ESCOLA

CRIANDO FILHOS PARA DEUS

 

Eu quero falar com vocês a respeito das famílias e do que Deus espera em relação à sua família. Isto é muito importante. Começaremos com a promessa feita à mãe de Moisés, em Êxodo, no segundo capítulo, e depois leremos duas outras passagens da vida de Moisés.

"Foi-se um homem da casa de Levi e casou com uma descendente de Levi. E a mulher concebeu e deu à luz um filho; e, vendo que era formoso, escondeu-o por três meses. Não podendo, porém, escondê-lo por mais tempo, tomou um cesto de junco, calafetou-o com betume e piche, e, pondo nele o menino, largou-o no carriçal à beira do rio. Sua irmã ficou de longe, para observar o que lhe haveria de suceder". (É interessante que alguns cientistas depois de lerem esta passagem acerca da lama e piche, decidiram que deveria haver depósitos de petróleo na área do rio Nilo. Examinaram registros arqueológicos e encontraram exatamente onde isso aconteceu; e agora há bons e produtivos poços de petróleo lá).

"Desceu a filha de Faraó para se banhar no rio, e as suas donzelas passeavam pela beira do rio; vendo ela o cesto no corriçal, enviou a sua criada e o tomou. Abrindo-o viu a criança; e eis que o menino chorou. Teve compaixão dele, e disse: Este é menino dos hebreus. Então disse sua irmã à filha de Faraó: Queres que eu vá chamar uma das hebréias que sirva de ama, e te crie a criança? Respondeu-lhe a filha de Faraó: Vai. Saiu pois, a moça e chamou a mãe do menino. Então lhe disse a filha de Faraó: Leva este menino, e cria-mo; pagar-te-ei o teu salário. A mulher tomou o menino, e o criou. Sendo o menino já grande, ela o trouxe à filha de Faraó, da qual passou ele a ser filho. Esta lhe chamou Moisés, e disse: Porque das águas o tirei". Êxodo 2:1-10.

Esta é uma das melhores coisas que você poderia enfrentar em relação a seus filhos, dados pelo Senhor. Você tem a mesma promessa que Deus deu à mãe de Moisés: "Tome essa criança e cria-a para Mim, e Eu lhe pagarei o salário".

Há algumas tarefas que são muito ingratas e eu penso que os deveres de mãe estão entre elas. Qualquer mãe que amamenta o seu filho e cuida dele esperando ou exigindo gratidão mais tarde, está cometendo um erro. A única vez que um filho aprecia inteiramente a sua mãe é quando ele já é maduro e muito além do tempo de criança. Você não pode saber o que uma mãe enfrenta até que você mesma se torne mãe, até ser progenitora e então você entende os problemas de ser mãe. Pode uma mãe esperar que uma criança, um bebezinho, aprecie o que ela faz? Não: ela deve simplesmente amar e ensinar a criança a amar, mas há certas coisas que você, como progenitora, pode fazer, as quais têm grande recompensa.

Temos que enfrentar o que podemos estar fazendo em nossos esforços para ministrar às pessoas da igreja. Podemos ser muito bem sucedidos em levar algumas das pessoas para o que Deus tem para elas; mas quanto ao senso de responsabilidade de alguns de vocês, pais, penso que estão somente preocupados em criar os seus filhos; não estão preocupados se os seus filhos têm um caminhar com Deus, se virão a ser profetas de Deus ou caminharão num ministério. Isto deveria ser a sua preocupação. Quando começar a criar o seu filho para Deus, no caminho certo, haverá verdadeiras recompensas, reais retornos para seu próprio coração. De outra forma, o seu filho pode escapar de suas mãos.

Não é suficiente que você proteja os seus filhos contra acidentes, que os alimente e vista-os e finalmente cresçam e se tornem adultos. Apenas criar um filho para se tornar adulto não vale a pena, nestes dias. E se é isso que você está fazendo, teria sido melhor ter praticado o controle da natalidade e ter esquecido a idéia de ter filhos. Se os cristãos nesses tempos do fim vão aplicar o seu dinheiro e energia da vida familiar, então que eles os criem para serem homens e mulheres de Deus. Não vale a pena o esforço, a menos que eles se dirijam para o melhor.

Se você criar filhos, crie-os inteiramente para Deus. Não vale a pena o gasto de energia quando você se detém para considerar o que essa energia poderia render em algum outro trabalho para Deus. Somente se você cria o seu filho para Deus pode dizer que o seu trabalho, energias e labores realmente valem a pena em comparação com o que aquelas horas de labor teriam realizado para o Reino de Deus em outro campo. Se olhar para a sua vida seriamente, como um mordomo e não como um brincalhão, não considerará isto como apenas algo existente para o seu próprio prazer e conforto, para a sua gratificação ou de seu próprio ego, para vangloriar-se: "Este é meu filho". É verdade que há uma certa satisfação pessoal em ser pai ou avô; mas a menos que você crie o seu filho para Deus, há um gasto de energia que poderia ser mais bem dirigido em alguma outra direção, no que diz respeito a Deus. Deus diz: "Eu lhe pagarei o seu ordenado. Eu lhe darei algo novo que é um retorno maravilhoso". E Deus realmente faz isso.

A passagem seguinte da Escritura abre a porta para algo significativo num incidente que aconteceu quando Moisés já era homem feito. Não há dúvida que Moisés tinha sido treinado por sua mãe a crer na lei de Deus e seguí-la. Ele sabia o que Deus pedia dele. Depois que Deus falou com ele na sarça ardente e convenceu-o de que deveria descer ao Egito e libertar o povo, e que Deus lhe daria o milagre do livramento, ele finalmente começou a descer para o Egito (Êxodo 3:1 e $;23). Então alguma coisa essencial aconteceu.

Êxodo 4; 24-26: "Estando Moisés no caminho, numa estalagem, encontrou-o o Senhor, e o quis matar. Então Zípora (esposa de Moisés) tomou uma pedra aguda, cortou o prepúcio de seu filho, lançou-o aos pés de Moisés e lhe disse: Sem dúvida tu és para mim esposo sanguinário".

Esta é uma história estranha, que muitas pessoas lêem, encolhem os ombros e dizem: "Eu não entendo". Mas Moisés ia descendo ao Egito para tirar uma nação inteira da escravidão; por esta razão, Deus requereu que a primeira coisa que Moisés tinha que fazer era conformar-se com a vontade dEle. Você pode dizer: "Moisés era circuncidado; ele conhecia e guardava a lei". Certo, exceto por uma coisa: Zípora, sua mulher, era um pouco relaxada nos caminhos de Deus. Sabemos disso por causa da sua atitude hostil depois daquele incidente todo. Ela não queria que seu filho fosse circuncidado, e então parece que Moisés havia concordado, mas Deus veio a seu encontro na estalagem, no caminho para o Egito, e o próprio Senhor estava pronto a matá-lo. Teria sido melhor Deus ter um homem morto do que ser ele um servo que O desobedecesse? E quando Zípora viu o que havia acontecido, compreendeu porque. Ela sabia que Moisés estava sendo confrontado, porque como cabeça de sua casa, ele não havia circuncidado o seu filho. Ele não havia colocado debaixo das bênçãos da aliança, sob as coisas que Deus tinha para ele. Então ela circuncidou o menino e atirou o prepúcio aos pés de Moisés e Deus parou de querer matá-lo. Assim, Moisés pode descer ao Egito e liberar os filhos de Israel, levando-os para fora do cativeiro.

Está Deus tão interessado assim com as famílias? Ele certamente está. Veja o que Deus pede dos presbíteros: "Fiel é a palavra: Se alguém aspira ao episcopado, excelente obra almeja. É necessário, portanto, que o bispo seja irrepreensível, esposo de uma só mulher, temperante, sóbrio, modesto, hospitaleiro, apto para ensinar; não dado ao vinho, não violento, porém cordato, inimigo de contendas, não avarento; e que governe bem a própria casa, criando os filhos sob disciplina, com todo respeito (pois se alguém não sabe governar a própria casa, como cuidará da igreja de Deus?); não seja neófito, para não suceder que se ensoberbeça, e incorra na condenação do diabo. Pelo contrário, é necessário que ele tenha bom testemunho dos de fora, a fim de não cair no opróbrio e no laço do diabo". I Tim. 3:1-7.

"Por esta causa te deixei em Creta para que pusesses em ordem as cousas restantes, bem como, em cada cidade, constituísses presbíteros, conforme te prescrevi: alguém que seja irrepreensível;, marido de uma só mulher, que tenha filhos crentes que então são acusados de dissolução, nem são insubordinados. Porque é indispensável que o bispo seja irrepreensível como despenseiro de Deus, não arrogante, não irascível, não dado ao vinho, nem violento, nem cobiçoso, de torpe ganância, antes hospitaleiro, amigo do bem, sóbrio, justo, piedoso, que tenha domínio de si, apegado à palavra fiel que é segundo a doutrina, de modo que tenha poder, assim para exortar pelo reto ensino como para convencer os que contradizem." Tito 1:5-9.

Era para eles terem filhos não desgovernados ou acusados de libertinagem, mas que vivessem em sujeição (Tito 1:6; I Timóteo 3:4). Leiamos o que a Bíblia diz a cerca dos diáconos: "Semelhantemente, quanto aos diáconos, é necessário que sejam respeitáveis, de uma só palavra, não inclinados a muito vinho, não cobiçosos de sórdida ganância, conservando o mistério da fé com a consciência limpa. Também sejam estes primeiramente experimentados; e se se mostrarem irrepreensíveis, exerçam o diaconato. Da mesma sorte, quanto a mulheres, é necessário que sejam elas respeitáveis, não maldizentes, temperantes e fiéis em tudo. O diácono seja marido de uma só mulher, e governe bem seus filhos e sua própria casa. Pois os que desempenharem bem o diaconato, alcançam para si mesmos justa preeminência e muita intrepidez na fé em Cristo Jesus.'I Timóteo 3; 8-13.

Leia o que Deus requer de um pai e de uma mãe quando elas criam os seus filhos para o Senhor: "As mulheres sejam submissas a seus próprios maridos, como ao Senhor; porque o marido é o cabeça da mulher, como também Cristo é o cabeça da igreja, sendo este mesmo salvador do corpo. Como, porém, a igreja, sendo este mesmo salvador do corpo. Como, porém, a igreja está sujeita a Cristo, assim também as mulheres sejam em tudo submissas a seus maridos. Maridos, amai vossas mulheres, como também Cristo amou a igreja, e a si mesmo se entregou por ela, para que a santificasse, tendo-a purificado por meio da lavagem de água pela palavra, para a apresentar a si mesmo igreja gloriosa, sem mácula, nem ruga, nem cousa semelhante, porém santa e sem defeito. Assim também os maridos devem amar as suas mulheres como a seus próprios corpos. Quem ama a sua esposa, a si mesmo se ama. Porque ninguém jamais odiou a sua própria carne, antes a alimenta e dela cuida, como também Cristo o faz com a igreja; porque somos membros do seu corpo. Eis por que deixará o homem a seu pai e a sua mãe e se unirá à sua mulher, e se tornarão os dois uma só carne.

Grande é este mistério, mas eu me refiro a Cristo e à igreja. Não obstante, vós, cada um de per si, também ame a sua própria esposa como a si mesmo, e a esposa respeite o seu marido.

Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra. E vós pais, não provoqueis vossos filhos à ria, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor". Efésios 5:22 e 6:4.

"Esposas, sede submissas aos próprios maridos, como convém ao Senhor. Maridos, amai as vossas esposas, e não as trateis com amargura. Filhos, em tudo obedecei a vossos pais; pois fazê-lo é grato diante do Senhor. Pais, não irriteis os vossos filhos, para que não fiquem desanimados'. Colos. 3:18-21.

Isto é o que estou desejando saber; Com os nossos filhos crescendo, quanto esforço estamos dedicando em ensiná-los e ministrar a eles? Cremos que o nosso estudo conjunto trará impartição para nossos filhos. Cremos que os presbíteros e mestres imporão suas mãos sobre eles, lhes ensinarão e ministrarão e eles virão a ser algo vindo de Deus.. A maioria de nossos adultos e jovens estão se saindo bem, mas eu queria saber

Quantos de nossos filhos caminharão com Deus quando ficarem um pouco mais velhos. Muitos dos jovens estão bem cientes de que foram redimidos das mãos do inimigo e estão prontos para servir a Deus; mas que dizer de alguns de nossos filhos que estão vindo? Eu quero saber se eles caminharão com Deus. Será que vamos pelo mesmo caminho que outros movimentos seguiram antes de nós, onde assim que os filhos atingem uma certa idade estão perdidos para a igreja porque ninguém ministra a eles a realidade do que seus pais têm? Estou preocupado com isto.

Estou preocupado a respeito de uma porção de coisas. Preocupado com meninos e meninas que brincam no salão de cultos depois de terminada a reunião, sem nenhum senso de reverência. Estou preocupado com isso. Muitos deles são de famílias de presbíteros e diáconos. Eu me preocupo com o fato de em algum ponto, não conseguimos fazer nossos filhinhos caminharem com Deus e à unção que eles deveriam ter desde o comecinho de suas vidas. É um caminhar com Deus suficientemente bom para você, mas não para os seus filhos? Leve-os a ele. Ministre-lhes essa experiência! Faça o que puder!. Sejam do Velho ou do Novo Testamento as exigências e qualificações, eu continuo a acreditar que Deus começa a confrontá-lo quando você não leva sua família para debaixo das bênçãos e provisões para as quais Ele abre as portas. Deus diz que abençoará a sua casa. Ele diz que abençoará os seus filhos (Deuteronômio 7:13-14). Não entendo como podemos acreditar neste caminhar com Deus e não nos abrirmos para penetrar na medida completa de impartição e bênção que pode vir para nossos filhinhos e nenês. Nós o temos visto até certa medida, mas continuamos tão relaxados a esse respeito!.

Há um alicerce apostólico de ordem que Deus colocou diante de nós, e Ele abençoa isso. Há uma ordem para o lar (Efésios 5:21 - 6:4). Há uma provisão para as crianças. Há certas coisas a que devemos levá-las. Não podemos chegar tão perto do alvo e daí errá-lo. Devemos nos desincumbir da responsabilidade que temos.

Será muito recompensador o que Deus fará por nós. Podemos ter escolas do Reino, mas eu hesitaria em construir uma escola ao pensar que há pais que estão fugindo de sua responsabilidade e tentando passá-la para um professor que passe algumas horas por dia com seus filhos. Eu não posso crer que isso seja direito. Eu seria mais encorajado a construir uma escola se sentisse que os pais por si próprios estivessem fazendo o que pudessem para levar os seus filhos a um verdadeiro caminhar com Deus. Nossas escolas podem ser uma grande bênção, mas estou convencido que há recompensas e bênçãos que Deus dará a qualquer mãe que constantemente estiver labutando por um objetivo: ajudar os seus filhos e filhas a virem ser profetas e profetizas, levá-los a um caminhar com Deus no Espírito.

Eu vou falar severamente acerca dos seus pequeninos. Envolva-os num caminhar com Deus! Deixe-os descobrir o que é um assalto satânico. Deixe-os aprender a construir suas defesas espirituais enquanto são jovens. Deixe-os crescer neste caminhar espiritual desde o comecinho, porque não há nada mais neste mundo pelo que valha a pena viver. Nada mais em que valha a pena empregar o seu tempo, exceto caminhar com Deus. Você quer ser um sucesso e ganhar dinheiro? O que isto vai significar para você? O que acontecerá ao mundo nos próximos anos? Para o que você vai realmente viver? Há somente um propósito importante: penetrar na próxima era. Ter filhos que podem caminhar com Deus agora, é melhor do que lhes dar uma apólice de seguro de vida totalmente paga, uma anuidade, educação colegial ou qualquer coisa mais deste mundo que você possa mencionar. Dê-lhes tudo isso se puder, mas em nome do Senhor Jesus Cristo, não se esqueça de lhes dar a capacidade de caminhar com Deus.

Êxodo 10:24-26: "Então Faraó chamou a Moisés, e lhe disse: Ide, servi ao Senhor. Fiquem somente os vossos rebanhos e o vosso gado; as vossas crianças irão também conosco. Respondeu Moisés: Também Tu tens de dar em nossas mãos sacrifícios e holocaustos que ofereçamos ao Senhor nosso Deus. E também os nossos rebanhos irão conosco, nem uma unha ficará; porque deles havemos de tomar para servir ao Senhor nosso Deus, e não sabemos com que havemos de servir ao Senhor até que cheguemos lá".

Pese estas palavras cuidadosamente: "Não sabemos com o que havemos de servir ao Senhor até que cheguemos lá". Você não sabe que espécie de preço vai pagar. O Faraó ofereceu a Moisés diversos acordos. Primeiro ele sugeriu que os homens fossem, e deixassem as mulheres e crianças para trás (Êxodo 10:9-11), e Faraó disse: "Ide, mas deixem seus rebanhos para trás". Moisés recusou isto também. Ele disse: "Não, nós todos sairemos, nenhuma unha será deixada para trás. Nós todos vamos deixar o Egito. Não sabemos com que havemos de servir ao Senhor até que cheguemos lá"(Êxodo 18:24-26).

Penso que não sabemos ainda que preço teremos que pagar. E não sabemos até que estejamos na estrada, um pouco mais longe. Mas estejamos preparados para seguir o caminho todo! O que você pensa que vai lhe acontecer? Pense que pode vir a ser mártir para o Senhor? Pense que poderá morrer por esta Palavra, por este testemunho? Você pensa que sofrerá e será perseguido por isto? Mães, podem vocês criar os seus filhos para que venham a ser ministros do Senhor, para ir a alguma outra terra pregando esta Palavra e então vê--los morrer? Podem vocês pensar em receber notícias de que houve um tumulto e um de seus filhos foi morto nele? Seria melhor isso do que vê-los baleados num longínquo campo de batalha. Seu eu tivesse a escolha, os criaria para Deus e vê-los morrer pelo Senhor seria melhor do que em guerras. A América está pagando um preço (no Vietnam); ela está vendo seus filhos e filhas serem massacrados noutra parte do mundo. Eu gostaria mais de ver os nossos filhos darem suas vidas pelo Senhor do que vê-los serem criados de maneira descuidada, como em uma porção de famílias. Estamos vendo isto acontecer em famílias que têm boa renda. Seus filhos fogem de casa, se viciam em drogas, e caem em toda a espécie de problemas. Breve, só um milagre de Deus pode restaurá-los à normalidade. É isso que queremos para nossos filhos? Nós temos a oportunidade de lhes dar o melhor. Por que hesitamos no preço? Por que devemos hesitar em fazer algo que temos de fazer? O mais alto preço que podemos pagar, a coisa mais cara - dar a nossa vida - é bastante mais barato do que a derrota que virá aos cristãos, nesta geração, que não andam com Deus. Cuidamos para que nenhum de nossos filhos seja deixado para trás. Vamos criá-los para o Senhor. Eles serão bons maridos e esposas, servos do Senhor, profetas e profetizas do Reino.

Você diz: "Bem, penso que deveriámos apenas deixá-los crescer por si próprios". O que acontece a jovens que crescem por si próprios? Eles são aqueles que estão fazendo revoltas nas universidades (1970), mas se você conversa com eles, vê que a maioria nem ao menos sabe que está fazendo revoltas, provavelmente nem um em cada mil leu Anatomia da Revolução. Muitos deles não leram Karl Marx. Eles não sabem nada do que estão fazendo. Então, por que fazem o que fazem?

Tudo lhes foi dado nas mãos, mas eles estão protestando contra a sociedade onde não há desafio. Você quer alcançar os nossos jovens? Então dê-lhes algo para viver. Isto lhes tocará. Dê-lhes algo por que viver! Algo por que lutar. Dê-les um carro, a mesada que eles querem, roupas finas e veja-os irem para o inferno.

Nós temos algo por que viver. Temos algo por que nos sacrificar. Temos algo por que morrer. Quero sacudir você no que diz respeito a seus filhos. Eu quero sacudí-los também. Não me importo se eles têm dinheiro ou não, mas me importo se eles caminham na vontade de Deus. Vocês todos vão caminhar na vontade de Deus.

Muitas vezes, antes de vir para este caminhar, eu trabalhava para construir uma igreja em número de pessoas, vendo pessoas salvas e cheias com o Espírito em quase todo o culto. Mas o que aconteceu a elas? Tudo o que tínhamos de fazer era introduzir algo mais de Deus e elas fugiram disso. Eu sei o que é construir uma igreja em números, mas desisti disso anos atrás. Quero construir alguma coisa na igreja. Não posso tolerar ser pastor de uma igreja comum, nunca mais. Eu ficaria doente. Teria náuseas. Há algo de tão hipócrita, de tão fingido a respeito da cristandade religiosa. Quero pastorear pessoas reais, pessoas que vão caminhar com Deus. Não vou pedir o impossível delas; apenas tudo que é possível. E quero que elas sirvam a Deus.

Eu quero nossos filhos caminhando com Deus. Vamos para algo melhor do que bucha de canhão, melhor do que tribunais de divórcios e lares desfeitos, melhor do que bares, bebedeiras e drogas. Vamos criá-los para Deus. Podemos atravessar os impasses, em nome do Senhor, para que não percamos os nossos filhos para o diabo. Nós temos a visão. Busquemo-la com todo o nosso coração.

Eu acho que Jesus foi um revolucionário. Paulo causou revolta. Se Jesus e Paulo estivessem aqui hoje e fossem ministrar neste país, dentro do prazo de trinta dias as revoluções não estariam nas ruas nem nas universidades; elas estariam nas igrejas. Eles eram revolucionários na igreja primitiva. Vamos protestar contra esta presunção, esta indiferença que faz as pessoas sossegarem e apenas existirem, que as faz tornarem-se vegetais: Quem quer ser um vegetal? Prefiri morrer do que ser um vegetal. Prefiri ter qualquer coisa do que apenas uma existência. Eu quero viver a vida para a qual Deus me chamou! Quero ser o que Ele quer que eu seja! Quero andar na graça de Deus! Sei que não sou nada por mim mesmo, mas sei que Ele me chamou para alguma coisa melhor do que vegetar. Ele não me chamou para que falhássemos nos propósitos e destino para os quais Ele nos criou. Vamos ver a finalização.

Pai, abençoamos o Teu povo em nome do Senhor Jesus Cristo. Deixe esta Palavra ser um rico incitamento para ajudá-lo. Encoraja os pais! Encoraja as mães! Se eles não são culpados, deixe-os regozijarem-se por não serem culpados. Senhor, se eles são culpados, aguilhoa os seus corações para que eles façam algo acerca disso que se arrependam e Te busquem. Dá-nos igrejas com pessoas que sejam submissas a ti, ó Deus, e filhos que estamos criando para serem os filhos e filhas da profecia de Joel:

"E acontecerá depois que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos velhos sonharão, e vossos jovens terão visões". Joel 2:28.

_____________________________________________________________________

By John R. Stevens

Mensagem traduzida do original em inglês: "RAISING CHILDREN FOR GOD".

voltar para CONFERENCIAS

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||