bodes? Vocês vão se relacionar ou não? Vocês vão se queixar uns dos outros? Não, não é o momento para isso. Vamos fluir juntos como um - em um só espírito. Não faz diferença se concordamos mentalmente ou não porque, de coração, nós adentraremos na unidade que Deus tem para nós! Este é um novo dia. E não há uma única coisa agora que seja uma razão suficientemente grande, ou causa suficiente, para criar divisão em seu coração. Nossa unidade é a verdadeira base pela qual nós teremos o ímpeto para adentrar no Reino.

Você não precisa entender isto. Eu não sei de onde as pessoas tiraram a idéia de que sua compreensão e inteligência são essenciais para entrar em algo de Deus. Eu nunca entendi qualquer dom ou ministério espiritual antes de recebê-lo, nem entendi muito acerca deles enquanto estavam em operação, e também não posso explicar o porquê e o como Deus faz a coisa. Isto tudo não está baseado em entendimento. Não é para você se apoiar em seu próprio entendimento mas reconhecê-Lo em todos os seus caminhos - aí Ele dirigirá os seus passos (Provérbios 3.5-6).

Deus está exigindo uma unidade de espírito. Rejeite a murmuração! Vá mais fundo e se livre de algo mais que só do queixume, pois alguém pode dizer: "Eu não estou me queixando ou pressionando; eu simplesmente não estou nem aí, não me preocupo mais." Isso é até pior. Você não se preocupa por Ele estar despido e você não vesti-Lo? Você não se preocupa por Ele estar com fome e você não alimentá-Lo? Você não está preocupado pelo que Cristo está trazendo à luz estar aprisionado em seu irmão?

Tiago 5.9 declara que o Juiz está à porta. Mateus 25.31-46 descreve dois resultados: os maiores julgamentos que o mundo religioso e espiritual jamais conheceram e as maiores bênçãos que o mundo espiritual jamais conheceu. O julgamento está vindo por causa da independência dos homens. Alguns dizem: "Existem muitas denominações diferentes, mas todos os caminhos levam para o céu." Só que os bodes não irão para o céu!

Você já não sentiu, ao ler a parábola das ovelhas e dos bodes, que o julgamento dado aos bodes é muito duro? De acordo com esta parábola, eles serão remetidos para o lugar preparado para o diabo e seus anjos (Mateus 25.41). Alguém pode tentar explicar este fato sugerindo que tudo, ao final das contas, será restaurado e que esta restauração de todas as coisas incluirá todo mundo, inclusive o diabo. Eu não creio que isto seja verdade. Entretanto, mesmo que fosse, que tragédia é que homens andem em tal engano que seja-lhes essencial experimentarem os fogos eternos, mesmo que apenas por um momento.

Como precisamos libertar uns aos outros da indiferença! Como devemos dar! Se existe algo que Deus está requerendo de nós agora é que sejamos doadores. Quando as pessoas dão e dão continuamente, elas podem sentir que estão meramente sustentando um programa financeiro. Mas eu não creio que isto seja assim conosco, pois ninguém está se aproveitando de nossa doação. Nós estamos sustentando necessidades essenciais que Deus tem colocado diante de nós. Você está se perguntando onde vai colocar seu dinheiro da próxima vez? Você gostaria de gastá-lo consigo mesmo? Eu duvido que consigamos ser autocentrados novamente. Nós seremos centrados no Reino, pois ele será a nossa salvação. Nós buscaremos primeiro o Reino de Deus e a Sua justiça, e estas outras coisas nos serão acrescentadas (Mateus 6.33).

Isto parece ser ingênuo demais? Presume-se que, se você não guardar dinheiro, você não o terá no futuro. Entretanto, isto não é inteiramente verdade. Há um povo que Deus abençoará com abundância; e, então, quando vier a hora, eles compartilharão esta abundância. Por outro lado, alguns que parecem não ter nada obterão, aparentemente de lugar nenhum, fontes de suprimento que estão além da compreensão humana. Seu suprimento será como o maná do céu, quando aquele que ajuntava muito não tinha sobra e aquele que ajuntava pouco não tinha falta (Êxodo 16.18). Deus nos ama; e as bênçãos nos serão entregues porque nós nos estendemos para amar uns aos outros e abençoar uns aos outros. Deus é capaz de amontoar sobre nós abundantemente. Foi para a igreja em Filipos, que tinha sido tão generosa em compartilhar com ele, que Paulo escreveu: "Estou cheio, tenho fartura e abundância. Eu recebi novamente a oferta de vocês por intermédio de Epafrodito" (Filipenses 4.18). Ele disse: "Eu me alegro pelo cuidado que vocês têm por mim ter novamente se manifestado" (Filipenses 4.10). E, depois de ter se alegrado pela oferta deles, ele disse: "E o meu Deus há de suprir todas as suas necessidades de acordo com as Suas riquezas na glória, por intermédio de Cristo Jesus" (Filipenses 4.19).

É verdade que Deus suprirá sua necessidade. Mas essa promessa é, freqüentemente, citada fora do seu contexto. Há muitos cujas necessidades não estão sendo supridas porque ainda não aprenderam a chave. A chave é dar, mas não como uma mera fórmula mecânica, dizendo: "Se eu der muito, receberei muito de volta."

O verdadeiro doar surge a partir de um amor transbordante de dentro das pessoas, a partir de um direcionamento ao qual elas se recusam resistir. Algo dentro delas anseia por participar no fluxo de vida e no fluxo de provisão para seu irmão.

Nossas mãos não estão vazias. Nós damos, e isto nos é dado de volta “…em boa medida, recalcada, sacudida e transbordando vos deitarão no regaço…” (Lucas 6.38) Por alguma razão, Deus opera este princípio num plano humano. Ele repetidamente lhe devolve, vez após vez, o que você doou. Poucas pessoas aprendem a chave de ter um coração terno para com os outros, mas elas são as mais ricas na terra. As apólices de seguro dos céus as apóiam, isto é, as promessas na Palavra de Deus que dizem "Tudo é de vocês; tudo está disponível" (1 Coríntios 3.21-23; 2 Pedro 1.3).

Você é uma ovelha? ou você é um bode? Eu tenho estudado os bodes e aprendi um pouco sobre eles. Um bode que observei certa vez tinha um pedigree impressionante. Ele descendia de uma linhagem especial. Ao observá-lo, você podia pensar que ele sabia que era de uma raça especial, um pouco superior ao resto. É algo interessante observar bodes desfilando. E este bode tinha um andar ligeiramente convencido, como se estivesse olhando de cima para baixo para os outros bodes. Ele até mesmo parecia lançar olhares desdenhosos para os humanos que o estavam observando, como se estivesse dizendo: "Eu sou um bode especial, e tenho orgulho disso."

Enquanto observava este bode, eu pensava: "Sim, com certeza você é um bode. E, se fosse um ser humano e agisse assim, você seria um daqueles colocados à esquerda quando o dia do julgamento chegar - pois você não consegue aprender a não ser arrogante e egoísta; você não pode se tornar parte do Corpo de Cristo; você não pode ser um dos que exaltarão ao Senhor em toda a terra."

Não há ninguém mais seguro agora, e por todos os dias adiante, do que aquele que vive para servir ao Senhor e para servir ao Seu Corpo. Não há segurança maior. Entregue-se no serviço ao Corpo de Cristo; se esqueça, nele, de si mesmo. Ao fazer isto, você terá uma porta aberta para o futuro. Nem o diabo, nem as circunstâncias, nada pode impedir esses que estão fazendo a vontade de Deus. Eles parecem ter uma estranha proteção sobre suas vidas, um encantamento que lhes garante o futuro. Uma única coisa lhes está acontecendo por estarem aprendendo a amar uns aos outros: eles estão aprendendo a humildemente servirem uns aos outros. Eles caminharão inabaláveis através de todos os eventos que ocorrerão sobre a terra.

Um dos momentos mais clássicos dos velhos filmes mudos cômicos é a cena na qual o lado todo de um edifício desaba em volta de Buster Keaton. Para realizar este truque os técnicos mediram cuidadosamente a parede para se certificarem de que seu corpo passaria pela porta aberta quando a parede caísse. É um choque de quase parar o coração ver aquele prédio cair em cima dele; mas depois você ri ao vê-lo ali ainda, totalmente inexpressivo, com a parede desmoronada a seus pés. Em seus filmes, ele parecia totalmente imune a qualquer perigo. Uma tragédia podia estar acontecendo em ambos os seus lados mas, enquanto muitos na platéia podiam estar ansiosamente roendo as unhas por causa do suspense, ele saía andando como se nada no mundo pudesse sequer tocá-lo. Esse é o tipo de imunidade que nós queremos, Senhor.

Nós lemos no Salmo 91: “Mil poderão cair ao teu lado, e dez mil à tua direita; mas tu não serás atingido. Somente com os teus olhos contemplarás, e verás a recompensa dos ímpios” (vs. 7-8). Ao ver tais coisas acontecendo, você, meio displicentemente, observa: "Puxa! que coisa; isso é terrível", mas continua avançando. Você diz: "Veja só o que está acontecendo aqui do meu lado!", mas isto não o alcançará. Ele é capaz de livrá-lo.

Estes dias por vir não serão fáceis para o mundo. Acontecimentos terríveis marcarão o "princípio das dores" (Mateus 24.7-8). Coisas graves cobrirão a terra, marés de tristeza e tragédia. Contudo, o Senhor dá uma promessa para o Seu povo enquanto eles caminham com Ele: por serem agentes para trazer o Seu Reino, por serem a vanguarda do que está por vir, Ele os protegerá (Salmo 37.37-40).

O que você deveria fazer no sentido de se preparar para o futuro? Você deveria investir em fundos ou em bônus do governo? Eu não sei responder a essa pergunta. Existirão padrões inconstantes, e eu não creio que nenhuma tragédia durará muito. Durante certo tempo veremos a manipulação de Babilônia. Testemunharemos muitas manobras, muita ganância. Muitas situações difíceis terão lugar. Durante certo tempo pode parecer que estamos em perigo, mas é surpreendente como Deus cuidará de nós se estivermos determinados a cuidar de Seu povo. Cuide do Seu Reino - e veja-O cuidar de você.

Você crê nisto? Você está preparado para dizer: "Fala, Senhor, que o Teu servo ouve!"? (1 Samuel 3.10) Você é alguém que diz: "Eu estou aqui, Senhor, mas envia o meu irmão" - ou seu coração realmente clama: "Aqui estou eu, Senhor. Envia-me!" (Isaías 6.8) Se você caminhar como uma ovelha, você receberá as bênçãos e as alegrias do Senhor. Entretanto, cuidado se você está dizendo: "Bem, eu poderia fazer mais pela igreja, mas… Eu entraria em mais coisas, em mais adoração, mas… Eu daria o dízimo, mas…" Lembre-se, são os bodes que se batem.


Leituras bíblicas (acerca de amor e serviço)
Mateus 25.31-46
Atos 2.1,42-47; 4.31-37
Tiago 5.1-9
Filipenses 4.10-20

Palavra Vivente
Reino Net

voltar para Ensinos do Reino

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||