Lição 07: Saúde dos Céus - Parte I

Em nossa busca pelo melhor dos céus, devemos dedicar esta lição ao assunto de saúde divina para os nossos corpos. Nas lições anteriores estudamos muitas verdades a respeito das promessas e bênçãos de Deus. Este livro ficaria incompleto se não declarasse a vontade de Deus para curar os corpos doentes e aflitos. Lemos em Mateus 8:16-17: 

"Chegada a tarde, trouxeram-lhe muitos endemoniados; e ele meramente com a palavra expeliu os espíritos, e curou todos os que estavam doentes; para que se cumprisse o que fora dito por intermédio do profeta Isaías: Ele mesmo tomou  as nossas enfermidades e carregou as nossas doenças”  (veja Isaias 53:3-5, para a profecia).

No ensino cristão hoje, descobrimos que multidões podem crer que Jesus, o Filho de Deus, morreu pelos pecados de todo o  mundo, para que todo aquele que crer n’Ele possa ser salvo eternamente. Todavia, muitos poucos crêem nas Escrituras quando dizem que Ele carregou sobre Si as nossas enfermidades, tanto quanto os nossos pecados. Com certeza, Jeová tem sido sempre o grande médico de nossas enfermidades.

O salmista Davi escreveu:

“Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nenhum só dos seus benefícios. Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidade; quem sara todas as tuas enfermidades” - Salmo 103:2-3.

Quando Jesus, seguindo sua paixão e ressurreição, deu a Seus discípulos o grande comissionamento de “ir por todo o mundo e pregar o evangelho a toda criatura”, Marcos 16:15, Ele lhes prometeu que os sinais seguiriam a pregação das promessas de Deus: “imporão as mãos nos doentes e eles sararão.”

Não era só o poder de Deus operando sozinho, mas Jesus declara que a igreja, isto é, os discípulos em todos os tempos vindouros, deveriam ter esta bênção para os seus corpos em resposta à oração. Lemos as palavras de Jesus: “Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim, fará também as obras que eu faço, e outras maiores fará, porque eu vou para junto do Pai”  - João 14:12.

Por esta Escritura, então, sabemos que Deus tem coisas maiores do que seus filhos têm ousado crer.

Podemos ler as seguintes promessas não especificadas de Deus e depois dizer que “não é vontade de Deus curar o doente hoje?”

Observe estas promessas de Jesus, o Filho de Deus:

“Em verdade também vos digo que, se dois dentre vós, sobre a terra, concordarem a respeito de qualquer cousa que porventura pedirem, ser-lhes-á concedida por meu Pai que está nos céus” - Mateus 18:19.

“E tudo quanto pedirdes em oração, crendo, recebereis” - Mateus 21:22.

“E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho” - João 14:13.

“Se me pedirdes alguma cousa em meu nome, eu a farei” - João 14:14.

Lemos na Bíblia sobre o poder maravilhoso da oração, que homens de fé oraram e os mares se dividiram, os rios retiveram suas águas, os céus se abriram para que pudesse chover; a oração tirou água da rocha para saciar a sede no deserto, desceu fogo dos céus, libertou “desamparados” dos leões da caverna da condenação. A oração esfriou o calor e a fornalha ardente ficou sem perigo; a oração até fez o sol parar no céu. Homens de fé oraram e os céus choveram alimento para os famintos. O relato das bênçãos que a humanidade tem recebido de Deus é estranho e difícil de crer, mas nosso Deus é Pai maravilhoso de toda graça e bondade.

O apóstolo Paulo escreveu com verdadeira inspiração:

“ E o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir em Cristo Jesus, cada uma de vossas necessidades” - Filipenses 4:19.

O plano de Deus para os cristãos não deixa de fora uma simples bênção ou necessidade de sua vida. Ele supre todas as necessidades por Jesus Cristo.

“Aquele que não poupou o seu próprio Filho, antes, por todos nós o entregou, porventura não nos dará graciosamente com ele todas as cousas?” - Romanos 8:32.

Existe um raciocínio que é difícil evitar. Se Deus me ama e a você tanto que deu Seu Filho para morrer, suportar a punição de Deus para o pecado, por nós que tínhamos pecado, então, Ele nos dará, livremente, todas as coisas por amor do Seu Filho.

A cura para o corpo físico está presente em toda a Bíblia, desde o começo até o fim. Encontramos em Gênesis, que Abraão orou pelo seu amigo e ele foi curado. Em Apocalipse, lemos sobre a árvore cujas folhas são a “cura para as nações.”

O último discípulo do Novo Testamento a morrer foi João, o amado. Lemos, em sua última epístola, que ele orou:  “Amado, acima de tudo faço votos por tua properidade e saúde, assim como é próspera a tua alma” - III João 2.

Então, depois da morte do discípulo João, os pais da igreja primitiva escreveram, através de sucessivas gerações, que a bênção de Deus incluía a cura de enfermos. Justino Mártir, Lineu, Tertuliano, Orígenes, Clemente de Alexandria, Lutero, Conde Zinzendorf, John e Charles Wesley, etc., todos registraram em seus escritos a respeito das boas obras do Grande Médico.

Como é difícil clamar por fé na Bíblia como Palavra de Deus, e, depois, repudiar as promessas de sua Palavra, e deixá-las de lado. Alguns que são céticos dirão que nos “tempos da Bíblia” eles não tinham bons médicos e conhecimentos científicos da doença e, por isso, Deus os curava. Mas a Bíblia nos ensina de outro modo, pois Lucas é chamado “o médico amado” e, sem dúvidas quanto ao seu nome, podemos dizer, seguramente, que ele era um médico em que os homens e mulheres depositavam confiança e amavam muito. Ele era um doutor capaz, mas seu Evangelho registra apenas umas 25 curas.

Em Marcos 5:26, lemos a respeito da mulher que tinha um problema de hemorragia por 12 anos. Ela havia consultado vários médicos. Havia muitos médicos naquela época, assim como hoje. Todavia, Deus curava, mesmo havendo muito médicos; e o testemunho de muitos hoje mostra que Deus ainda cura nos nossos dias. O Senhor tem uma cura não só para você, mas para seus parentes doentes também. Na próxima lição, estudaremos a maneira pela qual o Senhor cura e a aliança de cura para hoje.

REVISÃO DE LIÇÃO

1. Explique, rapidamente, através de referências bíblicas, porque você crê que é a vontade de Deus curar os corpos físicos enfermos hoje. 
2. Dê as promessas de Jesus para a resposta à oração. Decore quantas puder.
3. Decore Filipenses 4:19.

Palavra Vivente
Reino Net

 

voltar para Doze Chaves

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||