CORPO - SS

Como Será Estar Casado no Reino

Esta Palavra é uma transcrição da fita de mesmo título
13 de maio de 1979 

O Senhor quer fazer muito por nós e eu não sei porque está demorando tanto. Apresse-se sempre em entrar nesta plenitude. Você pode perguntar: “O que vai acontecer?” Bom, Pentecostes. Mas o que vai acontecer? Eu não sei, o primeiro Pentecostes foi uma grande surpresa, a grande surpresa de toda a Bíblia. Você encontra previsões sobre a crucificação e a ressurreição de Cristo, mas não há nada sobre Pentecostes previsto. Então, o que vai acontecer? O Senhor trará o Seu povo para o vale da decisão. Muitas profecias se relacionam aos dias em que estamos vivendo e eu louvo ao Senhor porque Pedro não disse que a coisa estava completa, que estava tudo feito. Não, ele disse: “O Reino está vindo”. O Reino virá e nós poderemos viver o dia no qual veremos o segundo Pentecostes.

Há algo acontecendo na música, no mover do Espírito, algo que nunca vimos antes, algo muito além de algum limite da manifestação do Espírito Santo. Cremos em toda a restauração. Em Pentecostes também eles criam, falavam em línguas e interpretavam. Então veio o Caminhar, e depois os ministérios fundamentais e o dom de discernimento de Espírito e de sabedoria. Nós nunca vimos isto acontecer antes. Percebemos, então, que algo mais está vindo. Onde estamos? Estamos em algum lugar no alto da escada, mas não olhe para baixo. Continue subindo e muito mais ainda virá a luz. O Senhor trará à luz muito mais. Temos tido um fluir de revelação. Nós veremos os músicos e os cantores reunidos, não porque são profissionais, mas porque estamos pronto para que o Senhor traga uma nova revelação. O Senhor trará coisas que nós nem mesmo podemos imaginar.

Vocês sentem que a presença do Senhor é muito mais real para vocês agora? O que está acontecendo? É uma longa história. Eu não sei como dizer exatamente. Tivemos impasses e buscamos ao Senhor, cantamos no Espírito, adoramos e estamos nos movendo em unidade. Não seremos engolidos pela Babilônia. Vocês estão sentindo isso em seus corações. Então nós vamos voltar à cruz? Não, nós já tivemos o trabalho da cruz feito em nossas vidas. Agora nós queremos ir ao túmulo e proclamar que o túmulo está aberto. Iremos nos mover para a vida ressurreta e ver o que vem depois disso. Vamos nos mover bastante rapidamente nas reuniões porque há muito para fazer. Nós não temos um quadro, uma programação, mas o Senhor está dirigindo tudo. O Senhor trará uma Palavra esta noite que será uma Palavra Viva, um fluir profético. Como eu sei disso? Eu apenas sinto e recebo do Senhor o verdadeiro fluir. O Senhor falará esta noite algo que nunca ouvimos antes. Vocês estão prontos? Senhor, abra os nossos corações para aquilo que o Senhor trará. Nós nos movemos, nos movemos devagar, mas muito intensamente. Somos o Seu povo. Você pagou um grande preço por nós e é melhor nos possuir agora. Nós nos damos ao Senhor cem por cento. Amém!

Não há nenhum casamento que tenha sido checado e realizado dentro da vontade de Deus que não esteja passando por grandes dificuldades. E você pode dizer: “Bom, isto é a vontade do Senhor?”. Nós temos que voltar atrás e ver como as eras estão mudando, como as coisas estão diferentes no casamento. “Bom eu não vejo isso. Um casamento é um casamento.” Não, isto não é verdade. Volte na história. Há cem anos atrás ou mais aqui na América, uma mulher dava à luz e morria antes de poder criar os filhos e o pai se casava com outra mulher. A vida da mulher era muito difícil. Era um tempo no qual os pais batiam nas crianças e, às vezes, nas próprias esposas. E há um tempo atrás, em alguns países, as mulheres eram vendidas como propriedades, por seis vacas, por exemplo. O pai vendia a garota por tantas ovelhas, por tantas vacas e era assim que as coisas eram feitas. Mas o casamento tem mudado através dos tempos e precisamos entender o que o casamento realmente significa. Voltemos alguns anos e veremos o que Deus disse sobre a ordem na família. O que temos que fazer agora nesta transição é buscar ao Senhor e dizer: “O que o Senhor está dizendo sobre o casamento?” Temos que buscar o casamento no Reino. Quais são os próximos passos, as próximas transformações em relação ao casamento?

O casamento tem mudado muito através dos anos, mas para entender o que o casamento significa, você não pode olhar para os cem anos que se passaram ou cinqüenta anos atrás e dizer: “Isso é o que Deus disse sobre o casamento, sobre a ordem na família. É assim que será.” Estamos em um período de transição e o melhor a fazer é buscar ao Senhor e perguntar: “O que o Senhor está dizendo sobre o casamento? Como será estar casado no Reino?” Isto tem sido um clamor que tem estado no meu coração. Devemos buscar quais serão os próximos passos. A Palavra do Senhor é pura, mas a aplicação tem variado de acordo com a luz e a revelação que as pessoas têm através dos anos. Vamos procurar quais são os próximos passos com relação ao relacionamento entre marido e mulher, irmão e irmã, pais e filhos e mesmo dentro da própria casa de Deus. Temos que buscar isso.

O casamento tem mudado muito nos últimos anos, mas você não pode olhar para as circunstâncias ou as coisas no mundo que ditam as mudanças no casamento. A palavra nos mostra como deve ser o casamento no Reino. Além do laço legal que é criado, devemos buscar, nestes dias, um laço espiritual, algo no Espírito realmente. Não queremos ver os casamento falharem. Queremos vê-los entrando realmente no nível que o Senhor deseja. Queremos que mesmo os casamentos que foram realizados no nível da alma sejam trazidos ao nível do Espírito. Enquanto entramos no Reino, entramos numa submissão mútua ao Senhor dos senhores. Eu creio que no Reino nós estaremos entrando em um tempo em que não haverá homem nem mulher, porque seremos todos um em Cristo. Mas há algo ainda nesta transição pela qual temos passado. Temos visto casamentos em que aparentemente tudo parece estar em grande colapso, mas você verá estes casamentos ressurgirem à medida em que os dois se submeterem. Eles conhecerão uma morte, um sepultamento e uma ressurreição para um novo nível. Os casamentos têm passado por uma morte e um sepultamento mas o Senhor está trazendo estes casamentos para uma ressurreição. Todos os casamentos no Reino têm passado por momentos em que às vezes o casal se pergunta: “Eu não sei o que fazer agora” Mas tenham fé para serem submissos e o Senhor trará à luz a ressurreição. Eu gostaria de ver esta Palavra sendo usada nas cerimônias de casamento.

O Senhor está trazendo uma unidade de Espírito que é muito mais importante do que qualquer outra coisa que possamos imaginar. Muitos pensam que vão se casar para serem abençoados e felizes ao invés de serem preparados para serem projetados a um nível novo. Mas ouça o que eu vou lhe dizer. Muitos pensam que o casamento é um estado de bênção e felicidade, mas vocês se casam para levar um ao outro a um novo nível. Você irá se submeter ao Cristo que ministra através do seu companheiro. Isto significa que se Cristo está no seu companheiro ou companheira, irá ministrar à sua carne e é isto que as pessoas acham difícil de aceitar no casamento. Já imaginou a velha começando a falar as coisas que estão erradas na sua vida? Você vai dizer: “Espere aí. Eu sou o cabeça aqui! Você não vai me dizer o que fazer ou como dirigir as coisas.” Mas a mulher pode dizer: “Eu esperei diante do Senhor e o Cristo em mim está falando uma Palavra que significará a morte da sua carne. Eu te amo demais para deixar de ver a perfeita vontade de Deus se cumprir na sua vida.” Determine-se a ser submisso àquilo que o Senhor irá fazer através de um casamento do Reino na sua vida, trazendo à luz a manifestação dos filhos de Deus na terra.

Eu sei que esta Palavra é difícil e é perturbadora, mas é uma Palavra que veio há muitos anos atrás e as coisas estão começando a acontecer. Eu quero dizer uma coisa a vocês. Eu creio que nós entraremos em um momento de julgamento e o Senhor irá tratar drasticamente e Ele poderá até dissolver casamentos. Ele irá dissolver casamentos se eles não se tornarem aquilo que Ele deseja que se tornem. Se um casamento se torna aquilo que Deus deseja que ele seja, ele passará por grande tratamento do Senhor. No Velho Testamento a Palavra diz que o Senhor enviaria, nos últimos tempos, o Espírito de Elias para converter o coração dos pais aos filhos e dos filhos aos pais, para que Ele não tivesse que destruir a terra com maldição. Há muita discrepância entre os casais. Nesta era, nós temos visto um vácuo entre pais e filhos. Temos ouvido muito sobre este vácuo entre as gerações. Mas neste momento, o Senhor trará realmente o que Ele deseja, uma família que será unida e permanecerá e prevalecerá diante do Senhor. Aleluia. Nós estamos crendo pelo Reino e teremos um casamento que será o casamento do Reino; não será apenas uma coexistência. Uma coisa no Reino que eu tenho aprendido é que a ordem não é a coexistência. Não iremos conviver com a Babilônia à medida que Sião vem à luz. Não viveremos com a Babilônia, coexistindo juntos. Não iremos conviver com a Babilônia e também não queremos conviver com nada que o Senhor diga que pertença a uma era passada.

Vocês acham que esta Palavra balança um pouco ou vocês acham que é uma Palavra mais encorajadora com relação ao casamento? Por que o Senhor está balançando as coisas? Para destruir as coisas que estão erradas e trazer estes casamentos à plena vontade d’Ele, àquilo que Ele realmente deseja que os casamentos se tornem. O que estamos trazendo esta noite não é apenas uma benção, mas diretrizes sobre como será o relacionamento do homem e da mulher diante do Corpo de Cristo. Esta Palavra veio em março ou fevereiro deste ano. Eu profetizei que os casamentos do futuro seriam tão plenos, tão completos, que separar um do outro significaria a morte, porque o casal compartilharia uma só vida. É uma coisa que vocês nunca ouviram antes. Vocês querem ouvir outra vez? Eu profetizo que os casamentos no futuro serão tão plenos, tão completos, que separar um do outro significará a morte dos dois, porque eles compartilharão uma só vida. Esta Palavra veio, não durante uma reunião, mas quando eu estava no meu quarto buscando ao Senhor. É uma Palavra do Senhor, não importa se não tenha vindo na reunião. Mesmo que eu esteja no deserto, entre os narcisos, se o Senhor trouxer uma Palavra, ela dependerá não das pessoas a estarem ouvindo naquele momento, mas do Senhor a estar falando.

O casamento está mudando nos Estados Unidos. Estamos vendo o momento no qual a própria lei está reconhecendo o que eles chamam de paramônio, pessoas que vivem juntas durante um certo tempo, mesmo sem um casamento legal. Se houve qualquer tipo de relacionamento durante um certo tempo, isto tem valor legal. Nos Estados Unidos hoje, doze estados estão reconhecendo estes casamentos, mesmo sem a licença legal. Observou-se que havia uma falha na lei e criou-se então o reconhecimento do direito das mulheres que viveram com estes homens e repartiram uma vida com promessas de amor e casamento. Nunca havíamos visto isto acontecer antes. O casamento está mudando no momento presente. Há muitos casais nos Estados Unidos que estão vivendo hoje sem uma licença legal. Eu não estou advogando sobre isso e dizendo que concordo. Estou apenas tentando mostrar que a maneira como o casamento é visto muda através dos anos. Não procuraremos na Idade da Pedra o que o Senhor disse a respeito do casamento.

A dedicação vem porque Cristo está crucificando a sua carne através do seu companheiro. Os casais pensam que vão viver felizes para sempre e pensam que isto está na Bíblia, mas acabam percebendo que este versículo não existe na Bíblia. Quando o Senhor fala sobre se tornar um no Espírito, uma só carne, isto significa uma porta para destruir a carne do irmão no esposo ou na esposa. A maneira mais dura de morrer é quando os pregos são cravados por aqueles que amamos. Isto é um acordo de família. Temos que matar uns aos outros. Teremos que nos submeter ao trabalho da cruz. Você pode pregar os pregos nos pés e em uma mão, mas e a outra? Como é que você irá cravar o prego na outra mão? Você irá dizer: “Querida, me ajude!”

Vez após vez, temos visto que são justamente aqueles a quem mais amamos que têm nos cravados os pregos na carne e destruído a nossa carne. Os casamentos no Reino não terão o propósito de constituir uma família apenas, mas aperfeiçoar um ao outro e destruir a carne e cravá-la na cruz. Você não pode amar uma outra pessoa a não ser que se dedique a trazer Cristo à luz na vida dela. O Reino vem à luz através desta crucificação. Eu gostaria de escrever um novo texto para as cerimônias de casamento, que seria assim: “Eu te amo muito, eu te amo o suficiente para ser a espada que irá crucificar e trazer à luz a vontade de Deus para a sua vida. Eu te amo muito também para me submeter para que você crucifique tudo em mim que impeça a vontade de Deus na minha vida.” Isto é perturbante não é?

Estamos entrando em um nível muito mais alto de casamento e será uma coisa muito gratificante. A diferença que existe entre homem e mulher, emocionalmente, é algo muito difícil e só o Senhor pode trazer, através do Seu Espírito, algo que traga fim a este conflito. Eu creio que o Senhor fará com que haja em todos os casamentos no Reino uma dedicação plena. Ou a dedicação se torna uma dedicação do Reino, ou não existe dedicação. Bom, você pode dizer: “Isto é sério.” Eu sei que é sério e não estou criticando ninguém, não quero julgar ninguém. Este é um tempo em que cada um deve olhar profundamente para o seu casamento e perguntar: “O que o Senhor deseja para mim e para o meu companheiro?” Clame diante de Deus. Isto é uma questão de dedicação, de se submeter e crer que o Senhor irá usar o conflito para aperfeiçoar a unidade.

No capítulo 19 de Mateus, quando Jesus estava curando, os fariseus vieram a Ele, testando com relação ao divórcio e Ele respondeu: “Vocês não leram? Desde o início o Senhor uniu homem e mulher, dizendo que deveriam deixar pai e mãe e se tornarem uma só carne, tornando-se, não mais dois, mas um só, uma só carne e o que Deus uniu, o homem não separe. Moisés permitiu que o povo se divorciasse por causa da dureza de coração.” Não há passagem mais severa com relação ao divórcio do que esta; nela não há brechas. Mas então você pergunta: “Por que o Senhor está abençoando tanto as pessoas que se divorciaram e se casaram outra vez? Por que eles têm sido cheios dos dons do Espírito e por que há também divorciados na Companhia Apostólica?” Bom, é verdade. Se a Palavra é tão inflexível, como está coisas têm acontecido? Não deve haver nenhuma violação da lei que o Senhor estabeleceu e você não deve se conformar e aceitar isto. Nós não cremos em fornicação ou imoralidade, mas há no Corpo pessoas que já foram fornicadoras. Não cremos no divórcio, nossa fé não está nisso. Nossa fé está no princípio de unidade sobre o qual o Senhor falou. É nisto que cremos. Cremos também que não devemos matar e não há brechas para isso. Cremos que não devemos roubar, não devemos ser falsas testemunhas e nem ter outros ídolos diante de nós. Mas há, no nosso meio, pessoas que já foram idólatras, que já foram adúlteras, há pessoas que se divorciaram.

Então, o que diremos? Voltemos à uma coisa básica. A lei do Reino é a lei do Reino. É uma lei inflexível, que não pode ser violada ou mudada; não pode mudar realmente, de nenhuma maneira. Mas o que está errado com o fato de termos divorciados no nosso meio? É que o divórcio é pecado, como também temos outros pecados dos quais nós nos arrependemos e encontramos o perdão. O Senhor nos deu uma lei perfeita e nós buscamos a graça para aqueles que quebraram a lei. O Senhor pode perdoar, mas Ele não irá mudar a Sua Palavra. Ele não irá mudar aquilo que Ele estabeleceu. Não cremos no divórcio. Cremos no casamento e na unidade, mas a graça de Deus pode cobrir aqueles que se arrependeram. O que as pessoas que se divorciaram devem fazer? Se arrepender diante de Deus. O Senhor nunca muda a Sua lei, mas traz a graça para aqueles que a ofenderam, que a quebraram. Em se tratando de divórcio, os dois têm que se arrepender. Dias virão nos quais as pessoas serão tão unidas que se separarem, isto será a morte para elas.

Deixe-me fazer uma pergunta a você que tem passado por problemas no seu casamento. Esta Palavra traz encorajamento para você? Ela traz mais fé, mais iniciativa para fazer com que algo aconteça? Eu acho que esta Palavra pode nos ajudar para que a porta seja aberta para que entremos no Reino juntos. Este é um dos ensinamentos mais sérios que já tivemos Ele refletirá muito profundamente e intensamente nos nossos sentimentos e nos fará buscar a santidade daquilo que Deus quer trazer à luz no nosso casamento. Eu declaro diante de Deus o quão diligentemente eu quero buscar a Sua face por uma revelação para cada um de nós com relação ao casamento.

voltar para CONFERENCIAS

left show tsN fwR normalcase|left tsN fwR uppercase bsd b01s|left show fwR uppercase bsd b01s|bnull||image-wrap|news login uppercase b01 bsd|fsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase b01 bsd|login news fwR uppercase c05|tsN fwR uppercase b01 bsd|fwR uppercase bsd b01|content-inner||